(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Como falar sobre planejamento sucessório?

Como falar sobre planejamento sucessório?

O planejamento sucessório é quando ainda em vida, o responsável por uma herança deixa todos os seus herdeiros identificados. E, além disso, aponta seu patrimônio e a maneira como ele deverá ser dividido e administrado.

É uma situação que costuma deixar as pessoas confusas e desconfortáveis. Afinal, questões relacionadas à morte de alguém não costumam ser debatidas.

Por isso, não é comum que as pessoas parem para refletir sobre o tema e pensem sobre todos os benefícios de um planejamento sucessório. Muitas vezes, pode ser até considerado uma falta de respeito ou indelicadeza.

Para tornar o assunto mais simples, umas das formas de planejar a sucessão é através da elaboração de um testamente. Que nada mais é do que um documento por meio do qual a pessoa expressa sua vontade em relação à distribuição de seus bens ou expressa sua vontade sobre questões que englobem assuntos pessoais e morais.

Um dos benefícios em declarar as vontades em um testamento está diretamente relacionado aos sentimentos do testador em relação às pessoas e a maneira como repartir seus bens. Sendo bem elaborado, é algo que evita muitos conflitos familiares.

É necessário compreender que o planejamento sucessório não descarta a necessidade de entrar com o procedimento de inventário, ele servirá para facilitar e acelerar o procedimento.

Outra maneira de realizar a partilha de bens entre os herdeiros é por meio da criação de uma holding familiar. Sua aplicação quase sempre se dá quando a família possui empresas, investimentos, grandes propriedades, etc. Nela, é criada uma sociedade jurídica. Os parentes tornam-se sócios.

Na holding podem ser criadas regras em relação à participação de cada integrante da família – desde a administração dos bens até a indicação dos sucessores que irão comandar a empresa.

Grupo Studio

Fiscal Ti