(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

RS: Profissionais da contabilidade avaliam proposta de Reforma Tributária

RS: Profissionais da contabilidade avaliam proposta de Reforma Tributária

As principais linhas propostas pela Reforma Tributária do Estado foram tratadas em evento do Conselho Regional de Contabilidade do RS (CRCRS) nesta quarta-feira (5). A presidente da entidade, Ana Tércia Rodrigues, e o vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRCRS, Márcio Schuch Silveira, coordenaram reunião virtual com associados, que contou com a presença do secretário da Fazenda, Marco Aurelio Cardoso, e com o subsecretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira.

Ana Tércia abriu o evento “CRC com Você” explicando que o tema é de grande relevância para o Estado e para a classe contábil e por isso a entidade solicitou a reunião com os representantes do Executivo para melhor detalhamento, como por exemplo das ações “voltadas ao desenvolvimento do Estado e que auxiliem para reduzir a sonegação e trabalhar com o conceito de justiça tributária”.

Marco Aurelio disse que o governo não está preocupado apenas com o curto prazo e que “todos os temas da Reforma têm um olhar estruturante, observando aspectos que hoje atrapalham o desenvolvimento do Estado e que podem ser melhorados”. Segundo ele, em seu conjunto, a Reforma procura atingir diferentes objetivos e ter foco numa tributação mais voltada à competividade do que ao cunho meramente arrecadatório, promovendo mais justiça tributária e equilíbrio fiscal.

O subsecretário da Receita Estadual destacou o diálogo na construção do projeto, ressaltando que muitas iniciativas da Reforma são fruto de demandas apresentadas por diversas entidades nos últimos anos, como o próprio CRC. “Há medidas voltadas à simplificação, com modernização da tributação, como nas iniciativas do programa Receita 2030. Para quem trabalha no dia a dia das empresas, essa simplificação é importante para trazer maior tranquilidade para os gestores das áreas e para evitar riscos e passivos fiscais como ocorre em todo o país pela complexidade do sistema”, avaliou Ricardo Neves Pereira.

Nos últimos dias, o governo do Estado tem realizado uma série de encontros para explicar os principais pontos da Reforma que deve ser encaminhada à Assembleia nos próximos dias, além de recolher sugestões de entidades de classe e empresariais.

Fonte: SEFAZ RS

Blog mauronegruni