(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Drop shipping tudo o que você deve saber sobre o assunto

Drop shipping tudo o que você deve saber sobre o assunto

Ao longo dos anos o e-commerce ganhou uma proporção inimaginável, o que pouca gente sabe é que muito se deve ao surgimento do drop shipping.

Apesar do nome complicado o drop shipping nada mais é do que um modelo de estratégia logística utilizada por grande parte dos marketplaces como Mercado Livre, eBay, AliExpress e Amazon.

Nele a loja não precisa manter um estoque de produtos e apenas intermedia a operação e terceiriza o processo para fornecedores que armazenam os produtos e posteriormente os distribuem.

A grande questão de mercado, para quem decide operar no mercado online, é: o drop shipping vale ou não à pena? Neste artigo falar sobre:

  • O que é drop shipping?;
  • Vantagens e desvantagens e desvantagens desse modelo de negócio; 
  • Lista de empresas que trabalham com drop shipping
  • O passo a passo do funcionamento do drop shipping

Saiba mais sobre ele abaixo!

Drop shipping: saiba o que é

Drop shipping vem do termo “dropshipping”, que é originário da junção das palavras drop (largar) e shipping (remessa). Interpretando ao pé da letra essas traduções podemos dizer que é como se determinada organização “largasse” sua remessa para outra empresa.

Ou seja, no drop shipping o e-commerce realiza a venda e repassa o pedido para uma empresa parceira que é quem realiza o armazenamento, estoque e manuseio dos produtos vendidos.

Nesse caso, o fornecedor é responsável por esse processo logístico e o marketplace seria o intermediário da compra. 

Uma pesquisa realizada pelo E-DSS.org revelou que 27% das empresas varejistas que trabalham na WEB realizaram uma mudança em seu processo de venda e entregas para o drop shipping.

Drop shipping é legal no Brasil

Há uma certa discussão sobre a legalidade do drop shipping no Brasil. Quem pratica esse tipo de atividade no país é caracterizado como um intermediador de negócios.   

Apesar de não ter uma legislação específica, esse tipo de atividade não é considerada ilegal. 

Entretanto, quem deseja atuar com sua empresa nesse meio deve procurar profissionais que entendam da área para não sofrer com medidas jurídicas ou ignorar as obrigações diante da Receita Federal 

Por isso, busque algum consultor ou contador para lhe ajudar a definir qual o melhor regime tributário, além de lhe permitir entender quais regras fiscais e contábeis que você precisará cumprir ao longo do tempo.

Drop shippers no Brasil

É comum que muitas empresas que optam pelo drop shipping façam parceria com fornecedores internacionais, principalmente da China e EUA. Porém, o mercado nacional também possui seus próprios drop shippers, conheça três dos mais famosos abaixo.

O primeiro passo para se aliar a essas lojas, para que elas funcionem no modelo drop shipping, é entrar em contato direto com elas e negociar o processo de “revenda” dos produtos.

Empresas que trabalham com drop shipping

Para ilustrar bem esse modelo drop shipping é importante apresentar empresas que trabalham com esse processo de logística. Abaixo listamos três das principais que atuam dessa forma pelo mundo.

  • Amazon – Em 2019 a empresa anunciou uma receita de US$ 59,7 bilhões.
  • AliExpress – A plataforma foi o e-commerce internacional mais utilizado pelos brasileiros em 2018, atendendo por 23,9% das compras na WEB.
  • eBay – A empresa ultrapassou os US$10 bilhões em faturamento no ano passado.

Processo de funcionamento do drop shipping

Para entendermos melhor o drop shipping nada melhor do que visualizar esse processo de forma concreta. Saiba como essa logística funciona no passo a passo abaixo.

  • 1º Passo: O cliente efetua a compra dentro do seu marketplace;
  • 2º Passo: O e-commerce recebe o pedido e repassa ao fornecedor e parceiro drop shipping;
  • 3° Passo: A empresa responsável pela logística de entrega recebe o pedido do e-commerce e inicia o processo de separação, organização e transporte do produto até o cliente.

Vantagens do drop shipping

Sabendo que o processo drop shipping é mais simples do que se imagina, separamos algumas vantagens e desvantagens desse modelo. Vamos começar pelos benefícios que o drop shipping pode trazer aos e-commerces.  

Baixo investimento 

Uma das principais vantagens do drop shipping está ligado aos gastos e ao investimento que o e-commerce precisa fazer. Isso porque há uma grande economia ligada ao armazenamento e principalmente no estoque dos produtos que ela vende.

A verdade é que com o drop shipping a empresa não precisa adquirir os produtos, pois, a responsabilidade desse estoque e do armazenamento é da empresa parceira. 

Dessa forma, há uma facilidade maior em investir pouco na compra de produtos e destinar esse dinheiro para comunicação, publicidade e marketing.

Já falamos sobre a importância da comunicação empresarial no artigo “O que é comunicação empresarial e porque adotar a estratégia”.

Sem despesas fixas

Uma loja física enfrenta diversas burocracias para conseguir funcionar. Além disso, quem decide funcionar dessa forma precisa assumir despesas fixas como IPTU, conta de luz, aluguel, entre outros gastos.

Quem opta pelo drop shipping está livre desse tipo de despesa física, pois, pode optar até mesmo por trabalhar em casa e fazer o gerenciamento utilizando apenas o próprio computador, sem ter a necessidade de sair de casa ou mesmo ter o estoque.

Não à toa, a pesquisa “Perfil do E-Commerce Brasileiro”, realizada pela BigData Corp e PayPal Brasil, mostrou que entre 2018 e 2019 o número de e-commerces cresceu 37,59%.

Flexibilidade do negócio

O e-commerce é conhecido por não ter tantas limitações quanto um local físico. Portanto, o drop shipping possibilita que a gestão e o planejamento sejam todos digitais. Isso significa que por meio da internet é possível controlar seu negócio facilmente.

A relação marketplace, fornecedor e cliente se dá em poucos cliques, sem a necessidade de você construir alguma loja física e ter gastos com aluguel, por exemplo. 

Essa flexibilidade de poder trabalhar de qualquer lugar, a qualquer hora e com um espaço ilimitado para expor seus produtos é uma das vantagens do drop shipping.  

Espaço de anúncio ilimitado

O drop shipping permite também que o dono do e-commerce coloque uma grande infinidade de produtos no seu marketplace. Uma vez que o estoque é desse parceiro terceirizado e você não precisa tê-lo disponível “concretamente”.

É necessário apenas que o seu fornecedor tenha esse produto para entrega e assim você pode colocá-lo à venda. Isso facilita para que você aumente o número de itens para vender no seu mercado online e atraia uma grande variedade de clientes.

Podemos pegar o exemplo de e-commerce como a Amazon que vende desde livros a eletrodomésticos e eletrônicos. Atraindo assim perfis distintos e expandindo o seu universo de venda.

Facilidade para administrar o negócio

É normal que quando mais sua empresa cresça, caso seja uma loja tradicional, você precisará de mais funcionários. Até porque quanto mais sua venda crescer, mais trabalho virá em seguida e por isso a necessidade de mais braços para atuar.

Porém, no caso do drop shipping esse tipo de crescimento pode ser administrado mais facilmente e não necessariamente você precisará dobrar ou triplicar sua mão de obra em função do crescimento. 

Já que boa parte do processo de logística é repassado ao parceiro e a responsabilidade é dele de assumir esse crescimento e dar conta de fazer as entregas.

Caso essa empresa não consiga assumir mais trabalhos você só precisa trocar seu parceiro drop shipping, facilitando a gestão e administração do seu crescimento e diminuindo o gasto com novas contratações.

Desvantagens do drop shipping

Agora que vimos as diversas vantagens para quem deseja assumir esse modelo de logística de vendas, vamos lhe apresentar quais as principais desvantagens. 

Dado que, é muito importante conhecê-las para colocar na balança os pontos positivos e negativos e mensurar se esse cenário se encaixa ao seu e-commerce.

Concorrência acirrada no mercado

Uma das desvantagens do drop shipping é não possibilitar ao e-commerce uma certa exclusividade para oferecer produtos ao cliente. Em razão de os fornecedores oferecem o mesmo serviço para diversos marketplaces com os mesmos produtos e serviços.

Então, ser visto pelos consumidores em meio a diversas empresas que também irão oferecer o que você oferece não é fácil. Portanto, quem optar pelo drop shipping com certeza terá grandes concorrentes no mercado.

Isso pode diminuir seu lucro e exigir que você venda mais e precise de diversas ações de branding para superar a concorrência.

É comum que nessa concorrência muitas vezes no mercado online os preços, de um mesmo produto, sejam totalmente distintos de loja para loja, pois, muitas tentam angariar clientes com promoções, frete grátis, compre 1 e ganhe um brinde, entre outras estratégias.

Estoque incontrolável

Como no drop shipping o e-commerce, teoricamente, não tem responsabilidade na prática pelo estoque é comum que constantemente faltem produtos na loja. Uma vez que há uma dependência do que o parceiro oferece.

É claro que normalmente há uma consonância entre o e-commerce e o parceiro sobre o estoque e inventário, mas nem sempre a informação circula de forma tão rápida, como acontece em uma loja física em que os produtos estão estocados.

Isto é, até a empresa ser informada de que o estoque está vazio e retirar do marketplace um cliente pode efetuar uma compra e o produto não estar mais disponível. Gerando assim problemas na relação entre cliente e empresa e gerando atrasos, estornos, devoluções e etc.

Problemas com a entrega

Atrasos, produtos danificados, não entregues e muitos mais. Esses alguns dos problemas que podem ocorrer em um modelo drop shipping.

Como o processo de logística é terceirizado, você acaba tendo controle até certo ponto, mas com certeza será o primeiro a receber críticas e ser cobrado pelo cliente caso tudo saia errado. Esse inclusive é um dos maiores problemas do drop shipping.

Afinal, quando não há um controle completo do processo é normal que não se sigam padrões conforme sua empresa deseja. Posto que, cada organização possui suas regras e com certeza podem ser bem diferentes do que você gostaria de oferecer.

Além do mais, esse tipo de problema costuma manchar a imagem da empresa no mercado e a consequência é a perda de clientes e uma exposição negativa do e-commerce nas redes, principalmente com avaliações baixas ou críticas via Reclame Aqui.

Excesso de fornecedores e prazos diferentes

Quem opta pelo drop shipping costuma ter um leque de fornecedores. Uns enviam livros, outros eletrodomésticos e assim por diante. Esse cenário costuma atrapalhar os custos e transforma o envio em uma situação mais complicada do que parece.

Vamos supor que um cliente compre um livro, um celular e um tênis na mesma compra, mas que os fornecedores de drop shipping sejam diferentes.

Nesse caso a empresa precisará gerenciar três entregar com parceiros diferentes, prazos diferentes, o que pode gerar uma insatisfação do cliente, que muitas vezes acha que comprando tudo de uma vez receberá os produtos ao mesmo tempo.

Sem o drop shipping a empresa teria seu próprio estoque e no caso enviaria tudo ao mesmo tempo, até para economizar com o envio. 

Assim, os envios aliado a essa necessidade de parceiros de drop shipping distintos podem dificultar esse modelo e encarecer o envio.

Margem de lucro baixa

Se você é responsável pela venda, manuseio e entrega sua margem de lucro pode ser alta e isso não deve ocorrer com o drop shipping. 

Com esse modelo parte do seu faturamento precisará ser dividido com o parceiro e para lojas que estão começando esse pode ser um problema.

E tem outra, quem está iniciando costuma jogar o valor dos produtos lá embaixo para concorrer nesse mercado altamente competitivo. A consequência disso pode ser um faturamento bem baixo e que ainda precisará ser dividido com o parceiro drop shipping.

Drop shipping: pense antes de optar por ele

Ao longo desse artigo apresentamos as principais vantagens e desvantagens para quem deseja adotar o modelo drop shipping. 

Se por um lado ele pode ser extremamente vantajoso pela questão de custos da empresa com estoque e distribuição, por outro ele pode ser extremamente problemático na relação e-commerce, fornecedor e cliente.

Visto que, no caso do drop shipping a empresa não tem um controle total do processo de venda e logística de entrega dos produtos. Abrindo assim margem para erros dos seus parceiros e fornecedores.

Por outro lado ele pode ser o empurrão que muitas pessoas precisam para iniciar seu próprio negócio com gastos mínimos em relação ao gerenciamento e processos. 

A grande questão do drop shipping é pesar na balança os pontos positivos e negativos antes de optar por ele. Outro ponto essencial é não ser imediatista. 

Seja optando pelo drop shipping ou não tudo leva tempo e para construir uma boa imagem no e-commerce é essencial criar uma experiência de compra positiva para o cliente final. 

Para isso é necessário um planejamento prévio que depende da construção do perfil dos seus clientes, valor para investimento e conhecimento do mercado e de seus concorrentes.

Quer ter mais dicas relacionadas a temas como educação financeira, gestão, planejamento e RH? Siga a Xerpa nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn – e fique por dentro dos melhores conteúdos do mercado.

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti