(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

INSS não pagará afastamento de empregada doméstica inferior a 15 dias

INSS não pagará afastamento de empregada doméstica inferior a 15 dias

O Decreto 10.410/2020, publicado em 30 de junho de 2020, muda a regra adotada pela legislação do emprego doméstico. Agora, no caso de afastamento de empregada doméstica inferior a 15 dias, o empregador terá de pagar os dias em que a doméstica ficará longe do trabalho.

Então, se a doméstica apresentar documento legítimo que a afaste do trabalho por até 15 dias, empregador será responsável pelo pagamento do salário integral da doméstica.

Agora, o INSS só será responsável pelo pagamento do benefício quando o afastamento da empregada doméstica for superior a 15 dias, ou seja, de 16 ou mais dias.

A partir de quando o INSS paga o benefício à doméstica?

Como dissemos, o INSS não pagará nenhum dia de afastamento da doméstica se ele for de 15 dias ou menos.

Porém, no caso de o afastamento superar 15 dias, o INSS pagará o benefício a contar da data do início da incapacidade; ou seja, a partir do primeiro dia de afastamento.

Exemplos de afastamento de empregada doméstica

Para ajudar você a entender, vamos usar dois exemplos distintos, envolvendo as duas situações possíveis.

  • A empregada doméstica recebeu um atestado médico que a afasta do trabalho por 15 dias.

Nesse caso, o empregador deverá receber o atestado da doméstica e mantê-la afastada do trabalho durante esses 15 dias.

Além disso, o pagamento desses dias de afastamento deverá ser feito normalmente através do eSocial Doméstico.

No caso de não pagamento, ou ainda no caso de o empregador não afastar a doméstica do trabalho, existirão possíveis consequências jurídicas que podem complicar o empregador doméstico.

  • A empregada doméstica recebeu um atestado médico que a afasta do trabalho por 16 dias.

Nessa situação, o empregador deverá receber o atestado da empregada doméstica e informá-la de que o pagamento desses dias será efetuado pelo INSS.

Assim como no primeiro exemplo, a doméstica deve ser afastada do trabalho, ou o empregador poderá ser responsabilizado judicialmente.

Atestado médico justifica falta?

O atestado médico da empregada doméstica justifica a sua falta.

Isso significa que o dia deve ser pago normalmente, ainda que a doméstica não tenha trabalhado para o empregador.

O pagamento desse dia é integral, inclusive com todos os benefícios previstos na legislação trabalhista.

Precisa de ajuda?

A iDoméstica está aqui para acabar com a burocracia do emprego doméstico para você!

Temos mais de 10 anos de experiência ajudando o empregador doméstico com a legislação trabalhista e conferindo a ele segurança jurídica.

Afinal, não dá para arriscar com a lei: os custos financeiros e o desgaste físico e mental não valem a pena de jeito nenhum!

Se você quiser a nossa ajuda para regularizar a situação da sua empregada doméstica e recuperar a sua segurança, clique no botão abaixo e preencha o formulário.

Entraremos em contato com você para informá-lo sobre o que podemos fazer para resolver eventuais problemas.

Fonte: idomestifcca.com.br

Fiscal Ti