(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Qual é a importância dele?

Qual é a importância dele?

As startups ficaram bastante conhecidas nos últimos anos por serem empresas de cultura inovadora e diferente dos modelos tradicionais. Elas realmente chegaram para quebrar alguns padrões e tornar ambientes de trabalho mais flexíveis e descontraídos.

Entretanto, isso não quer dizer que não tenham que lidar com algumas regras. Assim como toda empresa brasileira, as startups também precisam se adequar a legislação trabalhista e estar atenta para garantir todos os direitos aos seus colaboradores.

A boa notícia é que alguns velhos processos da gestão de pessoas também passaram por uma grande inovação. E o principal deles diz respeito ao controle de jornada. Esqueça os velhos relógios de ponto, nesse texto você irá descobrir quais são as melhores soluções de controle de ponto para startup.

banner pontotel controle de ponto online

Nesse texto vamos falar sobre:

Boa leitura!

O que diz a legislação sobre a jornada de trabalho

A legislação trabalhista brasileira é uma das mais completas do mundo, ela traz uma série de regras que pautam a relação entre empregador e colaborador. E a jornada de trabalho não fica de fora desse conjunto de regras.

De acordo com o artigo 58 da CLT, todo colaborador celetista deve ter uma jornada de trabalho de 8 horas diárias. Essa jornada poderá ser acrescida de até duas horas extras, mediante acordo individual, coletivo ou convenção coletiva.

Entretanto, as horas excedentes deverão ser pagas ao colaborador com o acréscimo de pelo menos 50%  do valor de sua hora normal, conforme descrito no parágrafo 1° do artigo 59.

Uma outra opção é creditá-las em um banco de horas para que o colaborador possa utilizar essas horas quando precisar.

Também não podemos deixar de falar que a legislação prevê um intervalo para repouso obrigatório durante o seu dia de trabalho, que pode ser de no máximo 2 horas, dependendo de sua jornada diária.

Agora você sabe quais as previsões da lei para a jornada de trabalho. Com isso, sua empresa precisa ficar atenta aos horários dos colaboradores. É então que entra o controle de ponto, mas será que essa prática é obrigatória?

Controlar ponto é obrigatório?

Sim, o controle de ponto é obrigatório para a maioria das empresas brasileiras. Isso porque a legislação prevê que estabelecimentos com mais de 20 funcionários devem realizar o controle da jornada de seus colaboradores, seja por meio manual, mecânico ou eletrônico.

Antes da Lei da Liberdade Econômica, aprovada em setembro de 2019, essa obrigatoriedade era apenas para estabelecimentos com mais de 10 colaboradores.

Agora com a nova lei a obrigatoriedade de registro de ponto se estendeu para estabelecimentos com mais de 20 funcionários.

Então, mesmo que as startups sejam um ambiente totalmente flexível ainda assim é obrigatório fazer o controle de jornada se o quadro de funcionários for maior do que 20 colaboradores.

Mas como uma startup criada para não ser uma empresa tradicional vai bater ponto?

Essa é a dúvida de muitos fundadores quando esbarram nessa questão, mas é totalmente possível encontrar uma forma de registro totalmente compatível com a cultura de uma startup. A prova disso é que em nossa carteira de clientes temos nomes como Ifood, Yellow e diversas outras startups.

Agora me diga, se controlar o ponto é algo considerado como “ultrapassado” por que esses nomes investiram nisso?

A resposta é simples, por sua importância.

A importância do controle de ponto para startups

controle-de-ponto-para-startups-importancia-do-controle-de-ponto

Como falamos no início do texto, por mais que as startups tenham revolucionado os ambientes de trabalho, elas ainda precisam lidar com algumas burocracias e sem o controle de jornada, como você saberá que está de acordo com as regras previstas na legislação?

Além disso, o registro de ponto ainda pode ajudar na gestão da sua empresa, vou te explicar como, separei quatro tópicos que demonstram a importância do controle de ponto para sua startup, acompanhe.

Adequação a legislação

Claro que não poderíamos falar sobre a importância do ponto e deixar de lado o fator legislação. Afinal, regras são para todos e o não cumprimento delas pode acarretar em processos trabalhistas e até mesmo multas para sua empresa.

Então se a legislação trabalhista estabelece que a jornada de trabalho dos funcionários deve seguir um certo limite, sua empresa precisa controlar isso de alguma forma para garantir que tudo esteja saindo de acordo com o estabelecido.

Isso quer dizer cuidar para que os colaboradores não ultrapassem os limites de jornada, controlar as horas excedentes para que sejam pagas ou armazenadas em banco e assim por diante.

Sem contar que ainda tem a questão da obrigatoriedade. Então essa é uma das maiores importâncias do registro de ponto, ele ajuda a sua startup a se adequar a legislação evitando uma série de problemas.

Traz bons indicadores sobre o tempo dos colaboradores

Os seus funcionários são a maior força para alcançar os objetivos e metas da sua empresa. Por isso é importante extrair dados de suas jornadas, eles podem indicar a existência de gargalos em sua gestão.

Somente com o registro da jornada, você tem dados sobre a frequência dos seus colaboradores. É possível saber quais são os que mais faltam, que mais se atrasam ou até mesmo aqueles que fazem muitas horas extras.

Todas essas questões indicam algo sobre o seu quadro de funcionários, às vezes aquele funcionário com altos níveis de absenteísmo pode estar com uma baixa motivação, ou aquele que faz muitas horas extras pode estar com excesso de trabalho.

Essas são apenas algumas possibilidades, mas com o controle de jornada você terá esses indicadores, podendo trabalhar melhor a sua gestão de pessoas.

Contribui para uma relação mais transparente

Muitos colaboradores não são a favor de que a empresa controle sua jornada de trabalho e possuem diversas barreiras em relação ao ponto.

Porém, esse é um pensamento equivocado, pois o controle de ponto traz diversos benefícios para ambos, e um deles é a transparência. A certeza de que todas as horas são computadas corretamente e de que os colaboradores vão receber de acordo com seu trabalho.

Facilita atividades operacionais

E por último mas não menos importante, temos que falar sobre quanto um bom controle de ponto facilita as atividades operacionais de uma empresa.

Com ele sua empresa obtém os principais dados para a folha de pagamento, reduzindo erros e prejuízos com pagamentos incorretos.

Além disso com o controle de ponto também sua empresa também ganha uma gestão de pessoas mais eficiente, pois o sistema colhe todos os dados sobre a frequência dos funcionários e faz o cálculo das horas trabalhadas corretamente, evitando problemas gerenciais.

Com todas essas vantagens, você deve estar pensando melhor sobre a ideia de ter um controle de ponto em sua startup. Por isso, agora vou te mostrar os tipos de controle de ponto mais comuns e como escolher um para sua empresa.

Tipos de controle de ponto

Quando o assunto é marcação de ponto, aposto que você logo pensa nos relógios de ponto tradicionais, isso é totalmente compreensível afinal, por anos essa foi a forma mais tecnológica de controle de jornada nas organizações.

Entretanto, hoje em dia as empresas também podem contar com o ponto eletrônico online que reúne o registro e o tratamento de ponto em um só sistema. Para escolher entre uma forma e outra, você precisa conhecer as duas, por isso vou te dar uma breve explicação sobre os dois tipos.

Controle de ponto eletrônico

O controle de ponto eletrônico pode ser representado pelos relógios de ponto convencionais, aqueles que ficam alocados nas paredes das empresas e que funcionam  por meio de uma senha, cartão ou leitura da impressão digital do colaborador, dependendo do modelo comprado pela empresa.

Os registradores de ponto eletrônico (REP) são uma opção mais tradicional e dependendo do modelo são também bastante seguros.

Entretanto, eles colecionam algumas desvantagens quando se trata de inovação, já que a marcação feita pelo colaborador fica guardada na memória do relógio e para acessar os dados é necessário fazer a extração e importação para um sistema complementar  compatível com o relógio, o chamado Sistema de Registro de Ponto (SREP).

Isso acaba ocasionando uma demora na obtenção dos dados da jornada, uma vez que as empresas precisam esperar um tempo para tirar as informações do relógio.

Além disso, esses sistemas possuem formas ultrapassadas de realizar o tratamento do ponto, ocasionando diversos problemas e uma demora em processos.

Também é importante ressaltar que esses aparelhos precisam estar totalmente de acordo com as regras da portaria 1510, então caso você vá adotar um desses precisa saber direitinho quais são as regras.

Controle de ponto online

Agora, quando se trata de inovação no controle de frequência, você pode contar com o ponto online. Esse modelo de controle de ponto abre mão de relógios de ponto físicos, uma vez que o registro pode ser feito por um celular, tablet e até mesmo computadores.

Facilitando assim o controle de jornada em home office, já que o trabalho remoto já era  bastante comum em startups, antes mesmo da pandemia tornar isso mais popular.

Uma outra vantagem do ponto online é que as informações ficam todas armazenadas em nuvem e o próprio software que registra o ponto também é utilizado para seu tratamento, não sendo necessário sistemas auxiliares.

Então quando você contrata o serviço de ponto alternativo você tem a marcação e a gestão de ponto em um único lugar, com um ótimo custo benefício.

Mas atenção, esses sistemas também devem seguir as recomendações da portaria 373, por isso atente-se quando for escolher o seu novo sistema e pergunte se ele segue as recomendações.

Se quiser saber mais diferenças entre esses dois tipos de controle de ponto, temos um artigo que pode te ajudar, continue sua visita em nosso blog e leia: “Relógio de Ponto x Controle de Ponto Alternativo: Qual Escolher?”

Agora que você sabe quais os tipos de ponto, precisa saber escolher o melhor deles, para isso siga a próxima dica.

Como escolher o melhor controle de ponto para startups

controle-de-ponto-para-startups-como-escolher

Como uma startup é um ambiente mais inovador, vários pontos precisam ser considerados antes de adotar um controle de jornada.

A escolha do controle de ponto ideal para sua startup deve se pautar por três coisas, custo-benefício, funcionalidades e a opinião de quem vai operá-lo.

Deve ter um bom custo benefício para evitar gastos desnecessários ou maiores do que o orçamento. Boas funcionalidades para que ele atenda exatamente o que sua empresa procura.

E por último, deve atender as necessidades de quem vai operá-lo, ou seja, não pode ser muito complexo ou tomar muito tempo de sua equipe de RH, afinal, startups gostam de melhorar processos não piorá-los.

Juntando esses três requisitos você já consegue ter o sistema ideal em sua empresa. Escolher é fácil, difícil mesmo é implantá-lo e convencer os seus colaboradores a utilizarem esse sistema.

Mas também temos algumas dicas para lidar com essa situação.

banner-bater-ponto-manual-gratuito

Como implantar um controle de ponto em startup

Mudança de cultura

Implantar um controle de ponto de uma hora para outra pode ser bastante desastroso para sua startup.

Pense que os colaboradores não estavam acostumados com isso e chegar com essa novidade de uma hora para outra pode assustá-los.

Por isso você deve começar conscientizando os funcionários sobre a importância do registro de ponto.

Comece falando sobre o que motivou a empresa a adotar o registro,  os benefícios e como ele será feito.

Você Precisa tirar da cabeça dos colaboradores a ideia de que o controle de ponto é algo ruim, mudar a cultura de que isso apenas serve para o patrão vigiar o colaborador.

Escolha da ferramenta ideal

O segundo ponto é escolher uma ferramenta compatível com os valores de sua empresa, como startups são ambientes inovadores o seu novo controle de ponto também deve ser. Nada de sistemas ultrapassados como cartão de ponto ou folha de ponto manual.

Poder fazer a marcação de ponto pelo celular irá incentivar a prática em seus colaboradores.

Outro ponto positivo, é que um bom sistema permite que a empresa adote banco de horas de forma fácil e contribui para a adoção de jornadas flexíveis. Com essas vantagens, os colaboradores podem aceitar melhor a ideia de bater ponto.

Implantação em fases

Por último, faça a implantação do novo sistema aos poucos. Deixe que os colaboradores se acostumem com a ideia, vá primeiro nos setores mais fáceis de se implantar a novidade e depois para os mais difíceis.

Sabe qual empresa seguiu esse passo a passo? O Ifood, eles nos contaram em detalhes como foi o processo de adoção de controle de ponto e o quanto isso ajudou a otimizar seus processos operacionais.

Quer saber mais sobre isso? Baixe agora mesmo o nosso case de sucesso.

banner pontotel case de sucesso ifood

Depois de tudo que mostramos nesse texto, você já deve saber que o melhor controle de ponto para startup é o ponto online, por isso agora quero te falar sobre o PontoTel.

O sistema PontoTel é o mais completo quando o assunto é controle de jornada, ele traz mais de 6 formas de registro de ponto além de oferecer uma plataforma completa de gestão.

Com ele sua empresa terá o cálculo de horas automático, dashboards customizáveis, diversos relatórios e um banco de horas inteligente com inúmeras regras de cálculo.

Faça como o Ifood, Yellow e Creditas, aposte em nossa solução. Agende agora mesmo uma demonstração do nosso sistema.

Conclusão

controle-de-ponto-para-startups-conclusao

Nesse texto você conferiu tudo sobre controle de ponto para startups. Agora você sabe quais são as determinações da legislação, qual é a obrigatoriedade do ponto e qual a importância dele para sua startup.

Não se esqueça que um controle de ponto pode trazer diversos benefícios e te ajudar com a gestão de funcionários, por isso não perca tempo e adote o PontoTel em sua empresa.

Fonte: PontoTel

O post Qual é a importância dele? apareceu primeiro em Informativo Empresarial.

Fiscal Ti