(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Ibovespa entenda TUDO sobre esse índice financeiro!

Ibovespa entenda TUDO sobre esse índice financeiro!

Você já deve ter reparado que se o noticiário aponta qualquer tipo de mudança no Ibovespa, significa que o setor financeiro também sofreu algum tipo de transformação — positiva ou negativa.

O Ibovespa é  conhecido como o principal termômetro do mercado de ações no país, influenciando corriqueiramente a vida de quem atua no setor financeiro.

Não por menos, já que o Índice da Bolsa de Valores de São Paulo é um dos principais do país, e fornece grande influência no setor de investimentos do Brasil, de baixo risco ou não. 

Quer saber mais a respeito? Neste post, vamos mostrar como o Ibovespa é tão influente e, também, como você pode ficar de olho em oportunidades de investimento nesse indicador da Bolsa de Valores!

O que é Ibovespa?

Ibovespa é o agrupamento das palavras Índice da Bolsa de Valores de São Paulo. No geral, esse índice se comporta de acordo com as ações em negociação na Bolsa em determinado período. O IBOV (a sigla do Ibovespa) é o principal termômetro do mercado de ações brasileiras. 

E o Índice Ibovespa?

O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo é comumente observado como o maior indicador de desempenho do mercado de ações do país.

Tudo porque, através do Ibovespa é que passam os ativos de maior volume e movimentação de negociação. Em média, 80% das transações passam pelo Ibovespa diariamente. Alguns exemplos de empresas que estão associadas a esse índice:

  • Petrobras (PETR4);
  • Vale (VALE3);
  • Bradesco (BBSC3)
  • Cielo (CIEL3)
  • Gol (GOLL4)
  • Itaú Unibanco (ITUB4)
  • Localiza (RENT3)
  • Magazine Luiza (MGLU3)
  • Lojas Americanas (LAME4)
  • Via Varejo (VVAR3)
  • Ambev (ABEV3).

Também é importante se atentar ao fato de que a periodicidade de atualização do Ibovespa ocorre a cada quatro meses. Ou seja, isso pode influenciar na mudança da carteira do índice de tempos em tempos.

O que significam os pontos do Ibovespa?

Quando você começa a desenhar o seu perfil de investidor, já deve ter ouvido falar que existem as modalidades de renda variável. E o Ibovespa é um dos principais medidores desse tipo de investimento.

Portanto, para saber como as suas aplicações estão rendendo, basta ficar de olho no índice (cuja sigla é, como já destacamos, IBOV). Se a valorização do que você investiu está nivelada ou maior do que o IBOV, parabéns! Seus investimentos estão rendendo bem.

Veja, então, como isso tudo é calculado. Os pontos da carteira teórica do Ibovespa são calculados com base na liquidez dos ativos expostos na bolsa. Essa pontuação baseia-se no seguinte:

  • cada ponto equivale a R$ 1;
  • se a pontuação do Ibovespa sobe, em média, as ações de sua composição também estão em alta;
  • se a pontuação baixa, pode ser que alguns dos papéis que a compõem também estão no vermelho.

Tais mudanças na pontuação refletem a expectativa de investidores com base no cenário político e econômico mundial. Sinais de crise no país, por exemplo, tendem a derrubar o Ibovespa — foi assim no período que antecedeu a votação da Reforma da Previdência no Brasil.

Como investir no Índice Bovespa?

Se você tem interesse em avaliar o mercado de investimentos e tornar-se um, vale a pena entender quais são as modalidades previstas e como funciona esse trabalho.

Primeiramente, você pode optar por investir no contrato futuro de Ibovespa. Essa é uma maneira de negociar as expectativas para o mercado de ações. Você pode, então, direcionar os seus recursos em diferentes ações sem ter que comprá-las separadamente.

Para calcular o contrato, lembre-se da proporção de um ponto equivaler a R$ 1. Também, vale atentar-se ao tamanho do contrato, que varia de acordo com os seus pontos mais a sua cotação atual.

Assim, caso a cotação esteja em 100 mil pontos, basta multiplicá-los por R$ 1, que aponta um contrato de futuro no valor de R$ 100 mil. Você não precisa, entretanto, comprar tudo. Você só vai arcar com a diferença entre o valor da compra e de venda. 

Tem também o Mini Índice Bovespa, que são modelos mais adequados para o pequeno investidor. Existem aportes mínimos, para eles, e cada ponto (cuja sigla é WIN) equivale a R$ 0,20. E o lote mínimo é de 1 contrato, pelo menos.

Outro tipo de investimento é o ETF (sigla para o termo em inglês Exchange Traded Fund). Esse fundo de ações permite ao investidor a compra de cotas de ETFs, na Bolsa de Valores, e negociá-las com:

  • liquidez;
  • baixo custo;
  • diversificação.

Fundo Ibovespa Indexado

O Fundo Ibovespa Indexado é um tipo de investimento onde o investidor encontra facilidades e simplicidade para investir individualmente em cada ação.

O fundo segue a rentabilidade do Ibovespa e tem, também, uma taxa de administração baixa — 0,15% ao ano. Além disso, sua tributação tende a atrair as pessoas porque o Imposto de Renda é recolhido na fonte. Assim, você não precisa fazê-lo manualmente.

Existem, é claro, muitos outros tipos e modalidades para você direcionar os seus recursos e fazê-los render. Temos um post completíssimo sobre o assunto. É só clicar aqui para deixar a leitura separada sobre os diferentes tipos de investimentos que existem no país!

E como começar?

Para você dar o primeiro passo no mundo de investimentos do Ibovespa, aí vão as dicas iniciais. Primeiro, você deve abrir uma conta em qualquer instituição financeira autorizada.

Tenha em mente, por outro lado, que esses custos têm que se traduzir em resultados. De nada adianta economizar ao máximo, e não ter um apoio especializado e que vai ajudar na rentabilidade dos seus investimentos. Pense sempre nisso, então, ao escolher a melhor corretora e instituição para trabalhar em prol dos seus objetivos!

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti