(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Saiba como funciona uma dinâmica de grupo e seus principais tipos!

Saiba como funciona uma dinâmica de grupo e seus principais tipos!

A dinâmica de grupo pode ser uma boa alternativa para a sua empresa, podendo ser executada em diferentes momentos, seja no recrutamento ou em algum treinamento interno. Através dela, você pode extrair ideias ou promover o envolvimento dos funcionários.

Também por meio da dinâmica de grupo, a sua empresa pode aprimorar a criatividade dos funcionários, aumentar o engajamento, a motivação,  e ainda melhorar o clima organizacional e as práticas de gestão de pessoas.

Afinal, essa atividade simula o comportamento e reações das pessoas em situações semelhantes às do dia a dia, permitindo uma análise mais completa dos profissionais.

A dinâmica de grupo não é uma atividade nova, nem está desatualizada: está sempre em ascensão. Existem dezenas de métodos capazes de avaliar a pessoa e o profissional nas mais diversas situações.

Para as empresas, a dinâmica tem tudo para contribuir ativamente para o seu crescimento – desde o processo de seleção até as ações de engajamento e motivação.

E, para que você entenda como usar a dinâmica  em benefício da sua empresa, preparamos este texto com vários exemplos dessa prática.

A seguir, veja os tópicos que iremos abordar:

Boa leitura!

banner calculos automaticos

O que é dinâmica em grupo?

A dinâmica de grupo em uma empresa é um exercício que visa extrair ou disseminar conhecimentos específicos aos participantes. No entanto, algumas habilidades são valiosas para que sua empresa alcance excelentes resultados na prática.

Através da dinâmica de grupo da empresa, as seguintes tarefas podem ser realizadas:

  • contratações;
  • treinamentos;
  • maneiras de ampliar a motivação;
  • novas técnicas para desenvolver a criatividade;
  • o clima organizacional;
  • o engajamento dos colaboradores.

A princípio, a dinâmica de grupo não parecia ser um exercício promissor para a participação dos funcionários, mas os pesquisadores aprenderam que, se usada de maneira adequada, é um dos incentivos mais eficazes no trabalho.

Se você acha que a dinâmica de grupo é apenas uma ferramenta para recrutar e selecionar novos funcionários, você está enganado.

Esta é uma maneira poderosa de garantir total integração e alinhamento com os objetivos da empresa.

Veremos também diversos exemplos de dinâmicas de grupo utilizadas em processos seletivos, que podem ser adaptadas a outras peculiaridades, como motivação e estímulo à criatividade.

Por que promover dinâmicas na empresa?

A dinâmica em grupo, quando bem implementada e parte de uma estratégia, pode trazer excelentes resultados para a empresa. Isso porque apresentam inúmeras vantagens e são flexíveis, ou seja, podem ser realizados em momentos e formas diferentes.

Separamos algumas que mais se destacam. Veja a seguir:

  • Melhoria do clima organizacional

A dinâmica em grupo também ajuda a melhorar o clima organizacional se utilizada pelos colaboradores da empresa, ao facilitar a interação entre equipes de diferentes setores, inclusive contribuindo para a melhoria da entrega de dados ou mesmo do relacionamento em geral entre equipes próximas, como marketing e vendas.

  • Integração de funcionários

As dinâmicas também são uma excelente forma para integrar times e novos funcionários.

Isso porque o seu principal objetivo é trabalhar o relacionamento interpessoal por meio da compreensão dos diferentes perfis e desenvolvimento da comunicação de qualidade entre os integrantes.

  • Identificação de habilidades

Antes de um processo de recrutamento e seleção, caso a empresa utilize a gestão por competências, é realizada uma pesquisa sobre quais habilidades o novo funcionário deve possuir para preencher uma vaga.

E uma das melhores maneiras de identificar essas competências é por meio de dinâmicas de grupo aplicadas a candidatos. Dessa forma,  fica mais fácil identificar quais são os profissionais que atendem aos requisitos, uma vez que a dinâmica costuma simular situações reais nas quais tais habilidades são essenciais.

  • Melhoria na comunicação

Além do relacionamento interpessoal, é evidente a melhora na comunicação entre pessoas e equipes que passaram por dinâmicas de grupo para esse fim.

Assim, os colaboradores podem se empenhar mais para se entenderem ou serem mais empáticos, por exemplo, contribuindo para a melhoria da comunicação interna, resultando em um ambiente de trabalho melhor e transparente.

  • Treinamento de habilidades

Por meio das dinâmicas, também é possível determinar quais são as competências que os colaboradores carecem.

Se forem habilidades que podem ser desenvolvidas entre os colaboradores, a área de gestão de pessoas realizará treinamentos para eliminar essa diferença e tornar a equipe mais apta para a execução das tarefas.

Também é possível realizar dinâmicas de grupo com o objetivo de estabelecer a formação teórica e promover a compreensão dos funcionários, fornecendo exemplos práticos ou exercícios simulados de conteúdos ministrados anteriormente.

Como funciona uma dinâmica em grupo?

imagem de pessoas reunidas em frente a um notebook

As dinâmicas de grupo permitem avaliar o comportamento dos candidatos, tanto individualmente quanto em interação com os demais participantes. É um método eficiente para identificar características como liderança, trabalho em equipe, proatividade, comunicação assertiva e autoconhecimento.

Durante o processo de recrutamento, a dinâmica em grupo revelou muitas informações sobre o candidato. Isso porque este exercício pode ajudar não só o avaliador a identificar a capacidade técnica de uma pessoa, mas também o seu comportamento.

Portanto, a dinâmica em grupo precisa ter objetivos claros, além de uma imagem profissional nítida e atividades que realmente testam as características exigidas.

Como fazer uma dinâmica em grupo online?

Essa prática também foi impactada pelos avanços tecnológicos. Hoje, dinâmicas de grupo online já são uma realidade no mundo corporativo.

Com o surgimento das dinâmicas de grupo online, a empresa recria esse cenário tão presente no recrutamento sem exigir que os candidatos se desloquem para a empresa.

Assim, acaba tornando o processo de contratação, nesse sentido, mais rápido, barato e eficaz, principalmente durante o home office.

Essa prática proporciona inúmeras vantagens, tanto para a empresa como para o colaborador. Como por exemplo:

  • Economia na organização da atividade;
  • Facilidade na seleção de candidatos de locais distintos, já que evita deslocamentos;
  • Possibilidade de criar encontros, testes e reuniões extras sem ter que aumentar os custos do processo seletivo;

Mas, o primeiro passo para fazer uma boa dinâmica em grupo online é deixar que sistemas de recrutamento e seleção façam a triagem de currículo e avaliem previamente os candidatos.

Assim, você pode dedicar seu tempo livre para estruturar as atividades mais adequadas para os cargos em aberto. Separamos algumas dicas sobre como continuar a partir daí:

Escolha a ferramenta certa

É importante considerar uma plataforma que possa coletar candidatos sem precisar fazer um cadastro longo. Avalie mídias como Zoom, WhatsApp, Hangout, Skype, etc., que podem fazer chamadas em grupo com rapidez e facilidade.

A ideia é facilitar o contato com os candidatos e escolher ferramentas gratuitas que atendam às necessidades da empresa quando possível.

Planejar previamente os testes a serem aplicados

Se a sua empresa realiza dinâmicas de grupo, é importante adaptar algumas atividades ao universo online. A ideia aqui não é abandonar o que já foi feito, mas adaptar o processo e teste para um ambiente remoto.

Determine uma boa estrutura para a reunião

Uma boa ideia só é útil quando bem executada. Portanto, é fundamental que o recrutador tenha uma boa conexão com a Internet. Isso evita que oscilações de sinal ocorram ou mesmo interrompam a reunião, prejudicando o fluxo da dinâmica.

Ter equipamentos de qualidade

Outro ponto importante sobre como realizar dinâmicas de grupo online é a escolha de uma boa câmera e fone de ouvido para proporcionar aos candidatos uma experiência agradável .

Além de garantir  comodidade à gestão em todo o processo, ainda deixa uma boa impressão da empresa no mercado.

Escolha um ambiente favorável para o encontro virtual

Assim como presencialmente, o ambiente precisa deixar os candidatos mais à vontade, no mundo virtual não é diferente.

Nesse caso, o recrutador deve escolher um local tranquilo, sem ruídos e sem interferências externas.

Gravação da dinâmica

Uma boa alternativa, viável no ambiente online, é a possibilidade de registrar a dinâmica em vídeo. Isso ajuda o gestor a reavaliar a conversa e os testes posteriormente e até mesmo permite que ele peça ajuda de outros gestores na hora de contratar o candidato perfeito para a vaga.

Seguindo essas dicas sobre dinâmicas de grupo online, você obterá resultados que eliminam a atmosfera competitiva, exploram o trabalho colaborativo, reduzem a carga de seleção e ajudam a construir informações mais detalhadas sobre cada candidato.

Otimize o tempo do seu RH

A utilização de ferramentas que otimize as rotinas de RH é de extrema importância, não só para melhorar o desempenho do departamento, mas também para garantir o funcionamento de toda a empresa.

Em um mundo marcado por essas inovações tecnológicas, adaptar-se às novas tendências é fundamental para garantir o funcionamento de sua empresa. Entre eles, o controle de ponto é um sistema que certamente ajudará e beneficiará o seu negócio.

Hoje em dia, existem diversos sistemas completos e modernos que otimizam o controle de jornada dos colaboradores. Eles proporcionam uma relação mais transparente com seus colaboradores, e com certeza otimizam as tarefas do RH.

Como exemplo, está o PontoTel, o sistema mais completo do mercado. Ele possui diversas ferramentas que permitem o acompanhamento em tempo real da jornada dos funcionários, e que garantem a segurança no registro.

O sistema possui mais de 6 formas de marcação de ponto e, por meio da tecnologia de geolocalização, o gestor consegue saber o local exato em que o funcionário registrou  seu horário.

Além disso, informações como horas extras, faltas e atrasos podem ser visualizadas em tempo real por meio de nosso painel de acompanhamento, que facilita muito a gestão da equipe.

Venha saber mais sobre a PontoTel e como ela pode ajudar sua empresa, agende uma demonstração!

Dinâmica em grupo: Principais tipos

Quando decidimos a contratação de uma pessoa, sabemos o quanto isso afetará os resultados futuros da organização e os recursos humanos. Porém, tudo parece bonito no papel, não é?

Então, vejamos agora como os principais tipos de dinâmicas de grupo  funcionam na prática e como aplicá-los na sua empresa.

Para isso, enfatizamos alguns dos modelos mais comumente usados ​​por especialistas em recursos humanos, as situações em que esses tipos de dinâmica em grupo são normalmente utilizados e as realizações esperadas.

  1. Dinâmica da ilha deserta

O exercício consiste em promover um trabalho em grupo para que todos possam escapar de uma ilha deserta.

O ambiente lúdico e pouco relacionado ao ambiente de trabalho é interessante porque ajuda a tirar a pressão da atividade, isso torna o jogo mais leve e, ainda assim, permite a observação comportamental dos participantes na busca de soluções.

É também uma dinâmica para desenvolver a criatividade dos colaboradores em relação a solução de desafios.

  1. Dinâmica em grupo da amnésia

A proposta foi amplamente utilizada para reunir pessoas e quebrar o impasse de uma equipe desconhecida.

Para iniciar esta tarefa, você precisa de alguns materiais de escritório, como canetas e etiquetas. Em seguida, distribua aos participantes e peça a todos que escrevam um nome de uma personalidade famosa e colem na testa de outro participante.

É importante que todos não vejam o que está escrito no rótulo colado em sua testa, pois outras pessoas vão imitar a personalidade como se tivessem esquecido o nome. Em seguida, a pessoa com a etiqueta na testa deve adivinhar com base nas pistas do colega.

A atividade em si é muito interessante, além de estimular a criatividade, também possui uma grande capacidade de integração. Faça o máximo de rodadas possível, deixe todos se soltarem e participarem dinamicamente do grupo.

  1. Dinâmica do desafio

A ideia é solucionar uma série de desafios previamente preparados pelo mediador em uma caixa preta. Vale ressaltar que esses desafios devem estar diretamente relacionados ao problema a ser resolvido. Por exemplo, pode ser:

  • Promover o trabalho em equipe;
  • Determinar a solução para o problema de produção da equipe;
  • Realizar trabalho colaborativo;
  • Criar uma intimidade mais produtiva entre os membros.

O objetivo é colocar esses desafios em uma situação em que os participantes irão desenvolver as competências ou habilidades necessárias para resolver problemas diários no trabalho.

Mas ainda, o mediador deve dividir os participantes em dois grupos e fazer a caixa preta girar entre eles com uma música tocando ao fundo (como uma dança anfitriã).

Depois que a música para, a pessoa que está segurando a caixa pode escolher uma das seguintes opções:

  • Enfrente o desafio – se ele se decidir, ganha 3 pontos;
  • Passe o desafio para alguém da equipe – vale 1 ponto;
  • Passe o desafio para alguém de outro time – você perderá sua chance de marcar.

Para melhorar a competitividade, vale a pena incluir penalidades para o participante que passar o desafio adiante. Ganha quem fizer o maior número de pontos.

  1. Dinâmica de apresentação

Esta dinâmica em grupo recomenda que uma equipe de até 15 pessoas seja reunida em um círculo (em pé ou sentado) com uma bola entre elas.

A ideia é fazer com que a pessoa que está segurando a bola faça uma pergunta (como nome, profissão, hobby ou qualidade) e depois jogue a bola em alguém.

O recebedor da bola deve responder à pergunta e, em seguida, fazer outra pergunta, jogando a bola para o participante que ainda não respondeu.

É importante destacar que os mediadores (geralmente profissionais de recursos humanos) também podem participar fazendo e respondendo perguntas, facilitando a participação de todos.

  1. Dinâmica de criatividade

Suponha que uma ideia simples seja proposta e deva ser resolvida em grupo. É importante desenvolver situações viáveis ​​no dia a dia da equipe.

Dessa forma, o mediador pode observar como os membros costumam se comportar para resolver problemas e trabalhar melhor no perfil de cada pessoa.

Este tipo de dinâmica de equipe pode ser utilizada para fins de avaliação (criação de rotinas de feedback criativo e funcional), também pode ser utilizada para aprimorar o trabalho coletivo, ou mesmo para identificar novos líderes para a empresa.

  1. Autoavaliação em grupo

A ideia geral é garantir que as equipes que já trabalham juntas possam entender e compartilhar seus desafios e melhorar suas habilidades. Também é possível entender quais são as qualidades daquele grupo a partir de autoavaliações.

Por exemplo: um participante escreve, em um pedaço de papel, primeiro o que ele considera um aspecto valioso daquela equipe e, em segundo lugar, um obstáculo encontrado.

Funciona melhor se essa dinâmica em grupo for trabalhada anonimamente para que todos se sintam confortáveis ​​em expor esses pontos. O mediador então coleta os papéis e os redistribui aleatoriamente entre os participantes.

O objetivo é que o grupo possa refletir sobre os temas apresentados, discutir ideias para solucionar os desafios e aprimorar o que já é positivo no trabalho em grupo.

Esta é uma boa dinâmica para melhorar o clima organizacional. Uma vez que muitos problemas podem estar relacionados à própria equipe, aumentando a produtividade e otimizando processos.

Para o funcionário: Como se sair bem em uma dinâmica em grupo

Muitos profissionais começam a suar e sentir frio na barriga só de pensar em encarar uma dinâmica em grupo.

Afinal, competir pela atenção dos recrutadores, responder às perguntas e participar das atividades propostas são alguns dos desafios que aparecem nesta etapa, e estão no meio caminho entre o candidato e o emprego.

Por isso, separamos algumas dicas para ter sucesso e se destacar nesta fase do processo seletivo:

  • Não assuma um personagem

Essa é a regra número 1 para quem quer se destacar entre os concorrentes. Cada dinâmica em grupo tem propósitos bem definidos. Enquanto um procura candidatos extrovertidos com alto potencial de liderança, o outro pode se concentrar em profissionais com perfis mais analíticos e organizados.

Se você desempenhar o papel de organizado e pró-ativo e a empresa não estiver procurando essa característica, isso vai eliminar suas chances para a vaga. Ou seja, como você não sabe exatamente o que a empresa procura, o mais confiável é você ser do jeito que é, sem máscaras.

  • Participe e interaja nas atividades

Uma dinâmica em grupo dura, em média, de duas a três horas. É o intervalo que o recrutador tem para avaliar todos os candidatos e o instrumento que ele utiliza para essa avaliação são as atividades propostas. Portanto, se você ficar mudo e sair em silêncio, ninguém será capaz de conhecer suas qualidades.

Aproveite para se mostrar, diga quem você é, leve informações relevantes e mesmo que você seja tímido, tente demonstrar seu potencial.

Ressalta-se que a participação nas atividades deve ser feita com bom senso, sem exageros. Não seja aquele que fala o tempo todo e quer aparecer mais do que todos desesperadamente, pois isso pode acabar irritando o recrutador. Vale lembrar, é um mito que quem fala cada vez mais alto ganha sempre.

Antes de se candidatar a um emprego, estude a empresa em questão. Descubra o que ela faz, a que segmento ela pertence, qual é a sua cultura, etc. Então, avalie que tipo de profissional essa empresa está procurando.

Pensar nessas informações sobre a empresa pode ajudar no momento da dinâmica, pois vai te ajudar a ter mais ou menos ideia do que o recrutador está procurando e o que você precisa demonstrar para ele.

  • Conheça seus pontos fortes e fracos

O autoconhecimento é muito importante em toda a vida profissional. Claro, não é na dinâmica em grupo que você vai resolver seus pontos fracos, mas você pode destacar o que faz de melhor e chamar a atenção por isso.

  • Entenda o que é avaliado

Se você já participou de uma dinâmica em grupo e não foi selecionado, é importante entender por que isso aconteceu e o que é avaliado naquele momento. Para começar, você pode não ter sido selecionado por dois motivos.

O mais comum é que você não tenha as habilidades específicas que buscavam para a vaga em questão.

Outra razão é que talvez você fosse, de fato, o candidato mais adequado para aquela vaga, mas por qualquer motivo, não foi capaz de demonstrar isso durante as duas ou três horas em que participou das atividades de dinâmica em grupo.

Banner PontoTel Controle de ponto

Conclusão

imagem de uma equipe em reunião

Encontrar os melhores candidatos e estimular a equipe não é uma tarefa fácil, mas neste texto, eu busquei dar as melhores dicas de como sua empresa pode realizar dinâmicas de grupo que funcionam para otimizar o tempo do seu RH e melhorar o clima organizacional.

Lembre-se: a tecnologia pode ajudá-lo e seu departamento de recursos humanos com certeza usará ferramentas com esse objetivo para otimizar sua pesquisa.

Se gostou deste texto, compartilhe-o nas redes sociais, e continue a visitar o nosso blog, temos vários artigos sobre legislação, gestão empresarial e recursos humanos!

Fiscal Ti