(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Entenda o que é uma política de benefícios e suas vantagens!

Entenda o que é uma política de benefícios e suas vantagens!

Você já deve saber que uma boa política de benefícios é extremamente importante para motivação, engajamento e produtividade no trabalho. Por isso, para que essa estratégia seja feita corretamente, precisa ter cuidados por quem organiza esses detalhes, que são os gestores e o setor do RH.

Os benefícios vem juntamente com o salário do colaborador, o objetivo é do colaborador poder desfrutar dessas vantagens para não depender somente da renda mensal que é paga.

Por isso, definir uma boa política de benefícios pode ajudar a manter os funcionários motivados, já que existem diversos estilos de benefícios, sendo alguns obrigatórios por lei. Então cabe aos gestores entender o que seria melhor para seus colaboradores, para colocar em prática na empresa.

Nesse texto, você terá diversas dicas e explicações, do que é a política de benefícios, quais são as melhores formas, como os colaboradores procuram as empresas que melhor oferecem essas vantagens, como gerir a empresa para não ficar no vermelho e muito mais. Vamos aos tópicos do texto:

Boa leitura!

O que é política de benefícios?

A política de benefícios é o conjunto de regras relacionadas aos benefícios da empresa para os funcionários, ou seja, o complemento mensal além do salário que o colaborador recebe.

Alguns desses benefícios são definidos por lei, de acordo com a CLT. Quem organiza e coloca em prática junto com os gestores é o setor de Recursos Humanos da empresa.

A política de benefícios é definida por cada empresa, visando sua cultura, mirando os futuros resultados para seus colaboradores e ajudando a manter uma boa imagem da empresa no mercado de trabalho. Por isso, definir uma boa política de benefícios requer bom planejamento.

Tipos de benefícios

Os benefícios são variados: existem os obrigatórios por lei para serem colocados, como FGTS (fundo de garantia do trabalho), vale transporte, férias e décimo terceiro salário, além dos opcionais, que ajudam a gerar maior atração de talentos e a empresa fique conceituada no mercado de trabalho.

Além destes, existem os benefícios que são planejados para gerar melhora da produção do trabalhador, o profissional tem a sensação que é importante para a empresa, trazendo benefícios a longo prazo e mais resultados. Vamos ver alguns deles:

Benefícios espontâneos

Os benefícios espontâneos são chamados dessa forma porque a empresa não tem a obrigatoriedade de colocar na sua política de benefícios. Alguns deles são:

Benefícios legais

Os benefícios legais são obrigatórios por lei e previstos na CLT, são:

  • 13º salário;
  • FGTS;
  • Vale transporte;
  • Férias.

Benefícios inovadores

Os benefícios inovadores são os mais procurados pelos colaboradores e pelos profissionais no geral. Esses benefícios trazem maior satisfação para todo o time de empregados e melhoram a produtividade geral. Alguns desses benefícios são:

Qual a importância de se ter uma política de benefícios?

A política de benefícios serve como uma estratégia para mostrar ao mercado de trabalho a força da empresa. Dessa forma, quando a empresa oferece inúmeros serviços, o colaborador se sente mais valorizado e isso gera resultados positivos de curto, médio e longo prazo.

Com a política de benefícios bem estruturada, várias são as vantagens que a empresa tem, como melhor satisfação dos colaboradores da empresa, redução de absenteísmo, maior atração de talentos e entre outros.

Melhora do engajamento

A política de benefícios é um diferencial de empresa para empresa e serve para surpreender o colaborador. Com isso, ter benefícios simples, como por exemplo dar folga ao funcionário que faz aniversário, não requer meios financeiros e a satisfação de seu empregado é mostrada em futuras avaliações.

Quando a empresa se preocupa em dar o melhor para o colaborador, isso traz diversos resultados. Poror exemplo: se uma empresa compra uma mesa de sinuca, video games ou possui salas de relaxamento, essas atitudes auxiliam e melhoram o engajamento de todo o time da empresa.

Além disso, os benefícios não precisam se restringir ao horário de trabalho: realizar festas entre os funcionários, ter um dia para desfrutar de um restaurante e outros meios faz com que a melhora no engajamento dos colaboradores da empresa aumente bastante.

Retenção e atração de talentos

Como colocado ao longo do texto, a política de benefícios é estruturada de acordo com a empresa, então quanto mais opções de regalias visando o potencial da empresa e saber o que os gestores querem do futuro, dá uma ótima visão aos olhos dos profissionais.

Assim, aliada a reputação da empresa, com uma boa política é possível trazer diversos talentos para que possam trabalhar na instituição. Dessa forma, atraindo bons profissionais a empresa ficará no topo do mercado de trabalho.

Com tudo isso, a empresa não somente consegue ter a atenção de novos colaboradores, mas também retém talentos, fazendo com que os bons profissionais se mantenham na empresa por mais tempo.

Melhora do clima organizacional

Antes de mais nada, uma série de questões fazem melhorar o clima organizacional de uma empresa, mas aumentar os benefícios com pesquisa de seus colaboradores e oferecer mais do que a lei coloca como obrigação, faz os funcionários ficarem mais felizes na empresa.

Então, saber o que o colaborador precisa e colocar os benefícios espontâneos e inovadores vai aumentar substancialmente o bom clima da empresa, fazendo que não haja demissões ou insatisfações dentro da instituição.

Como criar uma política de benefícios?

Criar a política de benefícios requer planejamento e estratégia por parte dos gestores e do setor do RH. O objetivo com a criação do programa é atender o máximo de colaboradores possíveis, sabendo das diferenças de cada um, mas entendendo que a empresa está presente em suas vidas.

Então, é necessário a diversidade que há dentro da sua instituição, como o profissional mais velho, mais novo, os que possuem família, solteiros, homens e mulheres. Por isso,  veja a seguir alguns passos para criar uma boa política de benefícios com base na diversidade dentro da empresa.

Faça uma pesquisa e estude o perfil dos colaboradores

Saiba que fazer a política de benefícios não irá agradar todos os colaboradores, dessa forma, procure entrar em contato com os seus funcionários e coloque os pontos que os ajudariam a ficar mais motivados e os contribuiria para alcançar o objetivo pessoal de todos.

Sabendo a cultura da empresa, os benefícios vão ser mais fáceis de serem estruturados. Se a empresa for mais descontraída, os benefícios inovadores serão mais pedidos pelos colaboradores. Se for mais formal, aposte em benefícios mais formais.

Por isso, procure pesquisar e entender o que seu colaborador deseja no ambiente de trabalho, assim ficará mais fácil elaborar uma estratégia que agradará a maioria e assim poderá colocar em prática.

Analise o momento financeiro da empresa

Entender o momento financeiro da sua empresa é importante para definir as políticas de benefícios, sabendo os tipos de benefícios existentes e feito a pesquisa com seus colaboradores sobre o que os motiva para o dia a dia do trabalho, é preciso avaliar o momento financeiro.

Com a pesquisa dos colaboradores, os gestores e o RH terão várias opções de benefícios a colocar mensalmente aos seus funcionários, mas isso terá que ser avaliado por quanto a empresa pode suportar sem ter prejuízo.

Por isso, alguns benefícios podem demorar a sair do papel por conta da situação da empresa e pela viabilidade, já que algumas instituições estão apostando no estilo híbrido e remoto como nova forma de trabalho.

Além disso, existe a situação imposta pela pandemia, definir os planos para a política de benefícios pode ser ainda mais complicada com os problemas financeiros que o COVID-19 pode ter deixado na instituição, por isso, se necessário converse com seus colaboradores a respeito desse momento.

Então, entender a situação financeira da empresa é essencial para assim, consiga agradar seus colaboradores e não deixar a empresa no negativo e procurando colocar benefícios que possam abranger os novos estilo de trabalho, como o híbrido e remoto com o advento da pandemia.

Conheça as regras da lei para cada benefício ofertado

Conhecer a lei para poder aplicar os benefícios ao colaborador faz parte do planejamento dos gestores junto com o setor do RH para definir qual será a política imposta pela empresa.

Dessa forma, alguns benefícios retiram o salário mensal do empregado para poderem ser utilizados depois, como uma troca. Esse é o FGTS, colocado para garantir o tempo de contribuição do colaborador, o mecanismo funciona para que o funcionário tenha depois uma aposentadoria de forma justa, com as leis do governo.

Então, apesar do exemplo usado sendo o FGTS, outros benefícios não retiram do salário mensal do colaborador, mas é preciso entender a lei sobre o que está sendo ofertado para que não haja futuros conflitos.

Conheça as regras da lei para cada benefício ofertado

Entender o mercado da empresa que está colocando as políticas de benefícios ajuda, claro que não pode copiar o seu rival para ter o mesmo sucesso. Porém, mapear os seus concorrentes e ver o que essas empresas costumam oferecer é de grande ajuda para a sua empresa.

Quando se começa uma empresa ou deseja modernizá-la, toda a pesquisa vale para poder estar no auge do ramo, mas ver como seus rivais agem para captar talento contribui para que possa ter o sucesso que eles têm.

Assim, querer inovar demais ou não fazer uma pesquisa minuciosa de seus concorrentes pode afetar seus planos futuros de expansão e desenvolvimento, já que pode oferecer pouco e acabar perdendo bons funcionários, além de deixar seus colaboradores insatisfeitos, por conta do pouco tratamento que a instituição faz.

Faça uma boa gestão de benefícios

Passado todo o conteúdo do texto, fazer uma boa gestão dos benefícios é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Entendendo quais benefícios são obrigatórios por lei e quais geram atração do colaborador, os gestores junto com o RH precisam definir o que a instituição pode pagar.

Por isso, pesquisar sobre os benefícios que poderão ser aplicados pode trazer bons profissionais, mas os gestores precisam saber se a empresa não terá prejuízo com essa inclusão adicional e isso precisa passar pelo entendimento dos colaboradores.

Com isso, apesar dos funcionários escolherem determinados benefícios para poderem se sentirem mais satisfeitos com o ambiente de trabalho e se sentirem mais motivados a trabalhar, algumas situações que foram ofertadas não poderão ser atendidas pela empresa.

Desta maneira, fazer uma boa gestão dos benefícios para não deixar a empresa no vermelho e dar a satisfação aos seus colaboradores, tem que ser analisada pelos superiores para que nenhuma das partes se prejudiquem.

Conclusão

Podemos concluir que montar e ter a estratégia correta da política de benefícios poderá trazer inúmeras vantagens a sua empresa. Gestores, RH e colaboradores precisam entrar em consenso para definir quais serão os benefícios que poderão ser colocados aos funcionários.

Com isso, os colaboradores se sentirão mais satisfeitos em trabalhar na empresa e terão motivação extra para realizar as suas atividades, sabendo que além do salário terá benefícios que contemplam suas necessidades.

Claro que é necessário avaliar as finanças e a cultura da empresa, dessa forma, o gestor conseguirá aliar os benefícios de acordo com que a empresa é, quais são os próximos passos, além do estilo da instituição. Mas, as finanças não podem ser deixadas de lado, pois, benefícios caros podem deixar a empresa no vermelho e deixar futuros problemas para todos.

Além disso, pesquisar como seus concorrentes agem é imprescindível para o sucesso empresarial. O objetivo não é copiar a estratégia, mas sim entender como aquela empresa  domina o mercado e o que faz para isso, por isso saber as políticas aplicadas e colocar no estilo da sua empresa é necessário para a evolução da sua empresa.

Para finalizar, não esqueça do seu colaborador, a política de benefícios funciona para uma boa gestão de grupo e satisfação de seus funcionários, com poucos benefícios ou escolhidos de forma errada poderá significar insatisfação e gera perda de talentos da sua empresa.

Se gostou do tema e ele te ajudou a entender como funciona a política de benefícios, continue acompanhando o  blog da PontoTel, e compartilhe este conteúdo com seus colegas!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti