(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Gestão de pessoas nas organizações: 4 dicas eficazes de otimização

Gestão de pessoas nas organizações: 4 dicas eficazes de otimização

Apesar dos avanços tecnológicos e crescente uso da automação, as pessoas ainda têm um papel determinante para o sucesso de empresas, visto que estão presentes na execução de processos operacionais e principalmente estratégicos. Por essa razão, a gestão de pessoas nas organizações é uma das grandes preocupações de líderes e gestores.

Especialmente em pequenas empresas, em que a maior parte dos processos está centralizado nas mãos de poucos profissionais, gerir de forma eficiente as equipes garante o alcance de resultados satisfatórios de forma econômica e sustentável.

Dentro da realidade empresarial, é indiscutível que os recursos humanos figuram como um dos ativos mais valiosos para a maior parte dos negócios na atualidade. No entanto, extrair a máxima performance das equipes e criar um ambiente motivador e favorável ao bom trabalho depende de uma boa gestão de pessoas. Sabendo da importância desse tema para o sucesso de um negócio, preparamos este artigo listando 4 dicas que ajudarão a otimizar a gestão do capital humano da sua empresa. Acompanhe!

Por que a gestão de pessoas nas organizações precisa ser otimizada?

Como dito, embora a tecnologia contribua cada vez mais com a melhoria interna das empresas, especialmente em relação a tarefas manuais, burocráticas e repetitivas, automatizando e facilitando a execução de processos, os recursos humanos ainda figuram como os ativos mais relevantes de uma organização.

O capital humano é o que está à frente da maior parte dos processos, além de contribuir diretamente com o planejamento e a execução de ações e conduzir o processo de tomada de decisão, isto é, atividades operacionais e estratégicas com grande impacto sobre os rumos e resultados do negócio.

Por essas e outras razões, a gestão de pessoas nas organizações é de suma importância. Ela reúne todos os esforços voltados para a valorização do capital humano, assegurando que todos os membros da empresa trabalhem em plenas condições de se desenvolverem e de aproveitarem ao máximo suas capacidades técnicas e seus atributos humanos.

Hoje, muitas empresas focam seus esforços na gestão de pessoas, pois sabem o impacto que essa prática tem principalmente sobre a produtividade. Profissionais mais bem valorizados, instruídos, capacitados e que trabalham em um ambiente harmônico e motivador certamente produzem mais. Desse modo, um efeito direto é conseguir produzir mais com equipes menores, mas bem-gerenciadas, o que é uma das chaves para a redução de custos e aprimoramento das entregas.

Como fazer essa otimização na prática?

Otimizar a gestão de pessoas da sua empresa é, na verdade, uma questão cultural. Determinadas atitudes e posturas devem fazer parte do dia a dia do negócio e, principalmente, devem partir das lideranças, responsáveis por orientar e conduzir as atividades dos colaboradores de forma precisa e produtiva. Para ajudar nesse processo, listamos algumas dicas práticas que você pode utilizar. Confira!

1. Realize feedback frequentemente

Gerir pessoas em ambientes corporativos depende do estabelecimento de uma boa relação. Líderes precisam ganhar o respeito e a confiança das equipes, precisam adotar uma postura colaborativa e humana, pois dessa forma fica mais fácil se comunicar com cada membro, corrigir e elogiar.

Nesse ponto, uma das formas de garantir essa proximidade e respeito é a partir de feedbacks constantes. Adotar essa cultura é uma forma de auxiliar as equipes, pontuando acerca de fatores que estão de acordo com as expectativas e também aqueles que merecem atenção.

Essa prática demonstra preocupação com o desempenho dos colaboradores, além de ser uma forma de estimular o desenvolvimento profissional e pessoal contínuo a partir de orientações e críticas construtivas, por exemplo.

2. Ofereça treinamentos adequados

Outro pilar da gestão de pessoas é o desenvolvimento profissional técnico. Equipes proativas e eficientes não surgem de forma repentina, mas são construídas dia após dia, com muito esforço e treinamento.

Nesse contexto, investir na qualificação dos colaboradores da empresa é, sem dúvida, um dos caminhos para otimizar a gestão de pessoas. Com treinamentos adequados, os profissionais se preparam melhor para o desempenho de suas atividades, o que reflete em questões importantes, como:

  • qualidade das entregas;
  • nível de satisfação dos clientes;
  • redução de erros e atrasos;
  • mais agilidade e produtividade;
  • redução de retrabalho;
  • eliminação de desperdícios e muito mais.

3. Avalie habilidades e fit cultural na hora da contratação

Um dos objetivos centrais da gestão de pessoas nas organizações é a formulação de equipes coesas, eficientes e totalmente engajadas com os seus valores e objetivos. Nesse sentido, a gestão de pessoas se inicia desde a contratação dos profissionais.

Nesse importante momento, é fundamental ir em busca não só de profissionais com as capacidades técnicas e currículo desejado, mas que se alinhem à missão, aos valores e aos objetivos centrais da empresa. Esses fatores são de grande relevância, pois traduzem o nível de pertencimento e comprometimento futuro do colaborador ao desempenhar suas atividades.

Em muitos casos, equipes mais enxutas, mas compostas por membros que apresentam um fit cultural alinhado com o negócio, tendem a ser muito mais produtivas e engajadas, entregando resultados mais satisfatórios do que quando comparadas a grandes equipes compostas por indivíduos poucos satisfeitos e interessados naquilo que fazem.

4. Identifique e retenha os seus talentos

A gestão de pessoas é uma excelente ferramenta para a identificação de talentos dentro das organizações. O contato diário com as equipes, o monitoramento do trabalho e a utilização de métricas, por exemplo, são alguns dos elementos da gestão que auxiliam os líderes a identificar quais os setores mais eficientes e quais os profissionais mais produtivos.

Com base nessas informações, então, é possível encontrar talentos internos, isto é, profissionais que se destacam e que podem contribuir muito com o crescimento do negócio. Essa visão estratégica sobre os funcionários é fundamental para a otimização da gestão de pessoas, pois permite que o negócio adote medidas para reter os seus talentos.

Como dito inicialmente, os recursos humanos são ativos valiosos para as empresas. Por isso, não é saudável perder profissionais para o mercado, seja em razão das condições de trabalho, remuneração e/ou outro fatores. Desse modo, uma gestão de pessoas efetiva passa pela identificação e retenção de talentos.

Por fim, como vimos, a gestão de pessoas nas organizações é uma das principais estratégias para se conseguir extrair a máxima performance dos colaboradores sem necessariamente ter que compor grandes equipes.

Com foco na valorização dos profissionais e na promoção de um ambiente interno mais qualificado, humanizado e motivador, é possível aumentar a coesão interna, com profissionais mais bem treinados e alinhados com a missão e os valores da empresa. Esse certamente é o melhor caminho para aumentar a competitividade e entregar serviços cada vez mais atrativos.

Fiscal Ti