(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

[GUIA] Saiba tudo sobre absenteísmo e veja como o RH pode ajudar a controlá-lo!

[GUIA] Saiba tudo sobre absenteísmo e veja como o RH pode ajudar a controlá-lo!

Esperamos que você goste desse conteúdo.

Que tal começar 2021 otimizando processos no seu RH? Conheça o PontoTel. Marque um contato!

Independente de seu ramo de atuação ou tamanho da sua empresa, com certeza você já precisou lidar com o absenteísmo de alguns colaboradores.

Ele pode existir em escalas menores ou maiores, de forma que acaba afetando toda a produtividade da organização. Quando isso acontece, é preciso fazer uma boa investigação para identificar as possíveis causas para esse problema.

Um alto índice de absenteísmo pode refletir problemas organizacionais, falhas na gestão e até mesmo problemas pessoais ou de saúde que o colaborador possa estar enfrentando.

Por isso, é importante conhecer bem o assunto para que a empresa possa tomar alguma atitude e contornar a situação. Se você busca saber mais sobre isso está no lugar certo, nesse texto vamos entender mais sobre o absenteísmo, e quais as suas consequências para uma empresa.

Veja os assuntos que trataremos aqui:

Boa leitura!

O que é absenteísmo no trabalho?

O absenteísmo no trabalho é utilizado para denominar as ausências dos colaboradores em uma empresa.

Essas ausências não precisam ser exatamente os dias em que o funcionário deixou de comparecer ao trabalho, elas podem ser os atrasos, as saídas antecipadas e até mesmo licenças tiradas pelo funcionário ao longo de seu tempo na empresa.

No geral, o absenteísmo pode ser entendido como “estar ausente”. Por isso, quando os números de absenteísmo em uma empresa são muito altos, é necessário fazer uma boa investigação.

O que é absenteísmo para o RH?

Para o RH o absenteísmo tem o mesmo significado, a ausência dos colaboradores.

Entretanto, para o RH a situação se torna ainda mais preocupante, pois, como falamos, se os números são muito altos podem representar uma falha na gestão de pessoas.

Quais as consequências do absenteísmo para as empresas?

Em um ambiente empresarial, cada funcionário representa uma parte importante do processo. Então, quando um deles se ausenta, acaba afetando a produtividade de todo o resto.

Mas, claro que a ausência de um único colaborador não irá fazer tanta diferença. Agora, quando isso acontece em escalas maiores, a empresa pode acabar sofrendo com baixo desempenho e produtividade o que, no fim, acaba refletindo em seu faturamento.

Um funcionário que deixa de ser produtivo gera  dois problemas financeiros para uma organização, tanto a perda de recursos, quanto a impossibilidade de ganhar mais.

A perda de recursos pois, a empresa está investindo em um colaborador ausente. E a impossibilidade de ganhar mais, porque funcionários ausentes não podem produzir, logo, a empresa perde a possibilidade de ganhar.

Contudo, não podemos colocar apenas o prejuízo financeiro como consequência do absenteísmo. Ele também causa sobrecarga de trabalho, despesas com horas extras, e até mesmo falha em planejamentos e cronogramas.

Isso sem contar que pode se tornar um comportamento recorrente em outros funcionários da organização, que podem se sentir desmotivados com a situação e passar a fazer a mesma coisa.

Mas afinal, por que esse problema acontece? Por que os funcionários continuam faltando mesmo podendo sofrer prejuízos em sua remuneração?

Vamos descobrir.

Principais causas do absenteísmo no trabalho

Muitas vezes podemos considerar o absenteísmo apenas como uma falta de responsabilidade do colaborador para com o seu emprego. Entretanto, essa se trata de uma conclusão muito simples e até mesmo equivocada.

Por isso, é preciso saber quais são as causas do problema, e não apenas presumir que seja falta de consideração do funcionário com seu empregador.

A seguir, preparamos algumas causas bastante comum do absenteísmo nas organizações, são eles:

  • Conflitos;
  • Problemas de saúde;
  • Sobrecarga;
  • Desmotivação;
  • Problemas com a liderança;
  • Baixa qualidade de vida no trabalho;
  • Problemas pessoais.

Conflitos

Os conflitos internos são uma das causas do absenteísmo dos colaboradores. Se o ambiente empresarial é muito hostil, existem práticas abusivas, falta de empatia ou favoritismo em relação a alguns funcionários o absenteísmo é quase certo.

Afinal, como o funcionário se sentirá disposto e motivado a enfrentar mais um dia de trabalho se o ambiente é possui todos esses conflitos? Com tudo isso, o absenteísmo acaba se tornando frequente.

Problemas de saúde

Problemas de saúde também representam uma grande parte do absenteísmo nas empresas.

Isso porque, os funcionários são seres humanos normais e estão sujeitos a ficarem doentes ou terem problemas de saúde.  Esse é um fator que não se pode prever, ninguém se programa para estar doente em determinada data.

Contudo, mesmo assim, essas ausências podem entrar para os índices de absenteísmo.

Agora, quando a empresa apresenta um grande número de afastamentos pela mesma causa, é necessário verificar se não se trata de um problema causado pelo próprio trabalho.

Em tempos de pandemia como esse que estamos vivendo atualmente, pode ser que as empresas tenham que lidar com um alto número de absenteísmo. No entanto, se trata de um fator externo e, nesse caso, cabe à empresa compreender o motivo.

Sobrecarga

Você sabia que a sobrecarga de trabalho pode fazer com que os colaboradores se ausentem?

Pois é, quando os funcionários estão muito sobrecarregados os níveis de estresse podem se elevar. Como consequência, o colaborador pode  não exercer suas funções de trabalho neste dia ou até mesmo precisar ir ao médico por problemas de saúde.

Além disso, quando funcionários são sobrecarregados sem devida recompensa ou estímulo positivo da parte de seus líderes, isso também fará com que eles se sintam desmotivados e acabem se ausentando de suas funções.

Desmotivação

Como vimos, a motivação é um fator importante para evitar o absenteísmo no trabalho. Funcionários motivados e engajados com a organização faltam menos e desenvolvem mais.

Agora, quando a sua organização não consegue motivar esses funcionários, pode acabar enfrentando problemas com absenteísmo. Sabe aqueles dias em que mal chegamos a um lugar e já pensamos em ir embora?

Nesses casos, não temos nenhuma motivação para estar naquele lugar, e o mesmo acontece com os funcionários, eles não se sentirão motivados a comparecerem nem mesmo concluírem sua jornada de trabalho de forma correta.

Problemas com a liderança

Os líderes e gestores também podem ser um agravante nos índices de absenteísmo.

Se a sua empresa possui líderes mal treinados, com pouca empatia ou gestores abusivos, dificilmente eles conseguirão motivar e engajar os funcionários, o que acabará refletindo nos índices de absenteísmo.

Práticas autoritárias, abusivas e até mesmo perseguição, podem causar diversos problemas ao colaborador, que não se sentirá motivado com seu trabalho e pode deixar de comparecer, até mesmo como uma forma de protesto.

Os líderes devem estar atentos aos seus liderados, perceber quando existe algum problema, uma falha na equipe ou qualquer outra coisa que possa estar deixando o colaborador desmotivado.

Para isso, sua empresa deve apostar em treinamento de liderança, práticas de feedback, pesquisas constantes sobre o clima organizacional e tudo que possa trazer dados sobre como andam as lideranças na empresa e a satisfação dos liderados.

Baixa qualidade de vida no trabalho

A qualidade de vida no trabalho é um fator extremamente importante quando se fala de absenteísmo.

Além de garantir  que a empresa tenha práticas que visem sua saúde mental e física, a qualidade de vida no trabalho permite que o colaborador se sinta bem em suas funções. .

A qualidade de vida pode se dar em diversos âmbitos, sendo em jornadas flexíveis, bons equipamentos de trabalho, preocupação com ergonomia e prevenção de acidente de trabalho, benefícios entre outras coisas.

Se o colaborador está em um ambiente que lhe proporciona pouco conforto, sem nenhuma proteção ou até mesmo que tenha que lidar com pressão o tempo inteiro, ele com certeza terá índices de absenteísmo altos.

Dessa maneira, a empresa deve estar sempre preocupada com a qualidade de vida dos colaboradores.

Problemas pessoais

Por último, podemos citar problemas pessoais como possíveis causas do absenteísmo. A mentalidade de que os problemas não interferem no trabalho do funcionário é bastante ultrapassada, afinal, se trata de uma só pessoa.

É extremamente difícil ficarmos bem em todas as áreas quando enfrentamos problemas pessoais, e por isso, os líderes devem estar atentos e perceber quando o funcionário apresentar baixa produtividade ou começar a elevar os seus índices de absenteísmo.

Talvez, em uma conversa, é possível descobrir se o colaborador está enfrentando algum problema e quem sabe até mesmo ajudá-lo.

Acima nós exploramos algumas situações que tanto partem do colaborador quanto da empresa, para você ver que nem sempre a ausência é culpa do funcionário. Em diversos casos a empresa tem muita participação nisso.

Como saber se minha empresa tem problemas de absenteísmo?

A grande questão desse problema é como a empresa pode saber os seus índices de absenteísmo. E para isso existem duas formas: o controle de jornada e o cálculo de absenteísmo.

Se a sua empresa não tem um controle de frequência dos funcionários, é impossível saber os números de absenteísmo. Afinal, qualquer ausência pode passar despercebida ou ao longo do tempo ser esquecida.

Para ficar mais claro, vamos usar uma situação.

Imagine que um funcionário peça para sair mais cedo em um dia da semana, e duas semanas depois ele falte sem justificativa, e na próxima ele chegue atrasado em 1 hora.

Com tantas preocupações no dia a dia, você conseguiria lembrar que ele está se ausentando em dias alternados?

É justamente esse o problema da falta de controle, o absenteísmo não acontece dois dias seguidos, ele pode acontecer em espaços de tempo e mesmo assim, representa um problema.

E o cálculo, serve justamente para que sua empresa saiba quais são seus níveis de absenteísmo.

Vamos descobrir como calculá-lo agora.

Como calcular o absenteísmo?

A primeira coisa que você deve saber é que qualquer ausência não programada do colaborador deve entrar no cálculo do absenteísmo, até mesmo as faltas justificadas. Isso porque, mesmo tendo uma justificativa, ele esteve ausente.

Então quer dizer que as férias também entram no cálculo?

Não, veja bem, somente devem entrar no cálculo do absenteísmo os funcionários ativos, aqueles que estão trabalhando atualmente.  Então, aqueles que estão de licença ou de férias, não entram nessa contagem.

O cálculo também pode ser individual ou total, no individual você calcula o nível de absenteísmo de um colaborador específico. Já no total, você calcula o absenteísmo da empresa ou setor inteiro.

Com os resultados a longo prazo, você consegue identificar alguns padrões, como ver se existem épocas em que seus funcionários faltam mais ou menos, e assim tomar ações para tentar corrigir a situação.

Então por exemplo, se a sua empresa notar que dias pré ou pós feriado costumam ter uma alta taxa de absenteísmo, talvez possa considerar utilizar práticas de home office ou banco de horas se possível.

Agora, quanto a fórmula utilizada para cálculo do absenteísmo irá depender do que você quer descobrir, o absenteísmo em horas ou faltas.

Para ambos os casos você pode usar a seguinte fórmula:

Absenteísmo = Número de dias ou horas de ausência / período de operação da sua empresa x 100.

Número de dias ou horas de ausência – Quantidade de dias ou horas em que os colaboradores faltaram ou se ausentaram em alguma parte do tempo.

Período de operação da sua empresa – Dias em que sua empresa funcionou, podendo utilizar as medidas: semana, mês ou ano. Lembrando que quando se trata de um dado anual, a empresa deve descontar férias, feriados. Assim como os dias, nesse campo devem ser somente consideradas as horas de trabalho dentro da jornada dos funcionários.

Agora que te mostramos como funciona a fórmula de absenteísmo, vamos descobrir como você pode controlá-lo.

Como controlar o absenteísmo?

Para ter os dados de absenteísmo e poder calculá-lo é necessário fazer a coleta e controle de absenteísmo. Para isso, como citamos mais acima, você precisa de um controle de ponto.

Assim, todas as ausências e até mesmo os atrasos e saídas antecipadas dos funcionários serão coletados e sua empresa terá como calcular o absenteísmo.

Agora, para controlar o absenteísmo de forma eficiente é necessário fazer com frequência a análise desses dados, assim sua empresa pode tomar ações preventivas e corretivas e diminuir este problema.

CPrincipais dúvidas do RH sobre absenteísmo

Você já aprendeu bastante sobre absenteísmo neste conteúdo, mas existem alguns pontos que precisamos tratar ainda. Acompanhe!

Como o RH pode ajudar a controlar o absenteísmo?

Quando se fala sobre controle de absenteísmo quem trabalha no RH, mais precisamente na gestão de pessoas, sempre pensa no que pode fazer para contornar a situação.

A primeira dica que temos, é que esses índices não podem ficar apenas no RH, de forma que os gestores e líderes de cada área precisam ter conhecimento desse problema para que juntos possam atuar na correção do problema.

É importante que os líderes tenham ciência para poder também ajudar seus liderados, e estar mais próximos deles.

Agora, as outras ações são de praxe, algo que irá ajudar não só a reduzir o absenteísmo mas também a melhorar a satisfação dos funcionários, sua produtividade e motivação.

Aqui estamos falando sobre medidas de prevenção de acidente de trabalho, boas práticas de ergonomia, treinamentos e desenvolvimento dos funcionários, e claro, sem esquecer do treinamento de líderes e gestores para lidar com essas situações.

Outras ações mais práticas que sua empresa pode fazer para motivar os colaboradores a diminuírem seu absenteísmo é a criação de campanhas de benefícios para quem tem baixo índice de absenteísmo. Ou até mesmo regras sobre desconto em benefícios oferecidos pela empresa, de acordo com a quantidade de faltas ou saídas antecipadas.

Mas para efetuar esses descontos sua empresa deve sempre observar se não irá contra a convenção coletiva ou as leis trabalhistas.

Quais faltas podem ser consideradas justificadas?

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), existem algumas faltas justificadas em lei, os motivos podem ser encontrados no artigo 473, e entre os principais estão:

Esses são apenas algumas das faltas justificadas, o artigo expõe mais algumas situações e você deve sempre lembrar de consultar a convenção coletiva, pois, às vezes, os dias de ausência em determinadas ocasiões podem ser maiores do que os previstos em lei.

Atestado também pode ser considerado absenteísmo?

Sim, o atestado médico pode ser considerado absenteísmo, pois como vimos acima, se trata de uma ausência de um funcionário ativo. Ou seja, dentre os dias previstos para ele trabalhar, ele não compareceu por motivo de doença.

E mesmo que seja uma ausência justificada deve entrar na contagem.

Agora, quando esse funcionário estiver afastado por licença-médica essa ausência não poderá ser considerada absenteísmo.

Qual a diferença entre absenteísmo e turnover?

A diferença entre absenteísmo e turnover, é uma dúvida interessante, ambos representam problemas organizacionais e um pode levar ao outro, todavia, são coisas diferentes.

O turnover significa rotatividade de funcionários, é a quantidade de funcionários que são dispensados ou pedem demissão da organização. Já o absenteísmo como vimos, são as ausências não programadas dos colaboradores.

E como um pode levar ao outro?

Bom, se a sua organização possui funcionários que faltam com frequência, isso pode sinalizar uma insatisfação. E pode ser que em breve o funcionário peça seu desligamento, ou a empresa acabe demitindo este funcionário. Por isso, dizemos que uma alta taxa de absenteísmo pode levar a uma alta taxa de turnover.

Agora sim, vimos tudo sobre absenteísmo. Mas temos uma dica para você antes de finalizarmos!

Controle o absenteísmo da sua empresa com o PontoTel!

Nós te mostramos como fazer o cálculo do absenteísmo, mas saiba que existe uma forma mais fácil de realizar essa tarefa. Basta ter um sistema de ponto eficiente como o PontoTel.

O PontoTel é um software de RH, focado em gestão de pessoas, ele controla a jornada de trabalho dos seus funcionários e apresenta relatórios personalizados de acordo com os dados que você precisa.

Você pode ter dados sobre o absenteísmo da sua empresa em poucos cliques dentro do sistema. Além disso, você também terá acesso a um painel de acompanhamento que mostrará os eventos de acordo com o que você deseja saber.

É possível ver os apontamentos, eventos ou números de banco de horas em gráficos de acordo com o período escolhido.

Quer conhecer esse painel na prática? Realize o cadastro abaixo no formulário abaixo e ligaremos para você em até 15 minutos dentro do horário comercial!

Conclusão

O absenteísmo é um assunto extenso, contudo, super importante para sua empresa, aqui nós vimos o que ele significa, quais as suas consequências, o que pode levar uma empresa a ter altos números de absenteísmo e ainda demos algumas dicas importantes para controlar a situação!

Se você é um profissional de RH, e está buscando saber mais sobre gestão de pessoas, leis trabalhistas e controle de jornada, continue sua visita ao nosso blog e confira outros conteúdos.

Gostou desse conteúdo? Não esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais.

Aline Fernandes, é jornalista, especialista em marketing digital e redatora do blog da PontoTel sobre Recursos Humanos e Administração de Empresas.

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti