(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Como economizar no dia a dia: confira um guia completo!

Como economizar no dia a dia: confira um guia completo!

Uma das maiores dificuldades financeiras da população brasileira é economizar no dia a dia e poupar dinheiro no final do mês

Os motivos são diversos: baixo salário, gastos desnecessários e ainda não acreditar que possuir uma reserva é importante para o futuro. A famosa teoria de que só se vive uma vez.

Independe da razão pela qual o brasileiro não guarda dinheiro, os números demonstram que a situação é preocupante, especialmente em tempos de crise.

Em agosto de 2019, por exemplo, um estudo (CNDL/SPC Brasil) apontou que 67% da população não guardou dinheiro naquele mês.

A pesquisa Raio X do Investidor, realizada pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, em 2018, mostrou ainda que apenas 25% dos brasileiros investiram em algum serviço financeiro.

Apesar de parecer tarefa complicada, é possível economizar no dia a dia, com ações simples e que exigem apenas um controle maior de cada indivíduo sobre seus próprios hábitos de consumo. 

Se você quer estar do outro lado das estatísticas no futuro, conheça as 20 principais dicas de como economizar no dia a dia:

  • Defina quais são seus gastos essenciais;
  • Anote tudo que consome no dia;
  • Tenha uma planilha financeira;
  • Pague suas contas assim que receber o salário;
  • Negocie suas dívidas;
  • Defina uma meta para poupar;
  • Determine um dia da semana para não gastar dinheiro;
  • Deixe o cartão de crédito em casa;
  • Faça lista de compras para ir ao supermercado;
  • Evite fazer refeições na rua;
  • Escolha opções de lazer gratuitas;
  • Troque o barzinho por um jantar em casa com amigos;
  • Opte pelo transporte público;
  • Economize energia;
  • Negocie taxas com bancos e outros serviços;
  • Otimize suas contas fixas;
  • Venda ou troque itens que não queira mais;
  • Planeje suas compras e fique atento aos descontos;
  • Aprenda a fazer alguns serviços;
  • Compre somente o que precisa.

Vamos lá!

Confira 20 dicas para economizar

Abaixo vamos detalhar cada uma das medidas citadas no início do texto para que você mude de vez o seu orçamento e passe a economizar no dia a dia.

Defina quais são seus gastos essenciais

Antes de mais nada, é importante entender quais são os gastos indispensáveis e que estarão mensalmente presentes nas contas a pagar. Nesta categoria, estão presentes os valores que você realmente precisa gastar para sobreviver, como:

  • Alimentação;
  • Aluguel;
  • Luz;
  • Água.

Esses gastos variam de acordo com as condições de vida de cada um, por isso, reserve um tempo para identificar os seus.

Esse artigo do nosso blog explica melhor como você pode definir os gastos supérfluos, que podem ser cortados do seu orçamento mensal para você economizar no dia a dia.

Anote tudo que consome no dia

Pode parecer exagero, mas tomar nota de todo dinheiro que você gasta durante o dia é um passo importante para entender qual o destino da sua renda mensal. Também anote qual foi a forma de pagamento (dinheiro, cartão de crédito ou débito) e contabilize no final do dia.

Ao elencar, aquele café na padaria e o chocolate comprado pós-almoço, fica mais fácil visualizar o gasto desnecessário. A partir daí, você conhecerá quais hábitos diários estão sabotando seu objetivo de poupar dinheiro no final do mês.

Tenha uma planilha financeira

Sem organizar as finanças, poupar dinheiro no final do mês será tarefa praticamente impossível. Por isso, crie uma tabela na qual você possa elencar todos os gastos realizados mensalmente, separando por categoria e forma de pagamento.

Uma dica é iniciar a planilha colocando qual a sua renda mensal (incluindo os ganhos extras esporádicos) e subtrair dessa quantia os valores que utilizar ao longo do período. Ter a visualização dessa tabela vai auxiliar a entender como você se comporta financeiramente.

Pague suas contas assim que receber o salário

Uma boa forma de economizar no dia a dia é pagar todas as contas fixas do mês assim que o salário for depositado no banco

Assim, aos finalizar os pagamentos, você conseguirá visualizar quanto sobrou no mês, direcionar o quanto vai guardar e quanto gastar com atividades extras.

Se possível, organize para que todos os seus boletos vençam no dia seguinte do seu pagamento. Desta forma, você corre menos risco de esquecer de pagar alguma conta e, pior ainda, gastar o dinheiro de algo essencial com compras supérfluas e juros.

Renegocie suas dívidas

O seu objetivo é poupar, economizar no dia a dia, porém, ainda tem dívidas antigas para pagar. Antes de mais nada, renegocie seus débitos e se esforce para pagá-los.

Não adianta começar a guardar dinheiro e deixar correr os juros dos valores que você está devendo na praça. Tudo que sobrar no final do mês invista na quitação das dívidas e só depois comece a poupar.

Defina uma meta realista para poupar

Um erro bastante comum de quem quer começar a economizar no dia a dia é definir metas que estão fora da sua realidade. Isso não quer dizer que ter um objetivo irá atrapalhar, porém, o ideal é iniciar esse processo com metas realistas.

Se há anos você não consegue poupar nada, iniciar guardando 5% da renda, por exemplo, já é um grande passo. Estabeleça metas a curto, médio e longo prazo, assim, ao aprender a economizar no dia a dia, cumpri-las se tornará mais fácil gradativamente.

Determine um dia da semana para não gastar dinheiro

Se passar um dia sem abrir a carteira parece tarefa impossível para você, faça disso uma meta e escolha um dia da semana para não gastar com absolutamente nada. Esse hábito, certamente fará você economizar no dia a dia.

Além disso, você ainda vai perceber como alguns gastos que parecem inofensivos, podem impactar diretamente na sua conta bancária e no seu objetivo de poupar.

Deixe o cartão de crédito em casa

Muitas pessoas possuem cartão de crédito com a desculpa de que podem precisar para alguma urgência. Entretanto, na maioria das vezes, o limite é totalmente utilizado em compras desnecessárias, comprometendo o orçamento dos meses seguintes.

Segundo a CNDL no primeiro trimestre do ano passado o gasto médio com cartão de crédito do consumidor brasileiro foi de R$ 897,675. Logo, quem cortar esse modelo de pagamento do dia a dia pode ter uma economia mensal de quase R$ 900,00. 

Por isso, ao sair de casa para ao trabalho, não leve o cartão de crédito. A chance de cair em tentação e gastar com aquele último lançamento de jogo de videogame ou o sapato da moda será menor.

Faça lista de compras para ir ao supermercado

As compras de alimentação certamente fazem parte dos gastos essenciais de qualquer família. Entretanto, grande parte da população comete o mesmo erro na hora de ir ao supermercado: não fazer uma lista do que está faltando na despensa de casa.

A dica é, em hipótese alguma, vá fazer as compras do mês sem levar por escrito quais itens realmente está precisando. A chance de cair na tentação e gastar dinheiro com algo supérfluo é grande.

Outros pontos importantes para economizar no dia a dia é não ir ao mercado com fome e, se tiver filhos, não levar as crianças. Dizer não para os insistentes pedidos dos pequenos é difícil e, normalmente, eles pedirão produtos que não estavam na lista inicial.

Evite fazer refeições na rua

A maioria das pessoas passa mais de 12 horas na rua entre o percurso de ida e volta para a empresa, jornada de trabalho ou estudos. Um grande vilão nesse cenário é realizar as principais refeições do dia em restaurantes.

Dados recentes da Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT) mostrou que o preço médio de uma refeição completa é de R$ 34,14 no Brasil. Ou seja, em um mês comendo fora a pessoa irá gastar R$ 751,00. 

Se realmente deseja economizar no dia a dia, opte por levar comida de casa, mesmo que receba vale-refeição

Caso tenha refeitório na empresa, faça sua marmita e leve diariamente, além de ser possível realizar refeições mais saudáveis, certamente, sairá mais em conta.

Além disso, você pode usar o vale-refeição para aquele jantar com os amigos no final de semana e poupar ainda mais. Contudo, se a marmita não for uma opção viável, escolha sempre os locais mais baratos e fuja dos restaurantes chiques.

Escolha opções de lazer gratuita

Ir àquele show do seu cantor favorito ou assistir ao último lançamento dos cinemas com um balde pipoca e refrigerante nas mãos é tentador. Mas, são nesses momentos de lazer que costumamos gastar muito dinheiro em poucas horas.

Um pesquisa do SPC Brasil mostrou que o brasileiro gasta em média R$ 389,00 por mês em atividades de lazer, dinheiro que pode fazer falta no fim do mês. 

Boa parte das cidades conta com uma série de atrações gratuitas: artistas locais, exposições, museus, peças de teatro, entre outros. Dedique algum tempo para pesquisar essas possibilidades e economize em algo que não precisa gastar.

Além de conseguir poupar mais, você ainda pode separar um dinheiro para algum evento especial, que faz questão de participar.

Troque o barzinho por um jantar em casa com amigos

O objetivo de se reunir com um grupo de amigos em um barzinho ou restaurante no final de semana é colocar o assunto em dia, enquanto tomam uma cerveja e comem petiscos, certo? Então, por que não fazer a mesma coisa, gastando menos, se reunindo em casa?

Sugira para sua turma que se encontrem na casa de um de vocês, dividam a conta de supermercado e se surpreendam com a economia que será feita no final do mês.

Além de ser uma forma de poupar dinheiro, pode ser ainda mais aconchegante estar em um ambiente mais familiar.

Opte pelo transporte público

Utilizar carro particular para a locomoção do dia a dia é mais confortável, mas, antes de escolher essa opção, coloque no papel todos os custos. 

Além da gasolina e eventuais gastos de estacionamento, não esqueça de contabilizar impostos e a manutenção do veículo. Sem contar os famosos aplicativos de transporte que podem pesar no seu orçamento. 

Dados de uma pesquisa do Guia Bolso, mostrou que em maio de 2019 houve um gasto médio de R$ 119,00 com aplicativos de transporte. Dinheiro que poderia ser poupado para outra finalidade. 

No final das contas, você irá economizar no dia a dia, se trocar o carro pelo transporte público. Ainda é possível aliar o benefício financeiro e aproveitar o tempo no trânsito para ler um livro ou assistir sua série favorita.

Economize energia

A conta de luz é um dos gastos essenciais que falamos anteriormente, então, como economizar no dia a dia nesse quesito? Apesar de ser indispensável, algumas atitudes podem diminuir consideravelmente o consumo de energia.

O primeiro ponto eficaz é lembrar sempre de apagar as luzes ao deixar um cômodo. Avalie também fazer um investimento em lâmpadas de LED. Elas custam mais caro, mas significam economia de até 30%.

Outro vilão é o chuveiro elétrico, por isso, quando possível, tome banhos rápidos e utilize a opção verão em dias mais quentes. Atente-se também para os aparelhos que consomem energia em stand by e tire da tomada quando não for utilizar.

O consumo extra pode ser de até 15% todos os meses. Alguns exemplos são:

  • Aparelho de DVD;
  • Micro-ondas;
  • Televisão.

Negocie taxas com bancos e outros serviços

Certamente, se você possui uma conta no banco, está pagando algum tipo de taxa para a manutenção dos serviços. Transferências entre contas de bancos diferentes, cheque-especial, quantidade de talões de cheques são itens que costumam ser cobrados.

Com base em dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) cada cliente gasta em média R$ 110,00 reais em taxas por ano nos maiores bancos do país. 

Uma dica importante para economizar no dia a dia é entrar em contato com seu gerente e tentar negociar esse valor, inclusive da anuidade do cartão de crédito. Além disso, quando possível, opte por bancos que não cobram por esses serviços.

E, não se engane. Aquele supermercado ou loja de departamento que te convenceu a fazer um novo cartão também se encaixam nessa categoria. Antes de obter crédito nesses locais, verifique as tarifas que serão cobradas.

Otimize suas contas fixas

Verifique se não é possível diminuir os valores daqueles serviços que contratou há muito tempo. As operadoras de internet, televisão a cabo e de celular costumam atualizar seus planos e você pode estar pagando mais caro por um serviço inferior.

Além do mais, reflita se precisa de todos os canais de televisão que possui e se realmente utiliza o seu pacote de dados. Muitas vezes pagamos caro por serviços que não são necessários.

Venda ou troque itens que não queira mais

Vivemos em uma sociedade consumista e, muitas vezes, compramos mais itens do que realmente precisamos. Desta forma, não é difícil enjoarmos de uma peça de roupa, sapatos ou livros, por exemplo.

Uma boa forma de economizar no dia a dia é vender os itens que estão em bom estado em plataformas online, seja em sites específicos ou pelas redes sociais. O hábito já é bastante comum e pode render um dinheiro extra no final do mês.

Porém, se você não quer vender, participe de eventos de troca ou converse com amigos e familiares que possam se interessar pelos produtos que tem em casa. Aquela peça que está escondida no guarda-roupa pode ser útil para alguém.

Se estiver precisando de algo, antes de comprar, veja se um amigo não pode te emprestar.

Planeje suas compras e fique atento aos descontos

Quando você precisar de algum produto, especialmente se for de valor alto, não compre por impulso. Coloque no papel tudo que pretende adquirir e faça pesquisa de preço. O mesmo item pode estar bem mais em conta se comprado online, por exemplo.

Além disso, não se esqueça de esperar aquelas promoções sazonais. Uma blusa de frio certamente custará menos quando o inverno acabar. 

Então, a dica é: se precisa renovar seu guarda-roupa para a estação mais fria do ano, faça isso quando as lojas entrarem em liquidação.

Obviamente, o comércio espera vender mais em determinadas épocas: dia das mães, dos pais, das crianças e Natal são algumas delas. Após esses períodos, a tendência é que os preços caiam, por isso, se a sua compra não é urgente, espere para adquirir depois.

Muitas lojas também oferecem descontos para pagamentos à vista em dinheiro. Juntar o dinheiro necessário para comprar dessa forma, pode significar uma boa economia no final do mês.

Aprenda a fazer alguns serviços

Você está acostumado a chamar um prestador de serviço sempre que precisa resolver algum problema doméstico? Ou não abre mão de fazer a unha semanalmente no seu salão de beleza preferido?

Esses gastos podem comprometer boa parte da sua renda mensal e, muitos deles, você pode fazer mesmo para economizar no dia a dia. Aproveite seu tempo livre para aprender a fazer aqueles serviços que você utiliza com mais frequência.

Afinal, aqueles 50 reais que você gasta semanalmente com manicure ou o dinheiro que pagou o eletricista para trocar a resistência do chuveiro pode ter boa serventia no futuro, certo? O mesmo vale para pequenos reparos em roupas, faxina da casa, entre outros.

A maioria desses pequenos reparos é fácil de resolver e existem tutoriais pela internet que ensinam o passo a passo. Por isso, antes de chamar um profissional, verifique se você mesmo não pode fazer.

Compre somente o que você precisa

Somos estimulados diariamente a comprar produtos que não precisamos por meio de propagandas na televisão, na internet e em outdoors. Não caia na tentação de adquirir um item que você já possui, apenas por ser novo ou mais moderno.

Isso vale para todas as categorias: aparelhos eletrônicos, calçados, roupas, etc.

Como você pode ver, economizar no dia a dia não é nenhuma tarefa impossível de se realizar. Com força de vontade, é possível enxugar o orçamento e começar a poupar dinheiro todos os meses.

Após um tempo, essas ações que exigem bastante autocontrole passarão a fazer parte da sua rotina.

Gostou desse conteúdo? Acompanhe nossas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn para ficar sabendo das novidades.

Fonte:Xerpa

Visits: 29

Fiscal Ti