(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Confira 6 dicas fiscais que sua empresa deve saber!

Confira 6 dicas fiscais que sua empresa deve saber!

Se você é um empreendedor, sabe que ter uma gestão fiscal eficiente é um requisito fundamental para que você consiga escalar o seu negócio e manter a sua empresa legalizada. 

Pensando nisso, separamos 6 dicas fiscais que toda empresa deve saber, para ajudá-lo a aprimorar, ainda mais, o seu processo de gestão.

A partir disso, você será capaz de otimizar seu tempo, executando tarefas em um tempo menor e com mais efetividade, e o melhor, sem desgaste psicológico! Acompanhe.

1. Utilize um ERP eficiente

Para você que não conhece esse termo, um ERP é um sistema que reúne, armazena e disponibiliza todos os dados e os processos de uma empresa em um só lugar. 

Com o uso de um ERP, você começa a vivenciar a automação de processos e, por conseguinte, agilizar suas atividades e produzir mais resultados. 

Essa prática irá fazer com que você e os demais colaboradores sejam dispensados de tarefas muito operacionais e que demandam tempo. Assim, sobra tempo para colocar energia emsetores mais estratégicos.

Portanto, ao contar com um bom software de automação será possível, por exemplo:

  •  Ganhar mais tempo;
  • Integrar a emissão de notas fiscais;
  • Reduzir trabalhos desgastantes e a chance de cometer erros;
  • Ter uma visão mais ampla e clara da situação empresarial para tomar boas decisões;
  • Obter maior controle financeiro (contas, impostos pagos, fluxo de caixa e entre outros).

Meio a tamanha concorrência proporcionada pelo mercado atualmente, você não vai dar bobeira de fazer todas as atividades manualmente, né? 

2. Conheça os diferentes tipos de Notas Fiscais

Esse talvez seja o monstro de sete cabeças para muitos empreendedores. Mas, será que as notas fiscais são tão ruins assim? Bom, na verdade só são mal compreendidas.

Conhecer os diferentes tipos de notas fiscais é essencial para que você tenha uma boa estratégia de negócio e, por mais que possa parecer confuso, esse conhecimento irá te auxiliar no cumprimento da legislação.

Pensando nesse cenário, montamos um pequeno guia com as principais notas fiscais do mercado. Aqui, vamos esclarecer os conceitos e a aplicabilidade de cada uma, confira!

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

A Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) é utilizada quando ocorre alguma prestação de serviço — independentemente do tipo, tamanho e regime tributário do seu negócio.

Temos como exemplos de negócios que utilizam a NFS-e:

  • Faculdades;
  • Academias;
  • Cursos online;
  • Eventos em geral;
  • Empresas SaaS;
  • Marketplaces.

Vale destacar que a NFS-e é uma nota municipal, portanto, cada prefeitura tem o direito de estabelecer suas regras próprias, elaborando seus critérios de emissão.

Esse é um fator que dificulta bastante a integração com esses órgãos. Por isso, é importante contar com uma API para nota fiscaI para desenvolver esse serviço e permitir que você deixe a preocupação com as notas de lado. 

Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica

A Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) é um comprovante emitido para o consumidor final.

Essa nota documenta as transações comerciais de venda e substitui a emissão do cupom fiscal, muito utilizado no setor de varejo.

Nota Fiscal de Produto Eletrônica

A Nota Fiscal de Produto Eletrônica (NF-e) é um comprovante que serve para autenticar a venda de mercadorias em e-commerces ou lojas físicas. 

Trabalham com esse tipo de nota na venda e envio dos produtos sites como Amazon, Americanas e Submarino, por exemplo.

3. Entenda o perigo de não emitir nota fiscal

Cumprir a legislação local é um dos deveres básicos para toda empresa. É uma forma também de exibir transparência e credibilidade por parte de uma organização.

Sendo assim, é preciso ficar ligado às regras para permanecer livre de multas e penalizações, e, dessa forma, estar sempre presente no topo da competição.

É preciso ressaltar que não emitir nota fiscal é um ato ilegal equivalente à sonegação, uma vez que objetivo de se emitir a nota é exatamente o de documentar aquela transação, possibilitando o recolhimento de impostos. 

O contador é um profissional fundamental para manter o seu negócio saudável e atualizado diante da legalidade. Portanto, não poderia ficar de fora das nossas dicas fiscais.

É este profissional que irá  avaliar os riscos e desenvolver as melhores estratégias para que você possa atingir o objetivo desejado.

Assim, ao transferir a competência contábil para um especialista, você poderá ficar tranquilo com o recolhimento dos tributos, pois caberá a ele a execução de um planejamento estratégico de forma a minimizar o enquadramento das cargas tributárias.

Logo, se os serviços contábeis são bem prestados, sua empresa só tem a ganhar com a transmissão de credibilidade e transparência!

5. Não deixe de colocar o CPF na Nota

Nesse momento você pode questionar se realmente existe vantagem em colocar o CPF na nota.

A resposta é: Sim!

O que muitas pessoas não sabem, é que existe um programa de incentivo do governo que oferece vantagens aos consumidores.

Entre os benefícios estão descontos em impostos, participação em sorteios e muito mais!

Vale dizer que cada cidade/estado concede vantagens diferentes para quem coloca o CPF na nota, então é importante ficar de olho para estar por dentro do que você pode concorrer.

6. Escolha um emissor de nota fiscal 

A contratação de um emissor de notas fiscais pode trazer diversas vantagens para o seu negócio, entre elas, o aumento da produtividade e maiores chances de tirar um 10 com fisco!

Ainda, há a possibilidade de enviar automaticamente as notas fiscais para seus clientes, além de monitorar as vendas reembolsadas para cancelar nota fiscal, o que te protege de pagar tributos indevidos.

O armazenamento das notas fiscais também é feito eletronicamente pela plataforma, o que te auxilia a cumprir o prazo de 5 anos previsto na legislação. 

Com a leitura desse post, você recebeu 6 importantes dicas fiscais que irão te ajudar a escalar melhor o seu negócio!

Aproveitando o tema, você já ouviu falar em consulta de nota fiscal eletrônica? Sabe como funciona e como fazer? Conhece a diferença entre uma nota prestada e uma nota tomada? Então não deixe de conferir esse nosso conteúdo para tirar todas as suas dúvidas!

Este conteúdo foi produzido em parceria com o time da eNotas. 

banner pontotel transformacao digital

Fonte: PontoTel

Fiscal Ti