(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Big Four oferecem programas e oportunidades de trainee

Big Four oferecem programas e oportunidades de trainee

O sonho de boa parte dos estudantes de Ciências Contábeis é trabalhar em uma das Big Four, nome dado às quatro maiores empresas do ramo de Auditoria Independente do mundo. O grupo é formado por: EY (Ernst & Young), PwC (PricewaterhouseCoopers), Deloitte e KPMG, as empresas que mais são contratadas por companhias do mundo para trabalhos de auditoria, consultoria e compliance, por exemplo.

Mas há muita história por trás do domínio destas companhias no mercado de auditoria.

Conheça os grupos da Big Four

Histórico

Até 2011, o grupo era conhecido por Big Five, graças à presença da Arthur Andersen na lista. Porém, a empresa se envolveu em um grande escândalo após a falência súbita da companhia energética norte-americana Enron, que era sua cliente.

Na época, a Arthur Andersen foi acusada de encobrir irregularidades nas contas da empresa e de ter destruído arquivos da Enron. Com isso, em poucos meses mais de 30 clientes deixaram a carteira da companhia, pela sua perda de credibilidade.

Sem dinheiro e sem possibilidades de se reerguer, a Arthur Andersen, que chegou a ter 85 mil funcionários em todo o mundo, colocou-se à venda, e fez uma fusão com a concorrente francesa Deloitte.

Trainee

Histórias à parte, vamos nos ater à relação das Big Four e os sonhos dos estudantes ou recém-formados em Ciências Contábeis de serem trainees nessas grandes empresas.

Entre as principais vantagens que fazem crescer os olhos desses profissionais estão as oportunidades de crescer dentro da empresa, possibilidade de trabalhar em outros países, bons salários e oferecimento de capacitações – e a principal porta de entrada nestas organizações é por meio programas de trainee, com o qual é possível obter um salário que varia, geralmente, entre R$ 2.000 e R$ 2.500.

Agora, para aguçar o desejo daqueles que buscam maior desenvolvimento profissional, vamos analisar cada uma destas empresas, considerando as características dos seus programas de trainee.

1. EY – (Ernst & Young)

Segundo a diretora de gestão de talentos da EY no Brasil, Elisa Carra, o programa é destinado a estudantes universitários e recém-formados (até dois anos após a conclusão do curso) de Ciências Contábeis podem participar estudantes a partir do segundo ano da graduação e é desejável que os candidatos possuam nível intermediário de conhecimento na língua inglesa.

O Programa de Trainees da EY tem duração de 10 a 15 meses e, posteriormente, os participantes são promovidos a auditores, consultores ou assessores, entrando em um plano de carreira muito bem definido para se tornarem sócios.

“Nossos talentos devem, acima de tudo, estar alinhados com os nossos valores e ao nosso propósito de construir um mundo melhor de negócios. Havendo esse alinhamento, a tendência é que esses talentos sejam felizes, engajados e que apresentem bons resultados e desenvolvimento rápido. Além disso, devem apresentar as competências comportamentais essenciais da organização, como ética, boa comunicação, flexibilidade, raciocínio analítico e potencial para liderança”, explicou Carra.

O processo seletivo começa com a avaliação curricular dos candidatos. A fase seguinte consiste em uma apresentação institucional no escritório da EY e a produção de uma redação.

“Na etapa posterior, são realizados testes online de Português, Lógica, Inglês (eliminatórios) e Contabilidade Básica (classificatório), além da escolha da área de interesse (online). Durante a penúltima etapa é realizada a dinâmica de grupo, que definirá os selecionados para a entrevista final com executivos da EY”, explica a executiva.

Após a contratação, os estudantes participarão de um plano de desenvolvimento no qual se inclui treinamentos comportamentais e técnicos, experiências práticas em projetos de clientes e outros programas de desenvolvimento educacional por meio da EY University (EYU), além de possibilitar experiências multiculturais por meio da interação com profissionais de diversos países. Cada trainee conta com um conselheiro, profissional de nível sênior que o acompanha e o apoia em temas de desenvolvimento e carreira.

Os interessados podem se inscrever até outubro deste ano, pelo site do Programa de Trainees da EY (https://beyellow.com.br/). O processo seletivo já está acontecendo, portanto quanto mais cedo se inscreverem, maiores as chances de conseguir uma colocação.

2. PricewaterhouseCoopers

A PricewaterhouseCoopers desenvolve o Programa Nova Geração PwC 2019, que busca candidatos dispostos a atuar nos escritórios de Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Goiânia, Maringá, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Salvador, Sorocaba, São Paulo e Rio de Janeiro.

As etapas consistem em:

• Inscrições;
• Testes online;
• Challange online PwC;
• Entrevista final;
• Admissão;
• Início do programa.

3. Deloitte

A Deloitte também possui um Programa de Novos Talentos.

A empresa aponta que um dos diferenciais do seu programa é que o estudante não ingressa na empresa como trainee ou estagiário, mas sim como um profissional da Deloitte, com todos os benefícios de um cargo efetivo.

Segundo a empresa, os participantes têm as vantagens de entrar em uma empresa multinacional e reconhecida no mercado, obtendo aprendizado constante e desafios diversos, atuando em vários clientes e trabalhando com equipes multidisciplinares, em um ambiente criativo, dinâmico e inovador.

O processo seletivo é constituído por cinco etapas:

• Inscrição e avaliação do currículo;
• Testes online;
• Dinâmica em grupo;
• Painel de negócios;
• Entrevistas individuais.

As inscrições podem ser feitas aqui.

4. KPMG

Na KPMG, o programa de trainee seleciona estudantes que cursam a partir do 3º semestre da graduação ou profissionais recém-formados (até quatro anos após a conclusão do curso).

Um dos requisitos é que o estudante goste de viajar, pois sempre que for preciso e desde que não atrapalhe a agenda de estudos, o trainee representará a KPMG junto aos seus clientes.

Além disso, é importante ter disponibilidade para trabalhar em horário comercial por 40 horas semanais como profissional efetivo (8 horas por dia). Falar inglês é um diferencial, mas a empresa afirma ajudar quem não tiver este conhecimento após a contratação.

As inscrições estão fechadas neste momento, mas quando reabrirem poderão ser efetuadas pelo site da empresa.

Outras opções

Nem todos irão trabalhar em uma empresa deste porte. Porém, há diversas empresas de auditoria menores, com reconhecimento no mercado, para quem quer seguir carreira nesta área, mas não entrou no programa de trainee de uma das Big Four.

Fonte: Certisign

Fiscal Ti