(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Como conquistar a liberdade financeira? Saiba como alcançar esse sonho!

Como conquistar a liberdade financeira? Saiba como alcançar esse sonho!

Conquistar a liberdade financeira pode parecer um sonho, mas na verdade é um objetivo possível para todo mundo, incluindo você. Por isso, se hoje você está com dívidas que parecem intermináveis, não desanime. Sempre há uma maneira de resolver as pendências e começar do zero.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é liberdade financeira o tudo o que é preciso para alcançar esse desejo. Se interessou? Continue conosco!

O que é liberdade financeira?

Liberdade financeira é poder escolher o que vai fazer com o dinheiro sem se preocupar em não comprometer as despesas básicas. Quem atinge esse estágio assume o total controle dos próprios recursos, passando a usá-los a favor do próprio bem-estar e para construir patrimônio.

Se você não precisa se preocupar em como vai conseguir dinheiro para o aluguel e pode se dar de presente o tênis dos seus sonhos sem se endividar, parabéns: você já conquistou a liberdade financeira.

Esse foi só um exemplo, é claro, mas ideia é essa: estar no controle das finanças o suficiente para recusar uma oferta de emprego que não goste, viajar bastante ou comprar algo que sempre quis. Tudo isso sem pensar demais nas contas mensais, pois elas provavelmente já estarão pagas.

>> Quer aprender a se organizar financeiramente? Confira este outro post do blog: Planejamento financeiro pessoal: o que é e como implementá-lo <<

Qual é a diferença entre liberdade financeira e independência financeira?

Embora independência e liberdade financeira sejam conceitos amplamente comentados, muita gente ainda pensa que elas são a mesma coisa, o que não é verdade.

Diferentemente da liberdade, a independência financeira só é alcançada quando uma pessoa tem patrimônio o suficiente para se manter apenas com ele, sem depender de um salário.

Nesse caso, o montante investido gera por si só uma renda mensal suficiente para a pessoal cobrir todos os seus os gastos. A liberdade financeira, apesar de possibilitar uma vida mais tranquila, ainda exige que a pessoa tenha uma ou mais fontes de renda fixas para se sustentar. 

O volume de patrimônio necessário para atingir a independência financeira varia muito, já que as despesas variam caso a caso. Se para alguns uma renda de R$ 5 mil mensais é suficiente, para outros pode não ser. Fatores como o tamanho da família e o padrão de vida são cruciais para essa definição.

Por fim, é pode-se dizer que a independência financeira é o passo seguinte da liberdade financeira. Primeiro você assume o controle do seu dinheiro para, depois, viver única e exclusivamente da renda gerada por ele.

Porém, isso não significa que você deva parar de trabalhar. Teoricamente, isso é possível, é claro, mas como diz o ditado: dinheiro não traz felicidade. 

Ser uma pessoa ativa é absolutamente necessário para obter satisfação pessoal e se sentir completo. Exemplo disso são personalidades como Elon Musk, por exemplo, que continua trabalhando mesmo não precisando mais há muito tempo.

Na verdade, a independência financeira é uma ótima oportunidade para você se dedicar a um negócio novo ou à carreira dos seus sonhos sem a pressão de conseguir um salário altíssimo para se bancar.

Como alcançar a liberdade financeira?

Se animou para buscar a sua liberdade financeira e que saber por onde começar? Listamos alguma dicas que podem de ajudar:

  • pense no dinheiro de forma positiva;
  • entenda sua situação atual;
  • monte uma planilha de orçamento;
  • quite suas dívidas;
  • crie uma reserva de emergência;
  • trace objetivos financeiros;
  • comece a investir.

A seguir, você saberá mais sobre cada um desses passos. Confira!

Pense no dinheiro de forma positiva

Para alcançar a liberdade financeira, você precisa pensar no dinheiro como solução, não como problema. O primeiro passo é olhar para si mesmo e entender como anda a sua relação com ele. Quais são seus hábitos financeiros? Quais são suas dificuldades? Se você gasta mais do que ganha, qual é o motivo disso?

Quem quer ser livre financeiramente não pode ter medo e nem fugir dessas reflexões. Muitas pessoas querem ter dinheiro, mas acham difícil ou um fardo ter que cuidar dele. Não caia nessa armadilha. Esse tipo de mentalidade só vai fazer você se autos sabotar na sua busca.

Entenda sua situação atual

Qualquer grande objetivo requer que a gente comece pelo básico, sem dar um passo maior que a perna.

Quando falamos em liberdade financeira, isso significa encarar de frente suas dívidas, o tamanho da sua reserva e de quanto dinheiro você precisa para sair do vermelho. Anote tudo em um bloco de notas e faça as contas. Assimilar o resultado pode ser um choque, mas é fundamental para seguir adiante.

Monte uma planilha de orçamento

Uma planilha de orçamento familiar ou pessoal é a forma mais prática e rápida de entender como estão seus gastos e o que pode ser cortado.

O primeiro passo é criar categorias de gastos, como moradia, alimentação, transporte, bem-estar e dívidas (ou investimentos). Depois, separe a quantia necessária para cada seção e vá anotando os gastos ao longo do mês, incluindo despesas fixas e pagamentos no débito e no crédito.

Ao ver quanto você ainda tem disponível em cada categoria, você vai pensar duas vezes antes de fazer uma compra por impulso ou que não seja necessária. Além disso, visualizar os gastos dessa forma é uma ótima forma ter um panorama detalhado das suas finanças e fazer os ajustes que precisar.

Quite suas dívidas

Dívidas são inimigas da liberdade financeira, pois acabam com a sua tranquilidade e impedem que você poupe ou invista. Por isso, quem persegue esse objetivo precisa ter foco em quitá-las assim que possível.

Não importa o tamanho do seu débito, os juros e o número de parcelas: todos eles têm solução. É possível renegociar e fazer acordos com os credores para conseguir pagar sem comprometer o orçamento, mesmo que seja aos poucos.

Ao eliminar as dívidas do seu dia a dia, a ideia é que você pare de pagar juros e consiga economizar. Depois de resolver sua situação, tome muito cuidado para não se endividar novamente. Para isso, crie hábitos como:

  • evitar o cheque especial;
  • não parcelar a fatura do cartão de crédito;
  • preferir compras à vista;
  • monitorar seu orçamento diariamente;
  • nunca gastar mais do que ganha.

Crie uma reserva de emergência

Eliminou as dívidas da sua vida? O próximo passo rumo à liberdade financeira é criar uma reserva de emergência. Saber que estará coberto em caso de imprevistos é essencial para ter a tranquilidade necessária para usar o seu dinheiro sem preocupação.

Por isso, antes de começar a investir com foco em rendimentos, vale a pena se dedicar a esse colchão financeiro. O ideal é que ele seja suficiente para você se manter por seis meses sem uma fonte de renda, caso perca a sua.

Trace objetivos financeiros

Ter objetivos é parte essencial da busca pela liberdade financeira. Pense em por que você precisa de dinheiro. Para sair das dívidas? Viajar? Comprar um imóvel?

Isso é importante porque o comportamento financeiro muda quando existem metas claras. Dessa forma, você pensa duas vezes antes de gastar com algo que não vai ter ajudar nas suas conquistas, e passa a ter um controle maior sobre o seu dinheiro.

Lembre-se também de que toda meta precisa ter um valor e um prazo bem definidos. Caso contrário, elas se tornam apenas desejos que dificilmente serão colocados em prática.

Ao listar seus objetivos, em vez de “quero juntar dinheiro para viajar”, escreva “preciso de R$ 12 mil para passar 15 dias na Disney daqui a dois anos”. Assim fica mais fácil ter o foco e a disciplina necessários para colocar suas ideias em prática.

Comece a investir

Depois de quitar suas dívidas, construir uma reserva de emergência e definir seus objetivos, é hora de começar a investir. Esse é o passo final rumo à liberdade financeira. Afinal, ter dinheiro rendendo vai garantir que você consiga tomar decisões relacionadas às finanças com muito mais tranquilidade.

Para isso, mais uma vez, você precisar criar hábitos que te ajudem a pensar e agir como um bom investidor. Conheça alguns deles:

1. Estude o mercado

Pesquise muito sobre as aplicações de renda fixa e variável no mercado, aprenda como elas rendem e em que situações elas compensam mais ou menos. Você não precisa se tornar um especialista, mas conhecer ao menos o básico do mercado financeiro é o passo número um para ter sucesso nos investimentos.

2. Entenda seu perfil financeiro

Existem três perfis de investidor: conservador, arrojado e moderado. Para descobrir qual é o seu, é necessário entender como você lida com riscos quando se trata de finanças:

  • conservador: investidor mais cauteloso, que prioriza não correr riscos, mesmo que isso signifique retornos menores;
  • arrojado: prioriza altos ganhos, mesmo que corra o risco de perder dinheiro.
  • moderado: aceita correr riscos, mas não muito altos. Obtém rendimentos maiores que os conservadores, mas menores que os arrojados.

3. Pague-se primeiro

Essa é a dica de ouro para investir buscando a liberdade financeira. Ao receber seu salário, já separe a parte que você deseja investir e faça suas aplicações. Não espere sobrar dinheiro no fim do mês para isso, pois na maioria das vezes não resta nada.

Agora que você já sabe como conquistar a liberdade financeira, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Tudo se resume a enxergar o dinheiro de uma forma positiva e criar hábitos que te ajudem a ter uma vida financeira mais saudável. Com isso, você conseguirá usar seus ganhos para o seu bem-estar com muito mais tranquilidade!

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti