(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

O que a lei diz e como funciona o cálculo

O que a lei diz e como funciona o cálculo

Entenda mais sobre o regime onde os cálculos são feitos com base no lucro líquido real da sua empresa.

Se você abriu uma empresa e não entende muito sobre números e tributações, não se preocupe. Existem muitos empreendedores que veem a possibilidade de oferecer algo de valor real a um público de interesse, mas que também não são especialistas em alguns tópicos de extrema importância. Como o significado do regime tributário de Lucro Real, por exemplo. 

Regime tributário não é um assunto só básico; é fundamental. Entender o que isso significa, implica em conseguir fazer a melhor e mais adequada escolha para a sua empresa. Aqui em nosso blog, temos um conteúdo sobre cada um dos 3 regimes tributários (Simples, Lucro Presumido e Lucro Real), vale a pena conferir para que você entenda as principais características de cada um.

Façamos uma breve explicação sobre o Lucro Real

De modo geral, trata-se de um regime tributário em que os impostos a serem pagos são calculados em cima do lucro líquido do período de apuração. Esse cálculo é realizado considerando valores a adicionar ou descontar, conforme as compensações permitidas pela lei. 

Antes de afirmar qual foi a lucratividade real, é preciso verificar o lucro líquido de cada ano ou período, conforme a legislação. Ou seja, para apurar esse valor, sua empresa terá que saber exatamente qual foi o lucro obtido para realizar a base de cálculo do IRPJ (Imposto de Renda – Pessoa Jurídica) e da CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido). Dessa forma, de acordo com a apuração, os encargos podem tanto aumentar quanto diminuir. 

Para entender mais sobre as vantagens desse regime, temos um infográfico detalhado que pode ajudar você a verificar se essa é uma opção assertiva para o seu negócio.

Como calcular o Lucro Real?

O Lucro Real é conhecido pelo seu cálculo complexo, por isso suas responsabilidades e margens de contribuição são maiores.

Para fazer a contabilidade do Lucro Real, o primeiro passo é apurar o valor do faturamento total da organização no período determinado. Ou seja, você precisa calcular o montante recebido pelas atividades da empresa na venda de seus produtos ou serviços.

Depois, devem ser descontados deste valor os gastos e despesas feitos pela empresa para o seu funcionamento, tais como os realizados em: manutenção, pagamento de funcionários, compra de equipamentos, dentre outros.

O resultado dessa matemática corresponde ao que é o Lucro Real.

Impostos sobre o Lucro Real

Um ponto muito importante para quem precisa calcular Lucro Real é conhecer os impostos que incidem sobre ele, que são:

IRPJ – No caso do IRPJ, a alíquota é de 15% para empresas que apresentam até R$20 mil de lucro mensal. Para negócios que excedem esse valor, a alíquota é de 15% sobre o lucro mais 10% sobre o valor excedente.

CSLL – Já o CSLL, a alíquota varia entre 9% a 12%.

PIS e Cofins – O PIS e o Cofins são encargos cumulativos. Ou seja, a soma dos valores de créditos menos os de débitos é que vai mostrar o saldo a ser pago.

Aprendeu como calcular imposto Lucro Real?

Se você ainda tem dúvidas sobre esse tipo de regime para a sua empresa e como ficariam os cálculos na prática, é importante consultar um profissional da área tributária para auxiliar nessa escolha. 

A Fazenda Contabilidade é especialista em Lucro Real há mais de 45 anos e cuida da contabilidade de centenas de clientes. Temos um time de profissionais de diversas áreas. Uma assessoria empresarial completa para a sua empresa. Entre em contato conosco! Será uma imensa satisfação atender você.

Fonte: Fazenda Contabilidade

Fiscal Ti