(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

operações digitais, omnichannel e e-commerce

operações digitais, omnichannel e e-commerce

Esse artigo é um compilado de aprendizados da mentoria sobre operações digitais, que aconteceu no programa de aceleração brMalls Partners 2020 e contou com a presença do Empreendedor Endeavor, Mariano Faria, da VTEX, e Flavio Dias, da 500 Startups. 

Que a crise acelerou transformações, é fato. Já estávamos vivendo uma transição e a integração entre todos os canais já estava acontecendo em muitas empresas. Mais do que nunca, vemos que a experiência do cliente é impulsionada quando é integrada. 

Nesse contexto, convidamos o Empreendedor Endeavor, Mariano Faria, da VTEX, e Flavio Dias, da 500 Startups, para conversar sobre suas lições aprendidas no mercado do varejo digital. Confira.

Daqui a pouco, não vamos mais falar de e-commerce ou loja física, vamos falar de e-commerce.”

Flavio Dias, 500 Startups

O presente é digital

  • Não estamos vivendo uma ruptura do varejo físico. Mas sim, a ruptura está acontecendo na forma como o cliente acessa o produto. 

Não é mais concebível falar online e offline, não existe mais isso.

Mariano Faria, VTEX

  • Shopping não vai ser mais center, vai ser service. As pessoas não vão lá só para comprar um produto, mas para utilizar serviços.
  • O varejo brasileiro está no status de análise, entendendo o cenário e planejando ir para o campo. Mas, já passou da hora de fazer acontecer e realmente ir para o digital. 

Um dos legados que impede a digitalização do varejo físico é o pagamento de comissão para o vendedor. Como lidar com isso? Pega o máximo de comissão que ele já conseguiu e oferece como salário fixo.” _ Mariano Faria, VTEX

  • O varejo é o setor mais impactado pelos dados. Por isso, é importante ter uma estrutura, fazer análises e transformá-los em experiência para o cliente. 

O diferencial não é mais ter o produto. Muitos players vão ter todos os produtos. O diferencial vai ser a experiência – mais rápido, com menor preço e conhecendo melhor o cliente.” _ Flavio Dias, 500 Startups

  • A transformação digital não começa no time de marketing. O foco deve ser em toda a empresa: entendendo a operação, digitalizando o chão de fábrica e melhorando a experiência do cliente.
  • O empreendedor e empreendedora precisam focar em procurar talentos digitais para o seu negócio.

50% do meu tempo é entrevistando. O papel do empreendedor é construção do time digital.

Mariano Faria, VTEX

  • O gargalo da digitalização do varejo é talento digital. 

A principal habilidade de uma pessoa não deve ser Analytics, mas sim Google Search. O Brasil é um dos países que mais forma pessoas em varejo – aqui, a gente sabe lidar com o caos. O que deve ser feito é pegar essas pessoas e treinar no digital.” _ Mariano Faria, VTEX

A digitalização dos setor de alimentos e bebidas

  • Hoje, o empreendedor e empreendedora de A&B tem duas opções: ter uma plataforma própria de entregas ou usar os superapps. Porém, ficar só no superapp não é sustentável, ainda mais com uma margem de 20%. Por isso, é um movimento natural as supercadeias fazerem um caminho direto para o consumidor.
  • O principal ponto positivo dos superapps é que eles estão trazendo consumidores para o digital. 

Margens muito grandes são oportunidades para novos entrantes. É importante estar, inicialmente, em um superapp para pegar experiência e mentalidade digital. No paralelo, é preciso fazer a transformação digital dentro de casa. Assim, um superapp se torna um parceiro de estratégia.” _ Flavio Dias, 500 Startups

E a logística? Como que fica?

  • A ‘uberização’ da entrega está transformando a logística do Brasil – marketplaces logísticos melhoram a qualidade do serviço.
  • A evolução da entrega é ter menores prazos com menores custos –  e isso só é possível por causa da tecnologia.

Para ser digital, é preciso entender a importância da tecnologia

Eu entendi importância da tecnologia, da pesquisa de produto, da experiência do cliente e dos dados para deslanchar um negócio no digital. Assim, você constrói uma cultura de testar e de ousar e promove um trabalho que é focado no digital.” Flavio Dias, 500 Startups 

Source link

Fiscal Ti