(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Transição de carreira – Quando mudar e por que mudar?

Transição de carreira – Quando mudar e por que mudar?

A insatisfação de estar há muitos anos no mesmo cargo, receber um salário inadequado pelo trabalho executado ou até de não encontrar colocação no mercado na área de formação, podem levar o indivíduo a sentir vontade de mudar de vez o rumo e realizar a transição de carreira.

Além disso, para ter certeza de que a saúde mental está em dia e evitar picos de estresse desnecessários, é essencial estar inserido em um ambiente de trabalho satisfatório, onde os objetivos e projeção de carreira da sua função de fato coincidam com os seus planos futuros.

Você já pensou em mudar completamente de carreira

Apesar de parecer um processo complexo, quando bem executada, a transição de carreira pode gerar resultados extraordinários em todas as áreas da vida. Através da satisfação de fazer o que se gosta, o trabalho pode render muito mais.

Quer entender um pouco mais sobre como funciona na prática a transição de carreira e por onde começar? Continue lendo o artigo!

Confira os tópicos que serão abordados aqui:

Boa leitura!

O que é uma transição de carreira?

Fazer uma transição de carreira é, basicamente: passar para uma nova etapa da vida profissional, partindo do princípio da insatisfação com a carreira atual.

É fato que pensamos na carreira que pretendemos seguir desde muito cedo. Ainda na infância, a pergunta que mais ouvimos é “o que você quer ser quando crescer?”.

Essa é, sem dúvidas, uma grande pergunta, e a resposta para ela nem sempre será uma coisa só. Muitas crianças vão responder que querem ser astronautas e professoras ao mesmo tempo, por exemplo.

Entretanto, é muito fácil nos perdermos no mito de que não podemos ser bons em mais de uma coisa ao mesmo tempo, ou que temos somente uma possibilidade e habilidade mestra.

Pensar na carreira que vamos trilhar não precisa ser uma via de mão única, sempre é tempo de escolher algo novo, e, principalmente, seguir uma carreira que fuja do que a nossa formação inicial nos oferece.

É importante destacar que essa mudança pode acontecer de forma mais suave, como uma especialização em um campo diferente do que já se atua, ou mais extrema como uma mudança para um novo emprego ou segmento que seja completamente oposto à primeira oportunidade.

Parte do desenvolvimento e da evolução como ser humano é a adaptação à mudança e a superação de desafios. Por isso, em nome do nosso equilíbrio e bem estar emocional, precisamos seguir por caminhos profissionais que possam trazer satisfação para nossas vidas.

Quais motivos levam alguém a fazer uma transição de carreira?

Alguns dos principais motivos de incômodo que levam à vontade de mudar de área profissional são:

  • Mercado saturado;
  • Mudanças na área de atuação;
  • Falta de qualidade de vida;
  • Estresse no trabalho;
  • Salários incompatíveis.

Mercado saturado

A saturação do mercado em setores específicos está diretamente relacionada à insatisfação com a carreira. A falta de oportunidades de emprego leva a uma baixa no desejo de continuar trabalhando em determinado segmento.

Mudanças na área de atuação

Além disso, praticamente todas as áreas de atuação do mercado estão passando por transformações intensas. Em 2020, pudemos vislumbrar um novo cenário em que várias relações de trabalho se deram quase 100% por meios digitais pela necessidade de redução do contato humano.

Apesar de muitas atividades já terem saído do home office, a tendência é que o trabalho digital se consolide ainda mais, visto que em todos os setores a busca pela automação e maior eficiência nos processos internos tem se acentuado.

Falta de qualidade de vida

A falta de qualidade de vida e trabalho excessivo também pesam muito na hora de decidir por traçar um novo plano e consequentemente, desenhar uma transição de carreira.

O fato de não poder estar presente em momentos familiares importantes, aliado à falta de descanso, gera um alto nível de insatisfação com o trabalho realizado.

Estresse e Salários incompatíveis

Para além desses pontos, o estresse diário e os salários baixos, também contribuem para tornar mais difícil o dia a dia em várias profissões.

Entretanto, nem todos os motivos para uma mudança na carreira incluem situações negativas. Descobrir novos hobbies e novas áreas de interesse que se adequem à personalidade de alguém, suas necessidades e objetivos futuros, por exemplo, também podem motivar um profissional a trocar completamente de mercado.

Qual o melhor momento para trocar de profissão?

Conforme mencionamos anteriormente, sempre é tempo de se encontrar e conhecer novas áreas de interesse.

O pontapé inicial para essa decisão baseia-se puramente no descontentamento. Se o seu ambiente atual de trabalho não te faz feliz, não é saudável e não traz satisfação no fim do seu expediente, esse pode ser o momento perfeito para começar a planejar a sua mudança.

Quais as principais dicas para quem quer fazer uma transição de carreira?

Além dos motivos mais comuns para reimaginar a vida profissional, alguns pontos pessoais são cruciais para decidir e entender por onde começar a executar esse processo de mudança de profissão.

Veja a seguir algumas dicas que podem te ajudar a começar esse processo:

Analise profundamente o momento da vida

Conhece-te a ti mesmo” 

Não é à toa que Sócrates escreveu esse famoso aforismo que estampava a entrada do templo de Delfos na Grécia Antiga.

É preciso conhecer profundamente a si mesmo e sua personalidade, antes de trocar de profissão. Você precisa entender muito bem quais são as suas habilidades e características, pois é isso que vai te ajudar a direcionar a escolha da sua nova carreira para algo que realmente faça sentido com o que tem nos seus planos.

Entenda os motivos que te levaram a querer a transição

Identificar claramente os motivos da sua insatisfação e entender o momento que você está experienciando em sua vida emocional e financeira vão trazer clareza na hora de pensar nos próximos passos.

Saber quais são os seus objetivos a longo e médio prazo, entender quais áreas mais te satisfazem, juntamente com o que você não quer mais na sua vida profissional, te mostrará com mais facilidade qual caminho trilhar para alcançar o que deseja.

Planeje a sua transição

Arriscar-se em um novo mercado não quer dizer atropelar processos e viver momentos de instabilidade.

É muito importante ter em mente que uma transição de carreira leva tempo e precisa de um planejamento bem feito

Uma dica interessante é preparar suas finanças e o seu emocional para esse momento, já que a possibilidade de começar em cargos menores com salários mais baixos para iniciantes é certeira e pode abalar as estruturas da sua vida.

Conheça o mercado para o qual você deseja migrar

Faça um estudo de mercado aprofundado para entender o momento que o segmento para o qual você deseja migrar está passando.

É importante entender os detalhes e ficar por dentro das tendências futuras e mudanças que esse segmento pode sofrer, assim você se antecipa e entende se realmente faz sentido para você seguir adiante nessa profissão.

Realize pesquisas sobre as principais áreas de atuação, salários, possibilidades de crescimento, empresas especializadas e claro, quais são os requisitos do cargo.

Assim, você consegue mapear completamente a sua nova carreira e traçar um paralelo com as suas real skills e competências.

Invista em especialização na nova área

Um dos pontos mais importantes para uma transição de carreira ter sucesso é fazer uma verdadeira imersão na área que se pretende atuar através da aquisição de conhecimento sobre o assunto.

Para além dos processos seletivos, é essencial fazer parte de conferências, workshops, mentorias entre outras atividades que envolvam a área.

Qualificar-se com cursos e treinamentos no setor que pretende investir é a melhor forma de se ambientar ao seu novo ramo de trabalho e confirmar seu interesse pelo segmento.

Além disso, desenvolver hard skills específicas e adquirir alguma vivência prévia na área, vai te deixar mais preparado para as entrevistas e processos seletivos da atividade que pretende exercer.

Conclusão

Decidir não atuar mais na sua área de formação exige coragem para abandonar o conforto da experiência prévia no seu trabalho e muita vontade de arriscar.

A verdade é que a satisfação e a felicidade de fazer algo que de fato lhe interesse vai trazer não só transformações no âmbito pessoal, bem como possíveis inovações no seu novo mercado, já que sua produtividade e ideias, serão muito mais assertivas.

Em resumo, para uma transição de carreira tranquila e satisfatória, é fundamental examinar e questionar o momento que você vive agora, analisar com cuidado as oportunidades que o mercado oferece, se qualificar para o cargo que quer ocupar e ter sempre em mente que processos de recolocação profissional podem ser longos.

Enxergar novos caminhos entre a falta de oportunidades e a insatisfação exige um autoconhecimento profundo, Freud já dizia que antes de mais nada, é importante aprender a se conhecer. Olhar para dentro, é o primeiro passo para saber para onde você deve ir em seguida.

Gostou desse artigo e das dicas? Compartilhe com sua rede e continue acompanhando o blog da PontoTel!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti