(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Fit cultural. saiba como aplicar na sua empresa

Fit cultural. saiba como aplicar na sua empresa

Se você se candidatou para alguma vaga recentemente ou trabalha no setor de Recursos Humanos, certamente já ouviu falar de fit cultural.

Para os talentos que buscam uma oportunidade no mercado de trabalho, o fit cultural aparece como uma etapa no processo de recrutamento e seleção.

Assim, o profissional realiza uma avaliação e, caso as suas respostas sejam compatíveis com as respostas da empresa, significa que o mesmo tem o perfil da empresa, e mais chances de conseguir a vaga.

Para o RH, efetuar um teste de fit cultural garante vantagens a longo prazo, como a redução de turnover e absenteísmo.

Mas, afinal, como isso funciona? Como aplicar e avaliar o fit cultural no meu recrutamento e seleção? Quais são os outros benefícios de realizá-lo?

Vamos responder essa e mais dúvidas ao longo desse texto, por isso, fique atento!

A seguir, veja os tópicos que iremos abordar nesse artigo:

Vamos lá?

O que é fit cultural?

Todos nós temos objetivos e sonhos, não é mesmo?

Todavia, nem sempre essas nossas características são as mesmas de outras pessoas. No ambiente corporativo, esses objetivos e sonhos são traduzidos a partir da missão, valores e visão que uma empresa possui. Por conseguinte, esses elementos refletem na cultura organizacional, que é a essência da empresa.

Recrutar e reter talentos que possuem similaridades com a cultura organizacional é muito importante. Afinal, isso garante um alinhamento entre o colaborador e a organização e, dessa forma, ambos podem crescer lado a lado em busca dos mesmos objetivos.

E é aí que entra o fit cultural, que nada mais é do que uma avaliação feita para buscar a harmonia entre o perfil do profissional e a empresa na qual ele se candidatou.

Em suma, o fit cultural tem o objetivo de encontrar candidatos para uma determinada vaga que possuam valores, missões e visões semelhantes com os da empresa. Simples, não é mesmo?

Para isso, é ideal colocar o candidato em situações reais e práticas, e existem diversas formas de fazer isso, falaremos ainda nesse texto.

Dessa forma, isso faz com que o seu RH tenha informações sobre esse profissional que vão muito além das tradicionais cartas de apresentação ou currículos.

Nas cartas de apresentação ou currículos, é comum encontrarmos características mais técnicas e específicas do profissional, como experiências anteriores, soft skills, formação acadêmica e idiomas.

Todavia, com a avaliação do fit cultural, é possível saber muito mais do que isso, como:

  • O que o profissional faria para solucionar problemas;
  • Qual é a sua lógica na tomada de decisões;
  • Como ele trabalha em equipe;
  • Características de sua personalidade;
  • Comportamentos em relação a mudanças no ambiente corporativo;
  • As suas prioridades em relação a benefícios e formas de remuneração;
  • Modelos de jornada de trabalho que prefere, entre outros.

No próximo tópico, entenda qual é a importância do fit cultural para avaliar os candidatos!

Qual é a importância do fit cultural para avaliar os candidatos?

Colaboradores motivados e engajados com as suas atividades na empresa têm maior produtividade e, consequentemente, atingem as metas estabelecidas. E esse é o sonho de qualquer RH, não é mesmo?

No entanto, para atingir esse estado de excelência, algumas medidas devem ser tomadas, e aqui já podemos adiantar que são as pequenas mudanças que trazem grandes resultados.

O fit cultural é importante, pois garante resultados positivos e permite que você visualize o crescimento de sua empresa a longo prazo.

Para que você entenda mais sobre isso, não deixe de conferir os próximos tópicos.

Contratações certeiras

Quando o processo de recrutamento e seleção não é bem estabelecido e nem é feito de forma estratégica, as chances de contratar funcionários que não possuem o perfil da empresa e da vaga são maiores.

Para resolver esse problema, existem diversas alternativas, e uma delas é construir um processo seletivo baseado no fit cultural.

Caso o seu RH faça isso, as chances de obter melhores resultados aumentam significativamente, e os novos talentos contratados não terão apenas o perfil da vaga, mas também o perfil da empresa.

Colaboradores envolvidos e motivados

Quando a contratação é certeira e baseada no fit cultural, o novo talento irá se adaptar com mais facilidade ao novo ambiente de trabalho.

Isso, pois o seu perfil comportamental e profissional estão de acordo com o perfil da empresa.

Aqui, podemos incluir não só a remuneração, mas também:

  • Pacote de benefícios;
  • Equipe engajada;
  • Líderes competentes;
  • Jornada flexível;
  • Treinamento e desenvolvimento.

Tudo isso, oferece ao novo colaborador a tão sonhada qualidade de vida, o que significa que a empresa se preocupa com o funcionário no âmbito profissional e pessoal. A qualidade de vida não só no trabalho é a peça chave para envolver e motivar os seus colaboradores a atingirem as metas estabelecidas.

Em suma, os funcionários motivados entregam melhores resultados para a organização, por apresentar uma alta performance.

Isso acontece principalmente pela vontade de crescer ao lado da empresa, pois o funcionário se considera um agente necessário para isso, já que a empresa o reconhece dessa mesma maneira.

Diminuição de turnover e absenteísmo

Um alto índice de turnover pode ter várias causas, incluindo falhas no recrutamento e seleção. Reter e desenvolver os colaboradores é uma tarefa designada ao RH.

Em vista disso, quando existe uma grande rotatividade de funcionários na empresa, significa que essa função não está sendo cumprida da melhor forma por esse setor.

Funcionários vêm e vão o tempo todo, encontram novas oportunidades e mudam de objetivos. Mas, quando o processo seletivo é feito baseado no fit cultural, é possível saber se aquele profissional possui os requisitos necessários para a vaga e está de acordo com o que a empresa pode oferecer a ele.

Como consequência, o índice de turnover será menor, pois é certo que ele permanecerá mais tempo na empresa. Afinal, você estará contratando o profissional ideal que se identifica com as características da empresa.

O mesmo vale para as taxas de absenteísmo, afinal, quando você admite o talento certo para a vaga, as chances dele se sentir motivado e engajado em relação à empresa são muito maiores. Tudo isso evita as faltas injustificadas ou atrasos em excesso.

Fit cultural: passo a passo para o RH

Na maioria das vezes, os processos seletivos que envolvem o fit cultural são divididos em algumas etapas. Confira:

  1. Inscrição para a vaga
  2. Fit cultural
  3. Entrevista com o gestor da área/ RH/ Time
  4. Feedback.

No entanto, isso pode variar de acordo com a empresa.

Aqui, vale ressaltar que aplicar o fit cultural na sua empresa não significa admitir profissionais iguais, mas sim que possuam objetivos similares com os da empresa. A diversidade é algo que agrega muito ao ambiente corporativo e não deve ser deixada de lado.

Sem mais delongas, a seguir veja como aplicar o fit cultural no processo de seleção da sua empresa!

Entenda qual é o fit cultural da sua organização

Para entender qual é o fit cultural da sua organização, primeiro é preciso entender qual é a sua cultura organizacional. Para isso, o RH pode realizar um mapeamento que aponta as principais características da cultura.

Nesse caso, é imprescindível que a sua missão, valores e visão estejam bem estabelecidos.

Após isso, é possível entender quais são os traços da sua cultura organizacional que você irá buscar em um candidato.

Identifique o perfil comportamental que você procura

A seguir, confira um exemplo que separamos para você.

Imagine um profissional de gestão de pessoas que está buscando uma oportunidade, e se candidata em uma empresa mais descontraída, uma startup. Esse profissional tem um perfil mais fechado e tradicional, afinal, passou anos trabalhando em ambientes corporativos tradicionais, como o ambiente bancário.

Para o cargo de gestão de pessoas, sabemos que é exigido que ele apresente um bom relacionamento interpessoal, seja comunicativo, saiba empoderar os colaboradores, entre outras características.

Afinal, esse profissional deve ser aquele que acolhe os funcionários e está sempre disposto a tirar dúvidas, garantir motivação e promover uma boa cultura organizacional.

No entanto, nesse caso, a startup está buscando um profissional com perfil de liderança, porém mais informal, sem a cultura tradicional que esse candidato colecionou durante sua experiência profissional. Dessa forma, ele não se adequa ao perfil da vaga para aquela empresa.

Faça dinâmicas em grupo

As dinâmicas em grupo durante o processo seletivo também funcionam como parâmetro para avaliar o fit cultural do candidato.

Essas atividades podem ser feitas tanto no modelo online quanto no presencial, e ajudam a identificar as habilidades técnicas e comportamentais do candidato em determinadas situações.

No entanto, para que sejam de fato efetivas, é essencial planejar previamente as dinâmicas em grupo e fazer as perguntas certas nos momentos certos.

Para conhecer as melhores dinâmicas em grupo, leia também: “Dinâmica em grupo: O que é e as 6 melhores para se fazer!”

Fit cultural: principais tópicos para perguntas

Em vista de conhecer melhor o candidato, é essencial fazer boas perguntas, não é mesmo?

Dessa forma, o ideal é que o RH centralize as perguntas nos objetivos de carreira, valores do profissional e soft skills.

Além disso, a dica mais valiosa é ser transparente com o candidato e deixá-lo a par em relação à remuneração, benefícios e plano de carreira dentro da empresa.

Conclusão

imagem de duas pessoas se cumprimentando em um aperto de mão

O fit cultural é uma tendência que cada vez mais faz parte dos processos de recrutamento e seleção.

Além de garantir contratações certeiras e promover o alinhamento entre a empresa e o candidato, essa técnica pode colocar a sua empresa à frente de seus concorrentes por garantir a retenção de talentos.

Ao longo da sua leitura explicamos o que é o fit cultural, suas principais especificidades, importância e também apresentamos um passo a passo para aplicá-lo no seu RH.

Para conferir assuntos relacionados a administração de empresas e RH, confira outros artigos em nosso blog.

Isabela, é redatora do blog da PontoTel sobre Recursos Humanos e Administração de Empresas, especialista em marketing de conteúdo e apaixonada pela escrita!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti