(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Como funciona e porque é uma ótima oportunidade para empresas?

Como funciona e porque é uma ótima oportunidade para empresas?

Provavelmente você já ouviu falar do PIX e até mesmo já pode ter usado. O recurso lançado em novembro pelo Banco Central, tem revolucionado o jeito de movimentar dinheiro. Mas, você realmente entende a sua finalidade e como ele pode ser positivo para o seu negócio? É sobre esse tema que iremos falar hoje. Mas primeiro vamos explicar como o PIX surgiu e o porquê.

Como surgiu o PIX e porquê?

Em fevereiro, o Banco Central anunciou o lançamento do PIX, com o intuito de facilitar, agilizar e tornar as operações bancárias mais baratas. O que é um avanço enorme, tendo em vista que até então as modalidades disponíveis (TED, DOC, boleto e cartão), trazem restrição de horário de funcionamento e com isso o dinheiro pode demorar até cair na conta, além de que dependendo do seu banco ou pacote de serviços, essas modalidades apresentam a cobrança de taxas adicionais. 

Com o PIX o dinheiro vai de uma conta para outra quase em tempo real, podendo ser utilizado em qualquer dia da semana e em qualquer horário. Não importa mais qual é o meio de pagamento, e sim se a conta que o cliente está usando está integrada ao PIX. 

A proposta é digitalizar de vez os meios de pagamento no Brasil, criando um novo sistema financeiro, reduzindo custos, sendo muito mais ágil e sem burocracias. Uma ótima oportunidade para se fazer pagamentos e transferências entre pessoas físicas, empresas e até mesmo órgãos governamentais.

Como funciona o PIX?

O PIX funciona por meio do Sistema de Pagamentos Instantâneos, o SPI. O serviço é gerido e operado pelo Banco Central, por meio do Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos (Deban), e está conectado às contas PI das instituições participantes (fintechs, bancos e cooperativas de crédito). 

Para usar o PIX, é necessário que quem está pagando e recebendo, tenha uma conta no banco, seja pessoa física ou jurídica, instituição de pagamento ou fintech autorizados pelo Banco Central. Na hora de fazer uma transação, o PIX vai aparecer no aplicativo como uma das opções para concluir a operação. 

Como aderir ao PIX? 

O primeiro passo para aderir ao PIX é criar a chave PIX. Para isso, a pessoa deve usar os canais de atendimento do banco ou instituição financeira onde tem conta. Isso pode ser feito pelo app do celular, pelo internet banking ou nas agências. 

Para criar a chave, a pessoa ou empresa precisa usar uma dessas formas de identificação: CPF/CNPJ, e-mail, número de telefone celular ou a chave aleatória. A chave aleatória é uma forma de receber um PIX sem precisar informar dados pessoais. É como um login, ou seja, um conjunto de números, letras e símbolos gerados aleatoriamente que identificará a conta do destino de recursos. 

Porque o PIX é uma excelente oportunidade para as empresas?

Com o PIX, as empresas terão mais uma opção para receber pagamentos além de dinheiro físico, boleto, cartão de débito ou crédito e transferência. Afinal, com o PIX: Os pagamentos vão ser diretos entre pagador e recebedor (sem intermediários que normalmente tornam as transações mais caras e demoradas) e os custos das transações serão menores do que de outros meios de pagamento.

Se você precisa de uma consultoria e deseja ter a sua disposição uma empresa que pode auxiliar em toda a área contábil de sua empresa, conte com a Fazenda Contabilidade.

Conheça nossa Consultoria Financeira

Entre em contato conosco pelo WhatsApp ou através do número (41) 3627-1179, a nossa equipe está pronta para ajudar a sua empresa.

Fonte: Fazenda Contabilidade

Fiscal Ti