(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Como funciona o pagamento quinzenal para empresas?

Como funciona o pagamento quinzenal para empresas?

O pagamento quinzenal, ou adiantamento quinzenal, é o pagamento de uma parcela do salário referente aos dias já trabalhados do mês. Nem toda empresa oferece essa possibilidade, não é mesmo? 

Porém, isso pode ser bastante vantajoso para tornar seu negócio mais competitivo, além de atrair e reter profissionais. Mas como funciona o pagamento quinzenal? É trabalhoso ou simples?

Pensando nisso, resolvemos ajudar trazendo um conteúdo detalhado sobre o que envolve essa prática:

  • Quais as regras desse benefício?;
  • Como calcular?;
  • O que a lei diz sobre o assunto?;
  • Quais as vantagens e desvantagens?;
  • Quais as formas de pagamento quinzenal

Se quiser entender se esse benefício vale a pena ou não, acompanhe a leitura até o fim!

Como funciona o pagamento quinzenal?

Ele é considerado um adiantamento. A empresa simplesmente concede uma parcela do salário ao colaborador antes da sua data usual. 

O valor é descontado normalmente na folha de pagamento, obedecendo regras particulares de cada organização. Embora não seja obrigatório, geralmente esse valor é de 40% em relação ao salário mensal do trabalhador, devendo ser pago entre os dias 15 e 20 de cada mês. 

Caso a empresa opte por oferecer essa modalidade, isso passa a ser regra para todos os funcionários, sem exceção!

E o que a legislação diz

Não existem regras específicas sobre como deve funcionar o pagamento quinzenal, sendo necessário estabelecer um acordo particular entre empregado e empregador. 

A CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) não obriga as empresas a oferecerem o adiantamento. Portanto, ainda é opcional. Mas isso não significa que pode ser feito de qualquer maneira. As organizações precisam ficar atentas em relação a esse benefício para que não vire uma dor de cabeça.

De que forma o adiantamento quinzenal pode ser feito?

Basicamente, existem 3 maneiras de oferecer o pagamento salarial: vale, cartão multi benefícios e salário sob demanda. Cabe aos gestores analisarem a situação financeira e social da instituição para decidir o melhor caminho. 

Calculando o valor de pagamento

É fácil descobrir o valor de pagamento! Vamos ver um exemplo?

Se o trabalhador recebe R$ 1.000,00 de salário e deseja receber pelos 15 dias já trabalhados, o cálculo será:

1.000 (salário) x 40% (ou 0,4, que é o percentual padrão de adiantamento) / 30 (os dias do mês) x 15 (os dias trabalhados) = R$ 200,00

Não há descontos no adiantamento ou pagamento quinzenal, pois o cálculo de impostos, férias, INSS e demais encargos incide sobre o valor integral do salário. Ou seja, os descontos são realizados sobre o pagamento principal, aquele feito até o 5º dia útil do mês, e não sobre o adiantamento. Portanto, o valor do adiantamento é líquido.

Agora atenção! Sua empresa poderá ter problemas se você cancelar o benefício de repente. 

Mesmo sendo uma liberalidade, caso você faça vários adiantamentos, sempre nas mesmas datas e condições durante um longo tempo, essa ação poderá ser considerada uma “violação da boa fé”. 

Isso porque você terá criado uma expectativa no trabalhador, que poderá ter contraído obrigações financeiras por conta da confiança no pagamento recorrente.

Agora que você entende melhor o benefício funciona, é hora de descobrir os prós e contras para seu negócio. Continue lendo!

Quais as vantagens e desvantagens do pagamento quinzenal?

Não dá pra negar que ser diferenciado dentro do mundo corporativo é uma luta constante. Porém, não é só a concorrência que exige esse esforço, mas também a época em que estamos vivendo!

Os efeitos da pandemia trouxeram ainda mais urgência para as empresas se destacarem, seja por conta da crise econômica, do aumento da exigência do consumidor e de outros fatores.

Logo, é cada vez mais importante que as empresas invistam em estratégias para trazer diferencial competitivo. Uma delas é o pagamento quinzenal. Mas como ele ajuda? 

Esse benefício ajuda o colaborador a resolver questões financeiras, reduzindo o estresse e aumentando a produtividade. Além disso, quando você demonstra preocupação com seu colaborador, favorece e estreita a sua relação com ele. 

Mas é preciso ficar atento às dificuldades. Essa prática também exige que a empresa tenha uma ótima gestão financeira. Sem o devido acompanhamento, a empresa se torna suscetível a riscos e contestações legais. 

Caso a sua empresa já tenha uma excelente organização financeira, o pagamento quinzenal oferece mais vantagens do que desvantagens. Confira as principais:

  1. não compromete o seu fluxo de caixa;
  2. favorece a relação com o colaborador;
  3. valoriza o funcionário;
  4. aumenta a produtividade do trabalhador;
  5. colabora para a atração e retenção de talentos;
  6. contribui para a imagem da empresa;
  7. gera mais estímulos no colaborador.

No próximo tópico, veremos como dar os primeiros passos para tornar o benefício uma realidade na sua empresa!

Quero oferecer, mas por onde começar?

Mesmo não fazendo parte da legislação, é essencial que a empresa saiba como funciona o adiantamento salarial e elabore uma política interna em relação a isso.

Evite fazer de qualquer jeito para não ter problemas depois.

Ao criar a sua política, você deve deixar claro para o colaborador qual é a data de pagamento e modelo adotado. Além disso, todo funcionário recém admitido deve ser informado sobre esse benefício, de preferência por meio de algum manual ou contrato escrito.

Fonte:Xerpa

Fiscal Ti