(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Quando contratar uma empresa especializada?

Quando contratar uma empresa especializada?

Muitos gestores ainda não se renderam ao bem-estar corporativo, mas a condição física e mental dos colaboradores deveria ser a preocupação número 1. As empresas devem se perguntar sempre: “bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada?” 

Afinal, a produtividade e motivação do funcionário estão diretamente relacionados com a saúde. 

Segundo o relatório Tendências Globais de Capital Humano, mais da metade das empresas (61%) destacam os programas de bem-estar corporativo como fundamentais no aumento da produtividade.

Por aqui, já falamos inclusive como a situação financeira pode impactar nos resultados dos colaboradores na companhia. Confira neste artigo do nosso blog. Desta forma, é essencial que a gestão tenha um olhar estratégico a fim de garantir o bem-estar da equipe.

Por mais que o ser humano tente, é impossível esquecer os problemas pessoais enquanto está em seu horário de trabalho. Por isso, olhar para o profissional apenas como uma peça da sua empresa pode ser um erro grave para os resultados e reputação da marca.

Entretanto, nem todos os gestores de recursos humanos, setor que geralmente fica responsável por essas ações, sabem como começar a mudar a mentalidade da empresa.

Ao identificar a necessidade, porém, é a hora de parar e pensar: preciso melhorar meu bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada?

Neste artigo, vamos abordar a importância de investir em ações voltadas à saúde, os benefícios para a companhia e os colaboradores e como começar o processo de bem-estar corporativo na sua empresa.

Você vai aprender:

  •  O que é bem-estar?;
  • Como incluir esse conceito no ambiente corporativo?;
  • Por que é importante se preocupar com a saúde mental e física dos colaboradores?;
  • Bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada?;
  • Quais os principais benefícios de incluir estas ações na rotina da companhia?

Então, vamos lá?

 O que é bem-estar?

Segundo o dicionário, o termo bem-estar tem duas principais definições:

    1.   Estado de satisfação plena das exigências do corpo e/ou espírito.
  •   Sensação de segurança, conforto, tranquilidade.

Basicamente, um ser humano tem sensação de bem-estar quando está em equilíbrio com sua saúde mental e física, além de estar satisfeito com todos os setores da sua vida pessoal e profissional.

Sabemos que é difícil uma pessoa estar o tempo todo plenamente satisfeito, porém, é objetivo de todos encontrar um ponto de estabilização durante vida. Quando estamos neste momento de segurança, conforto e tranquilidade em diversos setores, temos o bem-estar.

Este é inclusive é um dos principais erros de empresas que acreditam estar fazendo um bom trabalho, mas não conseguem enxergar bons resultados.

Como incluir esse conceito no ambiente corporativo?

Se preocupar com o bem-estar dos colaboradores deveria ser obrigação de todas as empresas, já que ao contratar um profissional para determinada função, por detrás dele há um ser humano. 

É essencial que os gestores de recursos humanos se lembrem disso sempre.

Os trabalhadores já tiveram muitas conquistas neste quesito e as companhias começaram a investir em ações voltadas à saúde nos últimos. Entretanto, é importante ressaltar que atividades pontuais não necessariamente trazem benefícios a longo prazo. 

O bem-estar corporativo é uma questão que deve ser desenvolvida com seriedade e que a liderança dispense a devida importância para o tema. Não apenas estimulando uma vida mais saudável, mas servindo de exemplos para seus liderados.

Por isso, analise como anda a saúde física e mental de seus colaboradores, faça pesquisa sobre o tema, entenda as necessidades deles. 

Só depois desse passo inicial se pergunte: “bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada e como devo colocar essa ação em prática?”.

Por que é importante se preocupar com a saúde mental e física dos colaboradores?

Já falamos anteriormente, que antes de ser profissional, cada colaborador é um ser humano, que possui uma história, família e bagagens de vidas únicas. 

É errado pensar que ao entrar no ambiente de trabalho o funcionário tenha a habilidade mágica de deixar tudo isso para trás.

Se ele estiver com problemas financeiros, familiares doentes ou ainda com problemas conjugais e outros relacionamentos, provavelmente isso impactará seu desempenho nas funções rotineiras. 

E não se trata de uma questão de habilidades, todos estamos sujeitos a estas situações.

Pensar no bem-estar de toda a equipe é tão importante como o planejamento estratégico e financeiro da companhia. Pois pessoas infelizes não costumam render bons frutos e as que não são saudáveis também. Desta forma, um plano magnífico pode não ser suficiente.

Além disso, as empresas que retém os melhores talentos, normalmente, são as que mais investem no funcionário como um todo. Cada vez mais, o nível de exigência dos candidatos para escolher onde trabalhar aumenta.

Por isso, reveja as atitudes como um todo e, se necessário, conte com quem entende de bem-estar corporativo. Quando contratar uma empresa especializada, será importante passar detalhadamente os anseios da companhia.

Bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada?

O primeiro passo, como falado anteriormente, para responder a questão: “bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada?” é analisar o quanto a sua empresa se preocupa com a qualidade de vida do funcionário. 

Se a resposta for pouco ou quase nada, o ideal é começar a mudança de comportamento imediatamente. Depois, é importante compreender quais são as necessidades dos colaboradores. 

Uma forma de entender este ponto é analisar o absenteísmo e quais os motivos que mais afastam os profissionais do trabalho.

O grande erro cometido pela maioria das empresas é promover atividades pontuais, que não conversam entre si e não trazem quase nenhum resultado duradouro. Se você não sabe por onde começar, não atue sozinho

Conhecendo o caminho do bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada, é possível personalizar o plano para o que cada organização precisa. 

Sendo assim, faça um investimento para que as ações sejam mais certeiras e realmente mude a cultura organizacional.

Quais os principais benefícios de incluir estas ações na rotina da companhia?

Funcionário feliz e saudável, que possui uma sensação de bem-estar plena, é o principal benefício que as empresas irão conquistar ao investir em ações voltadas ao ser humano e não ao profissional. Mas, você deve estar se perguntando, por quê?

Elencamos as 5 principais vantagens da companhia no quesito bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada:

1. Queda no absenteísmo

Absenteísmo é como é chamada as faltas dos colaboradores ao trabalho, seja qual for o motivo da ausência. 

De maneira geral, os funcionários que passam por muitos problemas de saúde, por exemplo, são os que mais apresentam justificativa para não cumprir a jornada de trabalho.

A saúde física e mental é, certamente, a principal causa de absenteísmo nas empresas, afinal, ninguém deve ou consegue trabalhar doente. Este é um dos fatores que devem estimular as companhias a investir em ações de bem-estar corporativo.

Ao viver uma vida mais saudável, o colaborador tem menos chances de desenvolver doenças ocupacionais, crônicas ou transtornos psicológicos como ansiedade e síndrome de Burnout, causada por esgotamento profissional.

Vale ressaltar que isso também conta para esse período de novo normal, no qual muitos estão trabalhando de casa, já que a indisposição não está relacionada ao ambiente e sim ao ser humano.

2. Maior produtividade

Como consequência da queda de absenteísmo, temos um funcionário mais presente na empresa ou home office, cumprindo sua jornada. Essa maior disposição do profissional reflete diretamente na produtividade, na quantidade e qualidade do trabalho que entrega.

Tendo em primeiro plano o objeto do bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada será possível perceber o quanto os resultados de um trabalho específico neste quesito tende a melhorar a empresa a longo prazo. 

Esses projetos, focados na qualidade de vida, conseguem diminuir a fadiga e o estresse dos colaboradores. Desta forma, eles se sentem mais valorizados pela empresa e, consequentemente, ficam mais motivados a trabalhar corretamente. 

Assim, quando estiverem em sua jornada de trabalho, o colaborador produzirá mais do que se estiver enfrentando qualquer problema externo.

3. Redução de turnover e retenção de talentos

Você deve ter reparado como, nos últimos anos, aumentaram os números de prêmios que escolhem as empresas que se destacam como as melhores para se trabalhar. Um dos principais quesitos avaliados nestas competições é o bem-estar corporativo.

Ninguém quer trabalhar naquela empresa que é conhecida no mercado como um local que só se preocupa com os resultados e não é bem recomendada pelos antigos funcionários.

Certamente, ao investir em ações de bem-estar corporativo, a companhia passará a construir uma nova reputação para os candidatos. Sendo assim, os principais talentos disponíveis enxergarão a empresa como um bom local para construir sua carreira.

Isso vale também para os profissionais que já fazem parte do quadro de funcionário da empresa, pois gera uma sensação de pertencimento à instituição. 

Sendo assim, eles criam um vínculo afetivo, se sentem valorizados e tendem a não procurar oportunidades em outras companhias.

Desta maneira, haverá uma redução no turnover da empresa, ou seja, no índice de rotatividade no quadro de colaboradores, número essencial para avaliação do grau de motivação. 

4. Melhor ambiente de trabalho

Quando os colaboradores estão mais felizes, satisfeitos e com mais qualidade de vida, há uma melhora também no ambiente de trabalho. A relação entre as equipes, colegas de trabalhos, líderes e liderados passa a ser mais interativa e assertiva.

Muitas ações que referem a resposta da questão: “bem-corporativo: quando contratar uma empresa especializada?” promovem a interação entre os colaboradores. 

Logo, os vínculos serão intensificados, criando um ambiente mais alegre. Assim, o clima organizacional terá constante melhora.

5. Redução de acidentes de trabalho

Os acidentes de trabalho, sejam aqueles que ocorrem na empresa ou no percurso entre casa/trabalho, ocorrem por diversos fatores, entre eles falta de atenção, estresse e fadiga. 

Logo, se os colaboradores tiverem mais saudáveis, menos estressados, estes casos diminuem.

Isso também acontece porque ao participar de atividades do programa de bem-estar corporativo, o colaborador melhora o condicionamento físico, capacidade de raciocínio, reflexo, entre outros.

Como é possível perceber, o bem-estar corporativo trará benefícios não apenas para o colaborador, que terá mais qualidade de vida, mas também para a empresa. 

A reputação no mercado será melhor, os resultados positivos aumentarão e a retenção de talento mais promissora. Por isso, certifique-se de que sua companhia esteja bem preparada para promover ações de bem-estar corporativo.

Quando contratar uma empresa especializada não for uma realidade, planeje com calma as ações e colherá resultados.

Gostou deste artigo sobre Bem-estar corporativo: quando contratar uma empresa especializada? Não deixe, então, de assinar nossa newsletter e receber em primeira mão as novidades da Xerpa.

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti