(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Processo de desligamento automatizado: como funciona?

Processo de desligamento automatizado: como funciona?

Automatizar processos no RH é essencial para tornar o departamento mais dinâmico e produtivo. Com a tecnologia adequada, é possível otimizar processos seletivos, admissões, folhas de pagamento, controle de férias e várias outras atividades da área. Nesse cenário, as empresas começaram a enxergar a importância de um processo de desligamento automatizado.

Organizações que investem na experiência dos colaboradores se preocupam com a jornada completa dos profissionais na empresa, do primeiro ao último contato. Afinal, qualquer erro cometido na saída do funcionário pode causar um impacto negativo na reputação do negócio.

Pensando nisso, explicamos neste post tudo o que você precisa saber para automatizar os desligamentos da sua empresa. Quer saber mais? Continue conosco!

Qual é a importância de automatizar processos no RH?

Antes de implementar o processo de desligamento automatizado, é preciso entender o impacto que a tecnologia tem na rotina do RH como um todo.

A área de Recursos Humanos lida diariamente com informações, contratos e pagamentos de todos os funcionários da empresa. Tudo isso precisa estar muito bem organizado para que o negócio caminhe dentro da lei e evite problemas futuros.

Há alguns anos, esse trabalho era feito manualmente, o que significava um processo demorado e com maior risco de erros. Mas hoje, com o avanço da tecnologia, tudo mudou. Contar com uma ferramenta digital adequada tornou-se obrigatório para tornar a rotina da equipe mais ágil e menos burocrática.

De maneira geral, esse tipo de software reúne todas as principais informações que o RH precisa acessar em uma única plataforma. Além disso, é possível automatizar cálculos e fazer análise de dados para auxiliar os líderes em suas decisões.

Com isso, o volume de tarefas operacionais é reduzido, e sobra mais tempo para o gestor do RH atuar estrategicamente, se dedicando a melhorias na gestão de pessoas e no clima organizacional.

Um dos processos que mais mudaram com as tecnologias de automação foi o desligamento de funcionários. Se antes esse era um dos processos mais burocráticos e tensos do RH, hoje pode ser feito com poucos cliques, como veremos a seguir.

>>  Elaboramos um checklist para o Processo Demissional. Com ele, você conseguirá guiar todo esse processo de forma efetiva (e sem deixar nada para trás). Clique aqui e baixe o checklist!

Como é feito o processo de desligamento automatizado?

Processo de desligamento automatizado é a saída de colaboradores conduzida com o apoio da tecnologia. Realizar demissões é uma tarefa altamente crítica, já que qualquer erro pode gerar multas e processos trabalhistas. Portanto, contar com sistemas que auxiliem nos cálculos e demais operações fornece segurança extra à organização.

Para modernizar os desligamentos, o RH deve escolher um bom software para realizar a tarefa e saber como tirar 100% de proveito da ferramenta. Veja abaixo quais aspectos você deve considerar para automatizar os processos do departamento de maneira adequada.

Escolha um software completo

Para ter sucesso ao implementar o processo de desligamento automatizado, é preciso contar com um software que ofereça soluções para todas as etapas da tarefa.

Na plataforma da Xerpa, por exemplo, você consegue fazer todo o processo digitalmente: aplicar o histórico de reajustes, dissídios, cargos e benefícios dos funcionários que estão de saída. Todos os documentos e comprovantes são digitalizados, o que permite mais agilidade ao andamento do processo de demissão.

Logo na tela de início da ferramenta, o usuário visualiza o total de colaboradores que estão em processo de desligamento. Ao clicar, é possível ver a data limite para pagamento das verbas rescisórias de cada caso, além da lista completa de pessoas nessa situação.

Todas as informações relativas aos colaboradores desligados ficam disponíveis para consulta de um jeito rápido e seguro: nome, CPF, origem da demissão e cálculos rescisórios, entre outras.

Utilize a tecnologia para mapear o processo

Com um bom software em mãos, todo o ciclo de desligamento é mapeado previamente. Dessa forma, basta o RH seguir o passo a passo desenhado pelo sistema, recebendo notificações que garantem precisão no cumprimento de prazos para a entrega de documentos.

Com isso, pode-se dizer que a tecnologia anda lado a lado com as leis trabalhistas, atuando ativamente para evitar falhas no processo e proteger a empresa contra eventuais prejuízos.

Automatize os cálculos

A tecnologia resolve um dos maiores problemas dos desligamentos tradicionais: o risco de erros nos pagamentos rescisórios. Devido à quantidade de etapas e cálculos envolvidos nas demissões, a chance de falha humana é muito grande, já que se trata de uma atividade cansativa e que requer muita concentração.

O software de desligamentos, além de integrar todas as informações, também é capaz de fazer o cálculo automático dessas verbas, dando mais agilidade e precisão ao processo. Tendo acesso aos salários, férias e demais partes da remuneração, basta o sistema analisar esses dados para entregar o valor pronto ao RH, sem complicações.

A plataforma da Xerpa oferece a possibilidade de integração com a contabilidade. Assim, o contador pode adicionar no sistema os dados mais importantes referentes ao desligamento, como documentos ligados aos pagamentos e à rescisão de contrato.

Cuide das demais tarefas pessoalmente

Nem tudo é digital no processo de desligamento automatizado. Enquanto o sistema cuida do fluxo de tarefas que podem ser automatizadas, os especialistas do RH devem se dedicar às tarefas que requerem sua atenção, como:

  • dar baixa na carteira de trabalho;
  • coleta de documentos necessários;
  • recebimento de itens fornecidos pela empresa, como laptop e crachá;
  • atualização do registro de funcionários;
  • realização da entrevista de desligamento.

Todas essas tarefas devem ser conduzidas pessoalmente pelos membros do time de RH, combinando o bom uso do software com o toque humano que só um bom profissional pode oferecer. Lembre-se sempre: a tecnologia não veio para substituir integralmente o trabalho das pessoas, e sim para auxiliar os departamentos a tornar sua atuação mais estratégica.

Agora que você já sabe como funciona o processo de desligamento automatizado, que tal colocar o que aprendeu em prática? Implemente um software que atenda às suas necessidades e aproveite os benefícios que a tecnologia pode trazer. Além de otimizar os processos do RH, você ainda poderá proporcionar uma experiência rápida e fácil aos colaboradores desligados.

Fiscal Ti