(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Conta poupança entenda tudo sobre o assunto!

Conta poupança entenda tudo sobre o assunto!

Apesar de ser considerada o investimento menos rentável do mercado, a conta poupança é a aplicação mais popular do País. Segundo um levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), 62% dos brasileiros escolhe a poupança na hora de guardar aquele dinheirinho que sobra no fim do mês.

Mas se ela rende tão pouco, por que é tão popular? A resposta é simples: trata-se de um investimento de fácil acesso e quase sem risco, o que atrai muita gente que não conhece outras opções de aplicação segura.

Neste post, explicamos tudo o que você precisa saber sobre a conta poupança: como ela funciona, qual é a sua rentabilidade e muito mais. Se interessou? Continue acompanhando o artigo!

O que é a conta poupança?

Conta poupança é um tipo de conta bancária onde é possível depositar dinheiro e receber rendimentos mensais de acordo com a quantia aplicada. Ao contrário da conta corrente, que tem o intuito de movimentar o dinheiro, a poupança foi criada como uma forma de guardar e investir recursos.

Devido à sua natureza, não é possível realizar pagamentos e nem receber salário por meio da conta poupança. 

Por causa da baixa rentabilidade, muitos especialistas argumentam que a poupança não é um real investimento. No entanto, ela é uma dos primeiros contatos que a maioria das pessoas têm com aplicações financeiras, servindo como uma espécie de “escola” para que elas evoluam para outras alternativas.

Como funciona a conta poupança?

O dinheiro colocado na conta poupança recebe um rendimento considerando um período mensal. O saldo tem liquidez diária, ou seja, pode ser retirado sempre que a pessoa precisar usar o dinheiro. 

Porém, para gerar rentabilidade, o valor aplicado deve permanecer na conta por 30 dias. Se o saque for realizado no 29º dia, por exemplo, a quantia disponível será exatamente a mesma que a investida.

Esse período é conhecido como aniversário da poupança. O ideal é que os depósitos sejam sempre feitos na mesma data, mas que não haja o risco de perder o dinheiro dos juros. Logo, se você depositar a primeira quantia no dia 5 deste mês, deverá aplicar novamente no dia 5 do próximo mês, e assim por diante.

A conta poupança tem a mesma rentabilidade em qualquer banco, já que o valor dos juros é definido pelo Banco Central

A diferença está nos pacotes de serviços que cada instituição oferece: algumas oferecem desconto na conta-corrente para quem abrir uma poupança; outras exigem um depósito inicial para efetivar abertura da conta. Na hora de escolher, avalie cada caso antes de tomar a decisão.

Como abrir uma conta poupança?

Para ter uma conta poupança, basta ir a uma agência bancária de sua escolha e solicitar a abertura, apresentando CPF, RG e comprovante de residência.

Se você for correntista de um grande banco, provavelmente já tem uma conta poupança vinculada à sua conta corrente. Para descobrir como acessá-la e começar a aplicar, entre em contato com o seu gerente ou com um atendente da instituição.

Qual é o rendimento da poupança?

Para depósitos feitos até o dia 3 de maio de 2012, o rendimento é de 0,5% ao mês + TR (Taxa Referencial). Depois dessa data, houve as seguintes mudanças nas regras:

  • se a Taxa Selic estiver acima de 8,5% ao ano, o rendimento é fixado em 0,5% ao mês + TR.
  • se a Taxa Selic estiver igual ou abaixo de 8,5%, o rendimento é de 70% da Selic + TR.

Hoje, a Taxa Selic está em 3,75% e a TR é igual a zero, o que, na prática, significa que a poupança está rendendo muito menos do que antigamente. 

Em 2019, o rendimento total da poupança foi de 4,26%, enquanto na regra pré-2012 teria sido de 6,16%.

Para descobrir quando o seu depósito vai render após determinado período, uma boa dica é usar a calculadora on-line do Banco Central.

Por exemplo: se você depositou R$ 3.000,00 no dia 1º de abril, em 1º de maio poderá sacar R$ 3006,49, de acordo com os juros atuais.

Como a inflação afeta os rendimentos da conta poupança?

Essa redução de rentabilidade ocorrida nos últimos anos leva à perda de poder de compra do dinheiro investido na poupança. Isso porque, por conta da inflação, os preços dos produtos e serviços tendem a aumentar, o que corrói o valor da moeda.

As aplicações na poupança estão oferecendo rendimentos tão baixos que estão cada vez mais próximos da inflação ou até abaixo dela. Em 2019, por exemplo, a inflação oficial foi de 4,31%, e o rendimento da poupança foi de 4,26%

Quando isso acontece, significa que o retorno do investimento, após descontada a inflação, foi negativo. Ou seja, o dinheiro vale menos do que valia quando foi aplicado, apesar de o valor absoluto ser maior.

Como funciona o resgate da conta poupança?

Para resgatar o valor aplicado na poupança, basta sacá-lo no caixa eletrônico, na agência ou transferi-lo para a sua conta corrente pela internet.

Como é uma aplicação com liquidez diária, você pode sacar a qualquer momento e tem o dinheiro na mão imediatamente. É uma boa vantagem em comparação a investimentos mais arrojados. Alguns fundos multimercado, por exemplo, podem demorar semanas para liberar o valor resgatado.

Os bancos costumam oferecer algumas facilidades para o cliente consultar e sacar o valor depositado na conta poupança, como:

  • cartão para saque;
  • dois saques por mês no caixa eletrônico ou direito a atendimento presencial;
  • duas transferências por mês para outra conta de mesma titularidade;
  • dois extratos mensais;
  • um extrato detalhado anual.

Quais são as taxas para ter uma conta poupança?

Não há taxa de abertura nem de manutenção para ter uma conta poupança, pois essa prática é proibida pelo governo. 

Por isso, desconfie se alguma instituição quiser cobrar algum valor para abrir uma poupança para você. Ou é algo ilegal, ou é um investimento muito parecido com a poupança, mas com alguma diferença.

Além disso, os rendimentos da poupança são isentos de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

Mas fique atento: a isenção não elimina a necessidade de incluir aplicação na declaração anual do Imposto de Renda. Recursos mantidos na caderneta a partir de R$ 140 devem ser informados para verificação da Receita Federal.

Quem pode abrir uma conta poupança?

Qualquer pessoa pode abrir uma poupança. O processo é simples é pode ser feito até por quem tem menos de 18 anos, na presença dos pais ou responsáveis.

Também não há necessidade de comprovação de renda e nem de análise de crédito, o que significa que negativados também podem aplicar.

No entanto, os bancos não são obrigados a abrir ou manter uma conta poupança para todos os clientes, tendo reservado o dinheiro de recusar a prestação do serviço.

Qual é o risco da conta conta poupança?

A poupança é a aplicação de renda fixa mais conservadora e segura do mercado. Portanto, seu risco é muito baixo, perto de zero.

O principal motivo é que ela conta com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Isso significa que, se o banco em que você aplicou o seu dinheiro for à falência, você será ressarcido integralmente em até R$ 250 mil reais.

Vale lembrar que a garantia é válida por CPF e por instituição financeira. Então, se um investidor tiver um CDB e uma poupança no mesmo banco, o valor que vale é o das duas aplicações somadas.

Para quem a conta poupança é indicada?

A poupança é a aplicação ideal para quem está começando a entender o mundo dos investimentos e ainda se sente inseguro com outros tipos de aplicações. 

Também é indicada para quem deseja formar uma reserva de emergência, já que o dinheiro depositado pode ser resgatado a qualquer momento, de forma imediata.

Se o seu objetivo é obter rentabilidade, vale a pena migrar para outras alternativas conforme for ficando mais experiente. Existem outras opções de renda fixa tão seguras quanto a poupança e com rendimentos maiores, como CDBs, LCIs e LCAs, além dos títulos públicos.

Procure conhecer cada um deles, como eles funcionam e como eles se encaixam na sua realidade. Com certeza você encontrará a melhor opção para os seus objetivos e fará o seu patrimônio se valorizar mais.

Como encerrar a conta poupança?

Com o artigo chegando ao fim, nada mais justo do que ensinar a encerrar a conta poupança. Assim como abertura, o fechamento também é fácil: basta sacar todo o valor acumulado e fazer a solicitação à sua agência.

Também é recomendado pedir um recibo de encerramento, mas que não existam taxas de manutenção.

Chegamos ao fim do nosso guia sobre conta poupança! Conseguiu tirar todas as suas dúvidas? Se você ainda não tem familiaridade com investimentos, essa é uma ótima oportunidade de começar. Abra sua conta, aprenda como os rendimentos funcionam e estude muito para evoluir cada vez mais nesse assunto.

ebook estresse financeiro afeta empresa

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti