(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Técnicas de motivação: Por que a sua empresa precisa aplicá-las?

Técnicas de motivação: Por que a sua empresa precisa aplicá-las?

Quando o assunto é a otimização de resultados, redução de gastos e potencialização dos lucros, fica evidente a dependência da empresa no rendimento da sua força de trabalho. Esse rendimento, por sua vez, está diretamente relacionado à motivação individual e coletiva dos colaboradores.

Esse estado de contemplação e satisfação é uma busca constante para os gestores de Recursos Humanos (RH). Para isso, técnicas de motivação são empregadas nas mais diversas áreas de uma organização.

Técnicas de motivação são ferramentas de inteligência em Gestão de Pessoas (GP) usadas para motivar e engajar todos os membros de uma empresa. Alguns exemplos dessas técnicas são:

  1. implementação da gamificação;
  2. exibição de confiança;
  3. definição de metas realistas;
  4. criação de um propósito;
  5. irradiação de positividade;
  6. exposição da transparência;
  7. motivação de indivíduos e não de equipes;
  8. personalização do destaque;
  9. criação de recompensas com base no feedback;
  10. priorização do equilíbrio;
  11. criação de uma política aberta a sugestões;
  12. estimulação da liderança;
  13. exibição de um quadro superior;
  14. criação de rituais de reconhecimento;
  15. criação de benefícios;
  16. realização de eventos internos;
  17. compartilhamento do lucro;
  18. apresentação de posicionamentos adequados;
  19. criação de condições de trabalho adequadas;
  20. otimização do clima organizacional.

Se você quiser saber como as grande empresas investem em motivação organizacional, recomendamos a leitura deste material aqui.

Para conhecer as técnicas de motivação, suas aplicações e resultados, continue acompanhando este post. Separamos as 20 principais estratégias motivacionais usadas pelos melhores departamentos de RH do mundo. Boa leitura!

O que é motivação pessoal?

Motivação pessoal, grosso modo, é uma força que nos impulsiona a executar ações específicas. Fundamental tanto para a vida pessoal quanto profissional, a automotivação permite que o sucesso nessas atividades seja alcançado de maneira mais eficiente, rápida e satisfatória.

Quando a motivação está atrelada a um sentimento íntimo, a elevação do bem-estar e da determinação individual são consequências. É normal, contudo, que relações extrínsecas, ou seja, fatores externos, afetem essa qualidade. 

Evidentemente, algumas situações não colaboram para o desenvolvimento deste estado de contemplação. Existem muitas nuances capazes de gerar influências negativas no indivíduo, tais como o ego, individualismo, competição desleal, segregação, falta de apoio, pré-julgamentos, dentre outros.

Contudo é muito importante ser capaz de desvencilhar essa relação para garantir sua plenitude singular. E para que com isso, planos especiais sejam executados com prazer e persistência.

Diversas empresas em todo mundo dedicam esforços expressivos para criar e sustentar este estímulo em suas forças de trabalho. Muitas vezes, até os melhores gestores de Recursos Humanos precisam desse impulso pessoal, por isso conhecer algumas técnicas de motivação é indispensável.

Qual a importância da motivação no ambiente de trabalho?

A compreensão de que empresas são sistemas sociais levou líderes empresariais em todo o mundo a repensar suas estratégias internas de gestão de pessoas. Um dos principais fatores considerados foi a motivação da sua força de trabalho.

Motivar um funcionário significa prover incentivos para que o seu desempenho profissional seja melhorado e, consequentemente, potencialize os resultados da organização. 

Uma mão-de-obra inspirada, feliz e que se sinta valorizada, reflete eficiência na implementação de qualquer sistema de gestão. Isso porque o seu sucesso depende essencialmente do desempenho e compromisso da equipe.

Para que a relação entre empregado e empregador produza bons frutos, as lideranças precisam ofertar benefícios assertivos. Em outras palavras, é preciso conhecer a fundo as necessidades, preferências e interesses dos colaboradores. E aí que o departamento todo de RH entra em ação.  

Vale ressaltar que esse benefícios não estão ligados exclusivamente a remuneração financeira, mas também ao clima, estrutura, fluxo de processos, cultura e propósitos organizacionais. Tendo consciência disso, a negociação se torna mais simples e os resultados mais satisfatórios.

Quais as principais técnicas de motivação usadas no mercado?

Depois de tudo que foi dito até aqui, fica clara a necessidade de investir em estratégias motivacionais para estimular os melhores resultados da sua equipe de trabalho. 

Para te ajudar, separamos as 20 melhores técnicas de motivação usadas no mercado. Confira a seguir. 

1. Implementação da gamificação

A primeira técnica de motivação que vamos explorar é a gamificação, ou seja, a inclusão de atividades ou ferramentas lúdicas no cotidiano profissional para estimular o rendimento da equipe. A competição é uma das principais características da gamificação.

O desempenho, número de vendas, redução de gastos por setor, dentre outras diversas atividades corporativas podem ser calculadas e premiadas de forma divertida e interativa. Assim como as etapas de um jogo, o estímulo para a evolução pode ser feita por meio de fases, desafios mensais, prêmios exclusivos, rankeamento, reconhecimento e assim por diante.

Aqui, o suporte tecnológico é fator essencial. Ainda mais agora com o trabalho remoto e  a necessidade de distanciamento social imposta pela pandemia do novo coronavírus.

2. Exibição de confiança

Outra técnica de motivação bastante empregada pelos departamentos de RH de empresas em todo planeta é a demonstração de confiança. Ao manifestar o sentimento no trabalho e moral dos colaboradores, eles subjetivamente passam a atuar com mais responsabilidade.

Isso porque passam a entender o valor de suas ações individuais para os resultados do negócio. Sem compreender o peso e a importância do seu papel, dificilmente a motivação será um guia para o colaborador. 

Justamente por isso, é tão importante que os gestores se posicionem e deixem clara a sua confiança e dependência. Não apenas para a sustentação de uma estrutura empresarial, mas para alcançar os propósitos compartilhados por toda equipe de profissionais.

3. Definição de metas realistas

Outra forma de estimular a motivação da força de trabalho é por meio de conquistas efetivas, por isso a definição de metas menores e mais realistas se torna estratégica.

Ao vivenciarem a sensação de vitória, os colaboradores se animam a atingir resultados cada vez melhores. O reconhecimento aqui é indispensável para assegurar esse estado de euforia e motivação.

Se possível, ofereça incentivos expressivos para colaboradores que atingirem resultados notáveis, assim além de dar aos demais funcionários um motivos para se esforçar, a sua equipe de trabalho recebe premiações justas e gratificantes.

4. Criação de um propósito

A criação de um objetivo é essencial para estimular o sentimento de motivação nos colaboradores. Mesmo que seja um desígnio pequeno em relação a meta organizacional, a noção de que existe um propósito em sua atuação torna o trabalho mais criterioso e importante.

Em outras palavras, quando existem razões e motivos pelos quais trabalhar, a motivação dos colaboradores é reforçada tornando as chances de otimizar os resultados mais relevantes.

Aqui a missão e visão da empresa podem ser usadas para fortalecer o sentimento de união e integração.

5. Irradiação de positividade

Outra técnica de motivação é o emprego da positividade. Ofereça um ambiente de trabalho otimista, positivo, dinâmico, descontraído, amigável e seguro

Algumas emoções são contagiosas, o entusiasmo e o bom humor são exemplos. Por isso, é muito importante que os gestores estejam nesse estado de contemplação. Assim, alimentam a sua força de trabalho com energia boa, empatia, cuidado, autonomia e respeito. 

Além disso, o incentivo para o seu desenvolvimento profissional pode ser feito por meio de elogios, críticas construtivas e reconhecimento.

6. Exposição da transparência

Para que a equipe esteja plenamente motivada, é preciso que ela confie na figura de seu líder. E para isso, é indispensável que ele adote uma comunicação transparente e aberta. 

Grandes líderes dão abertura para que os seu colaboradores sintam-se à vontade para dialogar e expor ideias. Essa liberdade de expressão e a valorização da opinião estimulam a sua motivação individual.

A transparência é uma técnica de motivação ímpar, pois permite que todos os funcionários se sintam incluídos em grandes decisões da empresa, melhorando o relacionamento interpessoal, a lealdade e a sua própria leitura sobre o negócio.

7. Motivação de indivíduos e não de equipes

A padronização de um discurso ou ação motivacional pode não funcionar de forma positiva. Muito pelo contrário, pode gerar indiferença ou entendimentos ambíguos. 

Para assegurar um bom resultado, os gestores de RH devem adotar a técnica de motivação do individualismo. Cada indivíduo recebe e percebe o discurso à sua maneira, por isso será necessário encontrar maneiras de conversar com a individualidade de cada um. E assim, motivá-lo de forma personalizada.

Além de estimular uma melhora relevante, um bom relacionamento ainda é reforçado.

8. Personalização do destaque

Esta técnica de motivação está ligada a personalização do relacionamento. Procure tratar os seus colaboradores pelo primeiro nome ou por um apelido carinhoso consentido, conheça um pouco de suas vidas pessoais, seus sonhos e interesses, e mantenha um relacionamento frequente.

A consciência de que o colaborador não é apenas um número para os gestores é fundamental para estimular a sua motivação. 

Além disso, é importante que o gestor respeite suas agendas pessoais, horários de folga, promova a ideia de que eles são os melhores no que fazem, e assim por diante. A personalização do destaque individual torna o relacionamento um laço de afeição.

9. Criação de recompensas com base no feedback

Esta técnica de motivação funciona com a mesma lógica da gamificação, mas no caso, ganha o colaborador que tiver a melhor média de feedbacks do mês.

Ao estruturar uma cultura de feedbacks, os retornos positivos podem ser contabilizados em um ranking. Assim, todos verão quais são os colaboradores que mais se destacam pelo bom trabalho.

Um incentivo agradável, como por exemplo um dia de folga a mais em um feriado pode ser oferecido como prêmio.

10. Priorização do equilíbrio

Outra técnica de motivação é a oferta de equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional dos colaboradores. 

A cultura organizacional da empresa deve estar alinhada a essa proposta que estimula o bem-estar, a segurança e a estabilidade aos seus colaboradores.

Aos que têm filhos ou pais dependentes, o direito de atendê-los sempre que for necessário, por meio de ligações, creches, auxílios financeiros, licenças, pausas rápidas e até o home office pode ser um fator motivacional.

11. Criação de uma política aberta a sugestões

Esta é uma técnica de motivação especial, porque aborda a valorização da opinião do colaborador em relação às tomadas de decisão estratégica.

É incrível a diferença no comportamento de um colaborador que tem uma ideia ou sugestão ouvida e aplicada. Ao adotar uma política aberta a essas trocas de conhecimento, a motivação dos colaboradores certamente será potencializada.

Quando o colaborador se sente importante, a sua lealdade, dedicação, compromisso e rendimento são impactados.

12. Estimulação da liderança

A liderança é uma habilidade que pode ser desenvolvida, e é interessante que os gestores a estimule em seus colaboradores.

Sempre que houver uma oportunidade, seja por meio do comando de uma reunião ou condução de uma negociação, a participação do colaborador de forma destacada pode motivá-lo a se desenvolver como um líder.

Além de capacitar sua equipe, a empresa ainda ganha futuros líderes que poderão contribuir ainda mais com o desenvolvimento do negócio.

13. Exibição de um quadro superior

Esta técnica de motivação é usada para reforçar a contribuição da força de trabalho para o cumprimento dos maiores objetivos organizacionais, aqueles atrelados a missão e visão.

Ao atribuir tarefas e projetos, tenha o cuidado de explicar o quanto essas atividades impactam nesse quadro superior. 

Lembre-se também de sempre reforçar a importância da participação dos seus colaboradores nessas conquistas.

14. Criação de rituais de reconhecimento

Outra forma de motivar a força de trabalho é por meio do reconhecimento público. Uma forma interessante de estimular essa prática é permitindo que os líderes de cada equipe escolham um funcionário para essa parabenização.

Esse ciclo de reconhecimento torna-se um estímulo para que os demais membros da empresa conheçam o profissional e o admirem pela sua qualificação.

Se for possível, prepare reconhecimentos físicos como troféus e medalhas. Assim, o trabalhador pode compartilhar essa conquista com a família e amigos.

15. Criação de benefícios

Assim como dissemos, uma das formas de motivar os colaboradores é por meio da oferta de benefícios diferenciais.

Conheça a oferta da concorrência e consulte as possibilidade do setor financeiro da sua empresa. Aumento salarial, liberdade para escolher a data das férias, planos de academia, aulas de yoga e meditação, opções de alimentação saudável na empresa, cultura pet friendly, liberdade de trazer os filhos ao escritório, home office, espaço de lazer, casual fridays, dentre outras diversas opções.

Motive a sua equipe e retenha os seus talentos com o emprego dos benefícios certos.

16. Realização de eventos internos

Realizar eventos internos para celebrar conquistas especiais, aniversários, aposentadorias, gravidez, dentre outros. pode ser um fator motivacional. Isso porque o funcionário se vê valorizado como um indivíduo singular.

Prepare placas, informes digitais, quitutes e reúna toda a empresa. Estimule o compartilhamento da felicidade.

Além de estimular alegrias aos colaboradores, os gestores ainda proporcionam momentos de entretenimento únicos que ficarão na memória da força de trabalho.

17. Compartilhamento do lucro

O lado financeiro é um motivador por natureza. A oferta de participação nos lucros da empresa pode ser interessante para estimular a força de trabalho, afinal um dinheiro extra é sempre bem-vindo.

Explique que esse valor é proporcional ao crescimento do negócio, por isso o rendimento de cada equipe será um diferencial.

Além de beneficiá-los, ainda promoverá uma melhora nos resultados, redução da rotatividade e elevação da sua satisfação.

18. Apresentação de posicionamentos adequados

Todo bom gestor sabe que para atingir resultados eficientes, não é suficiente falar apenas o que as pessoas querem ouvir.

Mesmo que o posicionamento adotado seja aquele que incentive elogios e bonificações, é indispensável que o gestor saiba se posicionar e expressar a sua autoridade, expectativas, ordens e demandas.

Lembre-se de que o mercado é competitivo e é preciso apresentar resultados para se destacar. Por isso a sua força de trabalho precisa desenvolver essa sede por vitória também no cenário externo. 

19. Criação de condições de trabalho adequadas 

Outra técnica de motivação é a criação de condições adequadas para realizar o trabalho. Muitas pessoas precisam de disposições materiais para trabalhar com eficiência, portanto essa oferta é fundamental.

Considere as mesas, materiais de escritório, notebooks ou computadores, sistemas operacionais, cadeiras, cadernos ou blocos de anotação, iluminação, ventilação, alimentação, ergometria, recursos digitais, e assim por diante.

Oferecer um ambiente apropriado pode ser um diferencial na motivação e no interesse de futuros candidatos.

20. Otimização do clima organizacional 

Por fim, nossa última técnica de motivação é a otimização do clima organizacional. Além de estruturar todo espaço físico e tecnológico, é indispensável considerar o clima entre os colaboradores e setores.

A qualidade dos relacionamento interpessoais é um fator que impacta a motivação de um indivíduo, isso porque influencia diretamente o seu bem-estar. Por isso, de tempos em tempos, aplique pesquisas de clima e satisfação para identificar problemas ou assegurar um ambiente saudável.

Conheça as dores dos seus colaboradores e procure soluções que sejam adequadas e justas.

Por que é tão importante manter a motivação?

A relação entre esforço e resultado é inegável. Quanto mais você se dedica para realizar de um objetivo, maiores são as chances de efetivá-lo. Mas diante de dificuldades e arbitrariedades da vida cotidiana, é comum que pessoas acabem desistindo ou perdendo o foco. E assim, o dizer se torna maior do que o fazer, retardando todo processo.

Considerando o âmbito profissional, é habitual ver pessoas reclamarem da situação no emprego ou no desemprego, mas não agirem o suficiente para mudar essa condição, não é mesmo? É, justamente, por incentivar a persistência e o encorajamento que a motivação é tão importante.

Sem ela, a frustração e a infelicidade farão parte da rotina, pois o grande sonho não está nem perto de ser realizado. Independente do tipo ou da proporção, sem ação, dificilmente, esse sonho se tornará realidade.

Ao se motivar, seja no lado pessoal ou profissional, a determinação e a vontade de agir são estimuladas, transformando esse sonho em uma meta. A motivação funciona como um propulsor, por isso é necessária para gerar movimento. E com o tempo, esse trabalho constante, inevitavelmente, traz o sucesso.

Um bom gestor de RH adota técnicas de motivação específicas para assegurar essa condição de estímulo, ânimo, ânsia e propósito em sua força de trabalho. 

Com respeito, sensibilidade e empatia, essas estratégias podem otimizar os resultados do negócio, reduzir gastos significativos e potencializar os lucros de uma organização. Além, é claro, de usufruir do melhor combustível de uma força de trabalho: a sua felicidade.

Gostou? Então, siga a Xerpa nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn. Postamos conteúdos como esse toda semana, assim você não perde um!

motivação no trabalho

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti