(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Fusão de empresas de varejo: como fazer corretamente?

Fusão de empresas de varejo: como fazer corretamente?

As fusões de empresas geralmente são associadas às aquisições. Juntas, elas foram são conhecidas pela sigla M&A, do inglês Mergers and Acquisitions, e são operações comuns no meio empresarial.

No entanto, essas transações apresentam diversas diferenças entre si. Basicamente, a aquisição consiste em uma transação de compra de uma corporação por outra, enquanto a fusão acontece quando duas empresas se unem e passam a operar juntas.

Neste artigo, você vai entender como funciona uma fusão para empresas do varejo, quais são as vantagens dessa prática e como é possível aplicá-la no seu empreendimento. Além disso, vamos mostrar três exemplos de casos bem sucedidos no Brasil de corporações varejistas que passaram por uma operação de fusão. Acompanhe a leitura!

Entenda o que é a fusão de empresas de varejo

Uma fusão acontece quando duas organizações diferentes se juntam e formam uma nova empresa. Assim, o resultado é uma empresa nova, que combina elementos das instituições de consumo envolvidas no processo.

Nos últimos anos, muitas corporações do varejo têm decidido pela realização de fusões. Em 2016, a América Latina registrou 147 transações desse tipo na categoria de varejo e consumo. A expectativa é que os números sigam se elevando, movimentando valores na casa dos bilhões de reais.

As razões pelas quais muitas empresas decidem concretizar uma fusão estão relacionadas às vantagens dessa prática. Confira as principais:

Diversificação dos negócios

A empresa resultante da fusão consegue ampliar os seus segmentos de atuação, trazendo mais opções ao leque de produtos e serviços oferecidos e, consequentemente, ganhando mais espaço no mercado.

Vantagens fiscais

Algumas fusões trazem consigo a possibilidade de obter ganhos fiscais. Isso acontece, por exemplo, quando uma das partes está localizada em uma cidade ou estado que oferece incentivos fiscais. 

Ganho de escala

Outra vantagem dessa transação é a economia em escala, que acontece porque as demandas organizacionais aumentam, como necessidades de matéria-prima e manutenção. Assim, fica mais fácil para a empresa negociar contratos e obter descontos e benefícios pela alta demanda.

Expansão acelerada

A fusão permite à empresa crescer mais rápido, ao se fundir com uma outra corporação que já traz consigo uma fatia do mercado e do público, além de seu próprio mix de serviços e produtos a serem incorporados. 

Redução da concorrência

Com a fusão, empresas que antes eram concorrentes passam a se tornar parte do mesmo negócio. Assim, é possível reduzir a concorrência no mercado e a lucratividade aumenta.

Fusão de empresas de varejo: cases de sucesso

Diversas empresas do setor varejista já realizaram fusões e aquisições bem sucedidas, que melhoraram o desempenho da organização. Veja três cases de sucesso:

Sadia e Perdigão

Este é um dos casos mais famosos de fusão no mercado do varejo no Brasil. Em 2011, as empresas do ramo alimentício Sadia e Perdigão se fundiram, dando origem à gigante Brasil Foods (BRF), que detém grande parte do mercado nacional atualmente.

Grupo Pão de Açúcar

Desde 1965, o Grupo Pão de Açúcar participou de mais de 17 operações de fusão e aquisição, entre elas a compra do Ponto Frio e das Casas Bahia, que eventualmente foram vendidas. Além disso, também adquiriu as redes varejistas Assaí e Sendas. 

Magazine Luiza e Netshoes

Em 2019, a gigante Magazine Luiza decidiu investir na expansão de seus negócios, e adquiriu a varejista de artigos esportivos Netshoes, que atua principalmente no formato e-commerce. A operação envolveu cerca de US$ 62 milhões. 

Grupo Studio

Visits: 11

Fiscal Ti