(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Demissão responsável o que é e como funciona?

Demissão responsável o que é e como funciona?

O desligamento de funcionários sempre foi um assunto delicado, que deve ser tratado com cuidado para não ser mal conduzido. E com a pandemia causada pelo coronavírus, a atenção deve ser redobrada. Afinal, vivemos uma época em que as demissões em massa vêm aumentando e o mundo todo está cheio de incertezas.

Em meio a essa situação, a demissão responsável está sendo amplamente discutida no mercado. Empresas que se preocupam com seus colaboradores estão procurando meios de não demitir durante a crise, mas quando isso é necessário, o fazem de forma a reduzir os impactos negativos na vida profissional e pessoa do trabalhador.

Para te ajudar a entender o conceito, explicamos neste post tudo o que você precisa saber sobre demissão responsável e como ela funciona. Se interessou? Continue lendo!

O que é demissão responsável?

Demissão responsável é um processo de desligamento no qual a empresa se compromete a amenizar o impacto da demissão na vida do colaborador. Inspirado em práticas europeias, o modelo valoriza a responsabilidade da organização com quem está de saída, garantindo apoio para a recolocação no mercado seja mais tranquila.

A prática consiste em prestar auxílio ao profissional enquanto ele procura um novo emprego, estendendo benefícios, oferecendo consultoria de carreira e indicando seu perfil para outras empresas.

A principal vantagem da demissão responsável é deixar uma boa impressão para o colaborador desligado, embora seja um momento complicado na vida dele. Ao ter todo esse suporte na saída, o profissional se sente valorizado e grato pelo tempo que passou na empresa, tornando-se aberto a um eventual retorno no futuro.

Esse tipo de desligamento conta muitos pontos a favor do employer branding. Afinal, ter uma boa conduta com os profissionais ajuda a construir uma boa imagem como empregador, melhorando a reputação da organização e facilitando a atração de novos candidatos para vagas em aberto.

Outro grande benefício é transmitir segurança aos funcionários que permanecem na empresa. Ao ver o tratamento recebido pelos colegas desligados, eles percebem que não ficarão desamparados caso o mesmo aconteça com eles. Com isso, se sentem acolhidos e motivados a ter o melhor desempenho possível no dia a dia.

Como tem sido feita a demissão responsável em meio à pandemia?

A crise global causou um enorme impacto na economia brasileira. A necessidade de medidas de isolamento social reduziu vertiginosamente o consumo da população, o que fez com que muitas empresas perdessem receita de forma repentina, com queda de vendas e congelamento de contratos.

Quem consegue, está procurando se adaptar da melhor forma possível, praticando o home-office, reorganizando atividades e repensando o formato do negócio para enfrentar as incertezas.

Porém, muitos casos vem exigindo medidas mais drásticas para evitar demissões, como antecipação de férias, redução de salários e até a suspensão do contrato de trabalho.

O fato é que com a Covid-19, muitas empresas encolheram, enquanto outras já fecharam as portas. Com isso, houve um alto número demissões em massa, e muitas outras ainda vão acontecer.

Para se ter uma ideia, a taxa de pedidos de seguro-desemprego aumentou 39% em abril, em relação a março, mês do início da pandemia, segundo o Ministério da Economia.

Nesse cenário, o assunto demissão se tornou mais delicado do que nunca. Infelizmente, muitas empresas ainda não têm o devido cuidado na gestão de pessoas, desligando profissionais sem nenhum tipo de apoio, com casos até de demissões por WhatsApp.

Por outro lado, algumas empresas estão se diferenciado e praticando a demissão responsável, servindo de exemplo de atitude para outras organizações.

Cases de demissão responsável

Um dos casos mais recentes de demissão responsável durante a pandemia, foi o da Uber, gigante dos aplicativos de transporte que precisou demitir cerca de 3.000 colaboradores por conta da crise.

Para compensar os trabalhadores, a empresa se comprometeu a pagar mais dez semanas de salários e manter benefícios de saúde até o fim do ano.

Algo parecido aconteceu na MaxMilhas, empresa brasileira do setor de viagens. A crise forçou a companhia a demitir 42% dos funcionários, devido ao impacto da pandemia nas vendas de passagens aéreas.

Para minimizar a perda do emprego para os 167 colaboradores desligados, a empresa abriu a possibilidade de auxílio de custo e manutenção do plano de saúde por mais alguns meses. Além disso, ofereceu medidas de apoio à recolocação no mercado de trabalho a todos eles.

Quem também se dispôs a ajudar os ex-colaboradores a se recolocar no mercado foi a Rock Content, empresa mineira de marketing digital. Após um corte de 20% na equipe, os líderes da empresa compartilharam no LinkedIn uma planilha com 90 nomes de profissionais desligados, visando indicá-los a outras empresas.

Como realizar uma demissão responsável?

Realizar a demissão responsável requer planejamento e cuidado, para que todos tenham acesso ao mesmo suporte financeiro e possam se recolocar no mercado de acordo com seus objetivos. Confira o passo a passo e veja como colocar o conceito em prática:

  1. planeje a demissão;
  2. comunique a demissão com respeito;
  3. ofereça consultoria de carreira;
  4. faça indicações;
  5. prolongue os benefícios.

1. Planeje a demissão

Tenha em mente que a demissão deve ser o último recurso da sua empresa para cortar gastos. Então, ela deve ser planejada com detalhes, sobretudo em um momento de crise, no qual muitos colaboradores podem ter que ser desligados.

Define bem os critérios sobre quantas e quais serão as pessoas demitidas. Com base nisso, o RH e as lideranças da empresa devem traçar, juntos, um plano para definir o que a empresa poderá fazer para apoiar essas pessoas na saída.

>> Quer saber mais sobre como fazer uma demissão? Confira este outro post do blog: Você realiza o processo de desligamento corretamente? <<

2. Comunique a demissão com respeito

Caso a demissão não possa ser presencial, devido às restrições de contato social, a melhor alternativa é realizar uma videochamada

Tenha o cuidado de comunicar cada colaborador individualmente, mesmo que o número de pessoas desligadas seja alto. Jamais tenha a deselegância de demitir alguém por e-mail ou WhatsApp.

Durante a conversa, tenha empatia e vá direto ao ponto, apresentando o motivo do desligamento e fornecendo todas as informações necessárias sobre os próximos passos. Deixe claro que o profissional terá o apoio da empresa para seguir carreira, explicando os próximos passos e os benefícios que a empresa oferecerá a ele.

Por fim, agradeça pela dedicação do colaborador, permita que ele se expresse (se desejar) e coloque-se à disposição.

3. Ofereça consultoria de carreira

Um dos passos mais importantes da demissão responsável é oferecer ao ex-funcionário um programa de consultoria de carreira em parceria com uma empresa especializada. Dessa forma, o profissional pode usufruir do benefício sem se sentir vigiado pelo antigo empregador.

O papel da equipe de consultores é analisar o perfil do profissional e seus objetivos, a fim de ajudá-lo a alcançar suas metas após a demissão.

Caso a pessoa queira procurar outro emprego no mesmo segmento, o consultor deve ajudá-la a descobrir seus pontos fracos e fortes a fim de acelerar sua recolocação. Caso ela queira mudar de área, o papel dele será ajudá-la na transição.

Há, ainda, a chance de a pessoa não querer trabalhar em outra empresa após ser demitida, e sim abrir o próprio negócio. Nesse caso, cabe à consultoria ajudar o trabalhador a entender o mercado e se preparar para os desafios do empreendedorismo.

Entre os outros serviços que podem ser oferecidos na consultoria de carreira, podemos citar:

  • reformulação de CV e LinkedIn: esses dois são os cartões de visita que vão abrir as portas para novas oportunidades. Com uma revisão profissional, o currículo e a rede social se tornarão mais atrativos e poderão trazer retornos mais rápidos.
  • preparação para entrevista: muitos profissionais conseguem muitas entrevistas de emprego, mas não conseguem ser aceitos; outros ficam inseguros em participar de um novo processo. Ter esse apoio pode ajudar a melhorar a postura, o marketing pessoal e a forma como o candidato expõe suas experiências.

4. Faça indicações

Além de oferecer a consultoria de carreira, os líderes da empresa também podem tomar outras atitudes para ajudar na recolocação dos ex-colaboradores.

Donos de empresas e pessoas em cargos de gestão costumam ser bem relacionados no mercado e ter acesso a oportunidades que nem ao menos aparecem nos sites de vagas. Nesse momento, é hora de acionar a network para ajudar as pessoas demitidas a recomeçarem em outro lugar.

Escrever cartas de recomendação também pode dar ótimos resultados, já que muitas companhias pedem referências de antigos empregadores aos candidatos. Um recomendação formal do antigo gestor pode ser o diferencial decisivo para a contratação de um ex-funcionário em uma nova empresa. 

5. Prolongue os benefícios

Outra prática muito comum na demissão responsável é a extensão do vale-refeição, vale-alimentação e plano de saúde

Esse tipo de benefício costuma ser essencial para o orçamento e para o dia a dia dos colaboradores, e perdê-los sem nenhum planejamento pode ter um impacto muito grande em suas vidas. Imagine, por exemplo, como seria para um colaborador que precisa de acompanhamento médico frequente perder o plano de saúde?

Além disso, muitas empresas adotam a prática de pagar aos funcionários uma gratificação adicional na rescisão, ou então estender o salário por mais alguns meses.

Todas essas medidas requerem um esforço financeiro que nem toda empresa pode pagar. Mas vale a pena avaliar o orçamento para ver o que pode ser feito para minimizar o prejuízo da demissão para os colaboradores.

Agora que você já sabe como funciona a demissão responsável, está pronto para colocá-la em prática na sua empresa. E isso não vale apenas para este momento de pandemia. Incorpore essa prática na cultura da organização e você verá uma melhora significativa na imagem dela como empregadora a longo prazo.

Gostou? Compartilhe o artigo nas suas redes sociais e contribua para que mais pessoas conheçam os benefícios da demissão responsável!

checklist processo demissional

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti