(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Por que investir em bem-estar no trabalho?

Por que investir em bem-estar no trabalho?

Onde você preferiria trabalhar: em um lugar que deixasse você doente ou em uma empresa que cuidasse da sua qualidade de vida? Nos últimos anos, as pessoas estão se desvencilhando da cultura do workaholic e buscando cuidar mais de si mesmas. Por isso, investir em bem-estar no trabalho é fundamental para o sucesso de uma organização.

Neste post, reunimos tudo o que você precisa saber sobre bem-estar no trabalho: sua importância, suas vantagens e o que considerar ao elaborar um plano de benefícios. Quer saber mais? Confira a seguir!

Qual é a importância de investir em bem-estar no trabalho?

A saúde física e mental dos colaboradores é uma preocupação cada vez maior entre as empresas e os próprios profissionais. Todos já perceberam que a sobrecarga de tarefas e o estresse acumulado desencadeiam problemas que prejudicam a carreira e produtividade do negócio.

Em um estudo da Deloitte com mais de 11 mil líderes de RH e negócios pelo mundo. 43% das empresas afirmaram acreditar que programas de bem-estar ajudam a reforçar sua missão e visão. 60% deles acreditam que essa iniciativa ajuda a reter funcionários; e 61% disseram que ela aumenta a produtividade e os resultados financeiros.

Ainda segundo a pesquisa, 92% dos profissionais entrevistados apontaram o bem-estar como uma questão importante a ser avaliada em suas próximas decisões de carreira. As principais razões por trás disso são evitar a sobrecarga física e emocional e busca por mais qualidade de vida e flexibilidade no trabalho.

Como elaborar um programa de bem-estar?

Os programas de bem-estar estão se tornando parte essencial do plano de benefícios das empresas. Quando executados corretamente, eles oferecem aos colaboradores incentivos, ferramentas a apoio para manter hábitos saudáveis no dia a dia.

Para investir em bem-estar no trabalho de maneira efetiva, é preciso levar em conta quatro passos básicos:

  • cuidados clínicos;
  • incentivo à atividade física;
  • alimentação saudável;
  • saúde mental.

Para os cuidados clínicos, é necessário promover iniciativas que ajudem a identificar a controlar riscos potenciais de saúde, como pressão alta, fumo, obesidade, dieta pobre e estresse elevado, entre outros. Campanhas de saúde e exames periódicos são fundamentais para monitorar a saúde dos colaboradores e detectar eventuais problemas.

O programa de bem-estar também deve encorajar os funcionários e mudar de estilo de vida por meio de exercícios e boa alimentação. Algumas ideias interessantes para atender a essa necessidade são: convênios com academias, intervalos para yoga e alongamentos, massagens e snacks saudáveis gratuitos no meio do expediente.

Por fim, a saúde mental jamais deve ser ignorada. As pessoas falam pouco sobre isso pois ainda há um tabu muito forte em cima de temas como depressão e ansiedade. Por isso, é papel da empresa incentivar esse diálogo e a busca por tratamento promovendo campanhas e cuidados reais, como sessões de terapia.

Quais são os benefícios de investir em bem-estar no trabalho?

Como dito ao longo do post, investir em bem-estar no trabalho traz diversos benefícios para as empresas e seus colaboradores. Saiba mais detalhes sobre cada um deles a seguir.

Mudança de hábitos

Talvez a maior vantagem de investir em bem-estar no trabalho seja a mudança de hábitos dos colaboradores. 

É muito comum uma pessoa se propor a viver uma rotina mais saudável, mas adotar novos comportamentos por apenas alguns dias. Manter-se firme a longo prazo é um grande desafio para a maioria dos trabalhadores, devido à rotina corrida na carreira e na vida pessoal.

No entanto, isso se torna mais fácil quando há o apoio da empresa, já que os funcionários passam pelo menos 8 horas por dia no ambiente de trabalho. Então, se houver o incentivo da empresa, as chances de uma mudança de hábitos permanente são muito maiores.

Redução de custos com cuidados de saúde

Investir em bem-estar no trabalho reduz riscos de saúde, como taxa de açúcar no sangue, colesterol e pressão sanguínea. Esses e outros fatores costumam causar doenças séries na maioria dos adultos, por isso precisam ser controlados.

Com colaboradores mais saudáveis, os gastos com cuidados de saúde diminuem, tanto para os funcionários quanto para a empresa. Afinal, os gastos com consultas, exames e compra de medicamentos são reduzidas ao mínimo quando há um bom trabalho de prevenção e estímulo ao bem-estar.

Aumento da produtividade

Sabe quando um colaborador só estar presente fisicamente no trabalho, sem conseguir desempenhar seu papel com eficiência? Esse fenômeno é chamado presenteísmo, e é uma das maiores causas de baixa produtividade no trabalho.

Na maioria das vezes, o presenteísmo está associado a algum problema de saúde físico ou psicológico do colaborador. E ele custa caro: segundo um estudo americano, o prejuízo é 2 ou 3 vezes maior que o causado por gastos médicos diretos.

De acordo com outra pesquisa, as chances de presenteísmo causado por problemas de saúde são 28% maiores para fumantes, 66% maiores para pessoas com má alimentação e 50% maiores para quem não pratica atividades físicas. Isso porque a saúde frágil leva a doenças, mal-estar, baixa concentração e falta de motivação no dia a dia de trabalho.

Redução do absenteísmo

Absenteísmo é o termo usado para indicar a taxa de ausências dos colaboradores em determinado período de tempo. Investir em bem-estar no trabalho tem relação direta com o controle desse indicador: quanto mais saudável for o profissional, menos ele vai precisar faltar.

Colaboradores que com problemas de saúde normalmente se ausentam com mais frequência para realizar consultas médicas e exames. Para doenças de ordem psicológica, muitas vezes a pessoa simplesmente não consegue sair de casa para ir ao escritório. 

Essas ausências causam queda na produtividade e sobrecarga de trabalho no restante da equipe, que precisa cuidar das demandas da pessoa que está fora. Um bom programa de bem-estar ajuda a evitar esse problema, mantendo o desempenho do time sempre em alta.

Melhorias na atração e retenção de talentos

Empresas que cuidam do bem-estar dos colaboradores têm maior potencial para atrair os melhores talentos do mercado. Hoje, a qualidade de vida é um fator prioritário na hora de um profissional buscar oportunidades ou escutar propostas. Portanto, ser conhecida como uma organização que valoriza essa necessidade é sempre um bom negócio.

Da mesma forma, a retenção de talentos também aumenta, pois investir em bem-estar no trabalho aumenta a satisfação e o engajamento de todos os colaboradores. Nessas condições, as chances de eles permanecerem por mais tempo na organização são muito maiores.

Agora que você já entendeu por que investir em bem-estar no trabalho, que tal colocar o que aprendeu em prática? Observe as necessidades dos colaboradores e pense em soluções que sejam relevantes para suas rotinas. Assim, você contará sempre com uma equipe 100% saudável e motivada para ter o melhor desempenho no dia a dia!

Gostou do artigo? Compartilhe com a gente nos comentários como a sua empresa investe no bem-estar dos funcionários! Estamos à disposição para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Fiscal Ti