(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Empreendedorismo Digital: o que é e como começar nessa carreira

Empreendedorismo Digital: o que é e como começar nessa carreira

Gestor de tráfego, infoprodutor, vendedor afiliado, youtuber e influenciador. Hoje em dia, existem dezenas de termos e profissões que há 5 ou 10 anos ninguém sequer pensava que seriam possíveis de existir. Apesar de serem profissões relativamente novas, elas rendem muito dinheiro e são uma maneira interessante de construir uma carreira. Tudo isso, claro, está ligado ao empreendedorismo digital.

Esse termo tem se popularizado cada vez mais (e provavelmente ainda crescerá muito) conforme as pessoas começam a usar ferramentas da Internet para empreender de maneira inteligente, rápida e digitalizada. Hoje em dia, existem verdadeiras empresas com milhões em faturamento e muitos funcionários que atuam de forma totalmente digital: em relação a produto, faturamento e sede.

No entanto, apesar da lei ainda não ter acompanhado essa novidade, é importante que os empreendedores digitais se formalizem. Afinal, atuando ou não de formas inovadoras, eles ainda estão inseridos no sistema atual e precisam lidar com tributos sobre o faturamento, folha de pagamento de funcionários e todas as responsabilidades normais de quem empreende.

Se você já atua com o empreendedorismo digital ou quer entrar para essa área, siga a leitura para entender mais sobre o assunto e como deverá lidar com a parte contábil dessa questão!

O que é empreendedorismo digital?

Empreendedorismo digital é um guarda-chuva de áreas que contempla todo o tipo de ação empreendedora dentro do ambiente digital. Isso significa que desde startups de tecnologia que atuam na Internet até infoprodutores ou influenciadores estão dentro dessa categoria.

O segmento é amplo, mas podemos dividi-lo em dois grandes grupos. O primeiro é o composto por empresas que poderiam atuar no segmento físico e migraram a sua atividade para o digital. Pense, por exemplo, em uma empresa de tecnologia. Ela pode existir no ambiente físico ou digital. O mesmo vale para agências de marketing, startups de conteúdo, fintechs e outras.

Já o segundo grupo é o de empreendedores individuais (ou que começaram assim) e que atuam em segmentos que são exclusivos do ambiente digital. Estamos falando de influenciadores, youtubers, blogueiros, infoprodutores, gestores de tráfego, designers, vendedores afiliados e muito mais.

Quais as vantagens de atuar na área?

Se você está dentro dos 14,4% de brasileiros desempregados atualmente, pode ser que encontre no empreendedorismo digital uma oportunidade de tomar as rédeas da própria atuação profissional e ganhar o seu dinheiro.

Se ainda não se decidiu sobre isso, confira algumas vantagens de atuar nessa área!

1. Futuro próspero

Um dos benefícios do empreendedorismo digital é que ele chegou agora, mas não pretende ir embora tão cedo. Essa área está apenas começando e ainda terá muitos e muitos anos de lucratividade pela frente.

2. Acessibilidade

Começar no empreendedorismo digital não exige diploma, investimento pesado ou algo do tipo. Quem tem conhecimento adquirido em cursos digitais e consegue comprovar resultados pode encontrar clientes online sem muita dificuldade.

3. Meritocracia

A área do empreendedorismo digital é uma das que mais se aproxima de ser pautada pela meritocracia. Afinal, o algoritmo das redes sociais e dos buscadores funciona de forma igual para todos e recompensa aqueles que sabem como gerar valor para os usuários e engajamento.

4. Bons rendimentos

A área de empreendedorismo digital é uma das mais lucrativas atualmente. Dependendo do subsegmento escolhido, não é um absurdo faturar milhares de reais em pouco tempo.

5. Baixa concorrência

Apesar de parecer que há um grande número de infoprodutores, youtubers, influenciadores e outros tipos de empreendedores digitais, o fato é que o número ainda é baixo se comparado com o seu potencial. Por isso, a tendência é que a concorrência aumente nos próximos anos. Portanto, é bom começar hoje.

É preciso se formalizar para empreender na Internet?

Sim. Seja você um iniciante na área ou alguém que fatura mais de um milhão com a venda de cursos ou com anúncios nas redes sociais, é importante formalizar o seu negócio online.

Isso acontece porque a Receita Federal existe e pode investigar o seu faturamento, especialmente se ele for muito grande. Portanto, é essencial ter tudo corretamente formalizado para evitar problemas futuros.

Como se formalizar no empreendedorismo digital?

Isso depende do tipo de atividade que você quer fazer. Um prestador de serviços nessa área (como um gestor de tráfego), pode abrir um CNPJ para atuar como freelancer para empresas. Nesse caso, um MEI ou EI pode ser a melhor opção.

Já alguém que tem como plano de negócios algo que gere um faturamento maior, como um infoprodutor ou vendedor afiliado, precisa abrir um negócio mais estruturado. Afinal, ele precisará de funcionários para poder manter a sua estrutura funcionando do jeito certo.

Como pôde ver, formalizar-se é uma das melhores coisas para quem atua no empreendedorismo digital. Essa medida ajudará o seu negócio a ter mais confiança das pessoas, poder aceitar diferentes trabalhos e não correr nenhum tipo de risco com a Receita Federal. Assim, sua carreira de empreendedor digital será longa, próspera e pronta para causar um impacto real na vida das pessoas.

Gostou do papo? Se você precisa de ajuda para dar o primeiro passo em relação à formalização da sua atuação, entre em contato com o nosso time!

Fonte: Consultoria RR

Fiscal Ti