(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

O que é um Saas, como funciona e como adotar!

O que é um Saas, como funciona e como adotar!

2021, de acordo com a Gartner, consultoria na área de tecnologia. Para quem não sabe, o SaaS (Software as a Service) é um modelo de serviço baseado em nuvem.

Isso quer dizer que o sistema SaaS funciona virtualmente e seu acesso elimina as necessidades de instalação de programas. O acesso desse tipo de sistema requer apenas internet e o que possibilita que ele seja  multiplataforma.

As facilidades desse sistema inclusive se destacam nos números, já que de 13 mil startups no país, 41.9% se utilizam de SaaS, segundo dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups).

Mas, de fato, o que é SaaS e como ele funciona? Este artigo vai responder essa e outras questões, abordando os seguinte assuntos:

Se interessou pelo tema? Então, siga em frente para saber mais sobre ele. Boa leitura!

O que é um Software as a Service?

Software as a Service na tradução literal significa Software como Serviço. Em poucas palavras, a definição de SaaS pode ser: um sistema que fica alocado na nuvem.

Isso quer dizer que o software nesse caso pode ser acessado remotamente, de forma rápida e prática. Quem opta por contratar um Software as a Service o faz pensando nele como um caráter de serviço.

Afinal, a contratante irá se utilizar do software conforme as suas necessidades de funcionalidade, sempre optando pelas funções que melhor lhe atendem.

Exemplos de SaaS

No mercado existem diversos modelos que se encaixam dentro do serviço de Software as a Service, sejam eles gratuitos ou pagos. Muitos deles inclusive fazem parte da rotina de muitos profissionais. Entre os principais exemplos de SaaS a se destacar estão:

  • Gmail;
  • Outlook;
  • Google Drive;
  • Onedrive;
  • Dropbox;
  • Netflix;
  • Spotify;
  • Paypal;

Cada um desses serviços oferecem funcionalidades distintas, mas possuem em sua essência a solução SaaS, já que podem ser acessados nas mais diversas plataformas via nuvem – celular, PC e tablet.

Dados do mercado SaaS no Brasil

Expansão, essa é a palavra que pode definir o mercado SaaS no Brasil. Ao longo dos anos esse tipo de serviço ganhou corpo e hoje movimenta bilhões de dólares.

Não à toa, um estudo de anos atrás, realizado pela consultoria Capgemini, revelou que o Software as a Service tinha a preferência no mercado empresarial em comparação a outros tipos de serviços – IaaS e PaaS.

Mais de 73% dos representantes das empresas optaram pelo SaaS em relação a outros serviços. São Paulo (50%), Santa Catarina (16,3%) e Minas Gerais (11,3%) aparecem no top 3 de empresas SaaS, indicou dados levantados pela SaaSholic com a Rock Content.

O principal faturamento dos serviços SaaS, cerca de 81% dos clientes, está focado em serviços de Server Message Block (SMB), que está ligado ao acesso compartilhado a documentos, arquivos, comunicações e etc, mostrou a mesma pesquisa.

A StartupBase mostrou ainda que os nichos de mercado de Educação (7,19%) e Finanças (4,27%) são os que mais se destacam e que são escolhidos por empresas de Software as a Service.

Qual a diferença entre SaaS, IaaS, PaaS e HaaS?

O mercado tecnológico oferece inúmeros recursos que muitas vezes se confundem devido às suas abreviações. No caso dos serviços virtuais, em nuvem, como o SaaS, a realidade não é diferente.

Ao buscar novidades nessa área é comum se deparar com outras siglas como IaaS, PaaS e HaaS. Porém, quais as diferenças entre esses serviços? Abaixo você confere mais detalhes sobre essas soluções.

SaaS

Como dito anteriormente, o SaaS é um sistema baseado em nuvem que não exige a compra de licenças. O serviço normalmente é oferecido por meio de assinaturas e em muitos casos algumas das funcionalidades são gratuitas, como é o caso do Gmail, por exemplo.

IaaS

IaaS é a abreviação de Infrastructure as a Service ou infraestrutura como serviço. Ele está mais ligado à questão física do negócio.

Ou seja, dentro de uma solução em nuvem, o IaaS seria o serviço ligado à infraestrutura de TI como roteadores e servidores que servem para hospedagem, redes e armazenamento.

Em 2020, o mercado de IaaS alcançou um faturamento superior a US$ 64 bilhões, revelou uma pesquisa do Grupo Gartner.

PaaS

O PaaS ou Plataforma como Serviço é o responsável pelo ambiente onde os serviços em nuvem serão construídos. Assim como o IaaS ele está ligado à infraestrutura em si e ao espaço para desenvolvimento.

No PaaS é que surgem as criações de softwares, além de hospedagem de sites, e-commerces, aplicativos e outros.

HaaS

HaaS (Hardware as a Service) é o Hardware como Serviço.

Ao se utilizar desse modelo tecnológico, a empresa não tem a necessidade de comprar equipamentos que ofereçam o hardware necessário para sua rotina, ela apenas aluga o “ambiente virtual” e a estrutura da empresa que oferece o serviço.

Sejam serviços de processamento de dados aos de rede. Desta forma não existe a necessidade de ter um equipamento de última geração para utilizar o serviço, já que ele será executado na nuvem e pode ser acessado remotamente pelo cliente.

Como funciona um software as a service?

Para explicar o funcionamento de um Software as a Service de forma prática é preciso lembrar de como era o processo de instalação de software há alguns anos no computador, que obrigatoriamente se utilizava de uma mídia física (CD) ou via download.

O processo de funcionamento do SaaS é parecido, contudo, não existe a necessidade de instalação de um programa, já que o sistema é alocado num servidor na nuvem, isto é, em servidores da internet.

Comumente, para acessar um Software as a Service, o usuário precisará apenas de internet e deve utilizar um login e senha para entrar no sistema.

No mercado, o SaaS se enquadra num modelo conhecido como one-to-many, onde um serviço é oferecido para milhares de pessoas, físicas ou jurídicas, com recursos diversos e personalizáveis.

Quais as características de um SaaS?

O SaaS é um sistema que possui características próprias e que são os pilares que fazem com que esse sistema seja tão atrativo para os clientes, do público geral a grandes empresas. É possível destacar entre os atributos do Software as a Service:

  • Serviço digital e hospedado na nuvem;
  • Acesso multiplataforma – computadores – desktops e notebooks – tablets, celulares (iOS ou Android);
  • Não exige a compra de licença do programa;
  • Funciona por meio assinaturas, conforme necessidade do cliente;
  • Manutenção e upgrades são de responsabilidade da fornecedora do serviço;
  • Oferecimento de serviços básicos, às vezes até gratuitos, e premiums;
  • Integração e implementação externa com APIs;

Essa características inclusive é que são a base para que o sistema possua diversas vantagens, que serão destacadas no tópico a seguir.

Quais vantagens o SaaS oferece para a empresa?

A adoção de um Software as a Service pode trazer diversos benefícios para as empresas, desde uma facilidade de acesso, ao que é armazenado, a uma possibilidade de mensuração de gastos mais assertiva.

Abaixo você confere as principais vantagens do SaaS.

Acessibilidade, mobilidade e flexibilidade digital

Independentemente do local ou horário, o funcionamento em nuvem estará disponível a qualquer momento para o cliente que contrata um Software as a Service.

Isto permite que a empresa tenha maior acessibilidade, mobilidade, flexibilidade e praticidade no acesso a dados e documentos do sistema. Facilitando inclusive a execução de tarefas por parte dos profissionais da companhia.

Acesso ao sistema multiplataformas

De encontro com a acessibilidade, o SaaS também possui uma grande vantagem que é a possibilidade de ser acessado por multiplataforma e por sistemas operacionais distintos.

Ou seja, é possível acessar o sistema por um computador, notebooks ou desktops, celulares e tablets. Além disso, muitos sistemas possuem apps que estão disponíveis nos sistemas Android e iOS.

Ótimo custo-benefício

O custo-benefício é uma das principais vantagens do Software as a Service.

Como esse tipo de serviço não exige o pagamento de licença pelo uso, a empresa pode optar pela funcionalidade que atenda suas necessidades, pagando um valor fixo, que contribui para mensurar gastos e planejar custos a curto e médio prazo.

Facilidade de upgrade e atualizações

O bom custo-benefício também vai de encontro às facilidades de upgrade que o SaaS oferece à empresa. Isso porque quem oferece esse tipo de serviço é responsável por qualquer tipo de correção ou atualização do sistema.

Isso elimina a necessidade do usuário instalar novos programas, atualizar manualmente os sistemas ou qualquer tipo de preocupação neste sentido.

Os upgrades costumam ser feitos pela empresa SaaS diretamente na nuvem sem que interfira no acesso ou no funcionamento do serviço.

Funcionamento em nuvem

A facilidade de acessar um serviço de onde o usuário estiver permite uma flexibilidade que abre portas para novos negócios.

Afinal, um representante da empresa pode estar longe da mesma que pode acessar os mesmos arquivos e documentos que estariam disponíveis na sede da empresa.

Aumentando inclusive a segurança no armazenamento de documentos, evitando que algo se perca ou deteriore com o tempo.

Integrações facilitadas

Outra vantagem a se destacar do Software as a Service é a flexibilidade que o serviço tem em relação a integrações. Esse tipo de solução, em muitas situações, é completamente personalizável em relação ao que a empresa necessita.

Empresas que oferecem esse tipo de serviço costumam dar ao contratante um leque de opções com funcionalidades das mais simples às mais complexas, com aplicações que se adequam aos processos da empresa.

Como adotar um software as a service

A adoção de um Software as a Service na rotina das empresas exige da organização um planejamento prévio para que os custos não pesem para a companhia. Isso quer dizer que mesmo com um preço acessível, o SaaS deve ter uma utilidade no dia a dia da empresa.

Por isso, para implantar o SaaS é recomendado seguir alguns passos, que serão destacados abaixo.

Analise as necessidades da empresa

O primeiro passo para contratar esse tipo de serviço é fazer uma análise da necessidade de se contar com soluções em nuvem.

O ideal é questionar a usabilidade de ferramentas de armazenamento, hardwares, softwares, gerenciamento de projetos, controle de jornada e outros.

A partir das respostas desses questionamentos é que a empresa deve tomar uma decisão sobre utilizar ou não o SaaS na sua rotina.

Mensurar os gastos com o sistema

Mensurar gastos e também analisar previamente as perspectivas desses serviços a curto, médio e longo prazo são extremamente importantes.

Além de inserir esse custo de serviço no orçamento da organização é necessário entender as funcionalidades do serviço e identificar quais podem contribuir para o crescimento da empresa.

Contar com uma empresa parceira

A implementação de sistemas, principalmente em um serviço premium e mais robusto, exige um trabalho em conjunto entre a empresa contratada e a contratante.

Isso quer dizer que é essencial que haja um acompanhamento de perto, com técnicos capacitados, para implementação do SaaS na empresa de forma assertiva.

Afinal, é por meio dessa parceria que a utilização de uma ferramenta será utilizada da maneira correta. Portanto, o ideal na adoção desse tipo de software é buscar por empresas renomadas e que foquem nos resultados.

Priorizar a integração

É primordial que muito mais do que facilidades, esse sistema tenha uma integração entre todas as áreas da companhia. Isso quer dizer que a automatização deve contemplar uma centralização dos processos para que as execuções sejam mais ágeis e práticas.

Já que assim, setores distintos podem acessar documentos, a qualquer hora e lugar, e independentemente da saída de um funcionário, um novo colaborador conseguirá partir de onde as coisas pararam, sem perda de acesso a conteúdos anteriores.

Portanto, ao buscar o SaaS, é fundamental analisar essas funcionalidades antes da contratação.

Contar com testes gratuitos

Realizar testes prévios na ferramenta pode facilitar a definição da contratação do SaaS.  Atualmente muitas empresas oferecem esse período gratuito para que o cliente tenha uma experiência real do sistema e essa facilidade deve ser solicitada e aproveitada.

Aliás, de acordo com a pesquisa SaaS Customer Acquisition, mais de 44% das empresas de Software as a Service colocam à disposição dos clientes a possibilidade de fazer uma experiência gratuita do serviço, antes de contratá-lo.

Conheça o PontoTel – E tenha o melhor serviço de gestão de ponto!

O Software as a Service também tem um impacto direto em boa parte das rotinas empresariais, contribuindo inclusive para que muitos processos considerados burocráticos sejam agilizados e automatizados.

Um deles é o controle de jornada, que via SaaS, pode ser gerido de forma mais prática e segura. Nesse campo, o que se destaca é a plataforma de gestão de ponto do PontoTel.

Com esse serviço as rotinas de controle de jornada e do tratamento de ponto se tornam mais rápidas e descomplicadas. Isso porque, com o sistema PontoTel é possível:

  • Centralizar o ponto da empresa em um único sistema;
  • Acessar dados em tempo real a qualquer hora e lugar;
  • Gerir o ponto via plataforma da web ou aplicativo;
  • Aprovar remotamente os dispositivos para registro do ponto;
  • Integrar com sistemas API, banco de dados, FTP e webservice;
  • Registrar o ponto por celular, tablet, telefone, OCR, código de barras, WhatsApp (Beta) ou Importação do REP;

Quer saber mais sobre as facilidades da ferramenta? Então, agende gratuitamente uma demonstração gratuita com a equipe do PontoTel.

Conclusão

Com a evolução tecnológica, muitos serviços surgiram como facilitadores das rotinas empresariais.

Um dos facilitadores que se encaixa neste sentido é o SaaS. Por meio dele, como dito ao longo deste conteúdo, houve uma grande flexibilidade no gerenciamento e armazenamento de informações e conteúdos.

Sem contar que com o Software as a Service o acesso a dados importantes foi facilitado, sendo a Internet o principal recurso para que isso ocorra.

Além disso, por seu caráter virtual, o SaaS oferece ainda os recursos multiplataforma. Isso quer dizer que a empresa acessa o serviço a qualquer hora ou lugar por diversos equipamentos – computadores, tablets ou celulares.

Outro ponto importante que você pôde ver neste conteúdo é que o Saas facilita também uma mensuração de gastos, principalmente porque o serviço costuma ter um preço fixo, muitas vezes acessível, facilitando o planejamento financeiro.

Isso porque no SaaS, boa parte dos serviços são personalizáveis, conforme o que a empresa precisa e deseja. Desde serviços básicos, que podem até ser gratuitos como os de e-mail, até premiums.

Gostou de saber o que é e como funciona o SaaS no mercado? Então, compartilhe esse artigo nas suas redes para que mais pessoas conheçam a importância desse serviço no mercado atual.

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti