(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Planejamento orçamentário: tipos, como fazer e benefícios!

Planejamento orçamentário: tipos, como fazer e benefícios!

Você sabe o que é e qual a importância de um planejamento orçamentário em um negócio? Essa é uma ferramenta utilizada pelo departamento financeiro, que auxilia as empresas a identificarem os melhores caminhos financeiros para um empreendimento seguir.

É por meio dessa estratégia que os negócios estruturam sua gestão orçamentária, e guiam seus planejamentos de receita, custos, despesas e investimentos futuros, projetando um caminho estruturado para meses, ou até mesmo anos das questões financeiras do empreendimento.

Para que você entenda melhor como funciona a chamada “contabilidade reversa”, a qual se baseia em métodos eficazes de desenvolvimento de um negócio, confira a seguir algumas informações que reunimos neste artigo.

Aproveite a leitura!

O que é um planejamento orçamentário?

Um planejamento orçamentário é um plano feito a partir da projeção de entradas e saídas de receitas futuras de um negócio, e é realizado a fim de controlar e prever gastos desnecessários ou demasiados em um empreendimento.

Essa ferramenta gerencial é fundamental para direcionar os investimentos de um negócio, e tornar a saúde financeira da empresa organizada, e é uma estratégia orçamentária que segue um fluxo inverso da contabilidade, já que o planejamento orçamentário tende a gerir números projetados, e não reais.

Entender os princípios orçamentários auxilia que os negócios tenham uma visão mais clara das suas estruturas, e tornam as decisões muito mais assertivas.

Qual a finalidade de um plano orçamentário?

Por meio de um planejamento orçamentário os negócios conseguem ter mais direcionamento para suas ações, e param de tomar decisões baseadas em questões incertas.

Além disso, com essa ferramenta as empresas evitam riscos e aproveitam melhor seus recursos, pois entendem a situação econômica das suas estruturas com mais precisão, e desenvolvem soluções focadas no desenvolvimento e na redução de custos desnecessários.

Essa estratégia, quando feita da forma correta e com alguma frequência, pode auxiliar no desenvolvimento dos negócios de maneira inteligente, sendo um instrumento importantíssimo na avaliação dos elementos financeiros das empresas.

Qual a diferença entre planejamento financeiro e orçamentário?

Apesar de o planejamento financeiro e orçamentário serem parecidos, e até mesmo complementares, existem alguns pontos que os diferem, sendo fundamental que os negócios saibam determinar essas diferenças.

O planejamento financeiro é bem mais simples que o orçamentário, e nele estão incluídas informações relacionadas a dívidas, balanço patrimonial, e toda visão de curto prazo de entrada e saída de dinheiro do negócio.

Já o planejamento orçamentário, como já pudemos constatar, é um plano mais elaborado, que utiliza os gastos atuais de um negócio para projetar as finanças futuras, a fim de realizar um controle mais específico e organizado de gastos.

Para ficar mais clara a diferença, podemos dizer que o planejamento financeiro está para o fluxo de caixa, assim como o planejamento orçamentário está para o regime de competências. Um tem seu foco em questões de curto prazo, enquanto o outro é totalmente voltado para o futuro.

Tipos de planejamento orçamentário

Quando uma empresa opta por realizar um planejamento orçamentário em seu negócio, é fundamental que ela identifique qual o melhor tipo de plano orçamentário, considerando os diversos tipos existentes.

É importante dizer que o planejamento orçamentário costuma projetar orçamentos, com base em dados de períodos anteriores, ou seja, a maioria desses planos consideram um histórico da empresa.

Conheça a seguir alguns tipos de planejamento orçamentário mais utilizados pelos empreendimentos.

Estático

O planejamento orçamentário estático é aquele que não sofre alterações, ou seja, é uma forma de engessar as contas do negócio, e ter todos os dados bem organizados e definidos.

Esse tipo de plano orçamentário é muito utilizado por grandes empresas, que geralmente direcionam os recursos do negócio para os setores de maneira estratégica, e seguem à risca esse controle orçamentário.

Variável ou flexível

O planejamento orçamentário conhecido como variável ou flexível, diferente do plano apresentado anteriormente, permite que os negócios desenvolvam seu planejamento orçamentário empresarial com uma margem orçamentária maior, que, quando necessário, dá aporte para gastos operacionais e com os colaboradores.

Esse formato de controle orçamentário oferece mais flexibilidade para as empresas, que conseguem acompanhar as variáveis do dia a dia do mercado, porém, é uma estrutura que exige um acompanhamento frequente das movimentações, para que não ocorram problemas inesperados com gastos além do orçamento planejado.

Contínuo

O planejamento orçamentário contínuo é utilizado por empresas que realizam uma revisão contínua em seu orçamento.

Existem negócios que realizam suas finanças projetadas a cada seis meses, 12 meses, ou, ao final de cada mês. A ideia desse plano orçamentário é ter os gastos sempre atualizados, e quando esse planejamento é realizado mensalmente, o controle orçamentário se torna muito realista.

Base zero

O planejamento orçamentário base zero é o único plano orçamentário que não se baseia em dados antigos para a realização de novas análises de orçamento.

Nesse balanço orçamentário as empresas realizam suas projeções do zero, a fim de evitar que realidades de gastos passados impactem o futuro do negócio. Além disso, esse tipo de planejamento requer mais tempo de planejamento, já que o orçamento é realizado do zero.

Matricial

O planejamento orçamentário matriarcal, que também pode ser conhecido como plano orçamentário colaborativo, é um tipo de planejamento que cruza dados de receitas, despesas, custos e investimentos subdivididos, por departamento.

Nesse formato, a empresa responsabiliza uma pessoa de cada um dos setores do negócio para realizar um orçamento específico, onde são identificadas todas as demandas orçamentárias, e no final, o negócio reúne os orçamentos e distribui os recursos.

Esse estilo de balanço orçamentário permite que a empresa avalie criteriosamente os gastos por setor, mas deve ser realizado com cuidado, para que a necessidade de realocação de recursos não gere disputas internas.

Ajustado

O planejamento orçamentário ajustado é realizado para que os negócios entendam os motivos de gastos além do plano, e então realizam ajustes de orçamento.

Esse tipo de plano é interessante, pois, possibilita que as empresas adequem seus gastos a realidade, principalmente quando acontece do orçamento ultrapassar o planejado por necessidades reais do empreendimento.

Quais os benefícios de realizar o planejamento orçamentário

Um planejamento orçamentário, quando bem realizado, tende a apresentar diversos benefícios para os negócios, dentre eles:

  • aumento do engajamento com o orçamento colaborativo;
  • controle nos gastos;
  • maior organização financeira;
  • mais transparência nas finanças;
  • mais planejamento do ROI;
  • mantém a empresa no saldo positivo;
  • otimização dos recursos do empreendimento;
  • facilidade no gerenciamento dos cálculos;
  • dentre outros.

Por esses motivos, um plano orçamentário não deve ser considerado apenas como um pilar de rotina financeira, mas sim como uma ferramenta estratégica, capaz de potencializar os resultados futuros de um empreendimento.

Quando a empresa deve fazer um plano orçamentário?

Um plano orçamentário deve ser feito conforme as necessidades orçamentárias da empresa, sempre avaliando informações como as vendas, os custos dos produtos e serviços, os investimentos e as despesas em geral.

Para isso, é importante que o negócio conheça bem os princípios orçamentários, e todos os tipos de plano que podem ser utilizados nessa estratégia.

Além disso, é necessário dizer que o planejamento orçamentário empresarial não é uma obrigação e que existem empresas que não realizam esse controle, porém, por meio dessa ferramenta estratégica de gestão financeira, os empreendimentos conseguem estruturar melhor seus gastos, e identificar suas forças e fraquezas orçamentárias.

Por isso, para quem nunca fez um plano orçamentário, o momento ideal de realizá-lo é quanto antes, pois, tornando essa ferramenta um método cotidiano de avaliação, o negócio tende a aumentar seu potencial de desenvolvimento, com base em uma estrutura financeira mais organizada.

E para quem já realiza o planejamento orçamentário, é importante que seja realizada uma revisão anualmente, para que o negócio acompanhe de perto todas as possíveis variações nos gastos do empreendimento.

Como fazer um planejamento orçamentário empresarial?

Existem alguns pontos que devem ser considerados ao fazer um planejamento orçamentário empresarial de qualidade, bem direcionado e focado em bons resultados, dentre esses pontos estão:

Entender e conhecer sua empresa

Para que um planejamento orçamentário seja bem feito e apresente resultados, é fundamental que a gestão conheça bem as estruturas da empresa, entendo com precisão:

  • qual o porte do negócio;
  • qual o faturamento mensal e anual;
  • quantos funcionários a empresa tem;
  • quais os orçamentos presentes e futuros;
  • qual o grau de maturidade do negócio;
  • dentre outros fatores.

Quanto mais a empresa se conhecer, mais detalhado será o plano orçamentário.

Analisar e separar a realidade das expectativas do negócio

O empreendimento precisa saber pontuar três coisas importantes para que a realização do planejamento orçamentário empresarial dê certo, sendo elas:

  • o onde o negócio está;
  • onde ele pretende chegar;
  • e o que é preciso ser feito para isso acontecer.

Entendendo isso, o empreendimento consegue compreender quais as condições financeiras da organização, e pode determinar o melhor caminho para atingir metas, melhorar as projeções da empresa, entender as despesas e definir um planejamento adequado para o futuro.

Conhecer os elementos financeiros da empresa

Como vimos, planejamento financeiro e orçamentário são coisas diferentes, porém, vivem em complementaridade quando o assunto é planejamento e organização financeira. Por isso, é fundamental que o negócio conheça bem todos os elementos envolvidos nessa estrutura, para que o plano orçamentário seja bem desenvolvido.

Os principais elementos dessa estrutura que devem ser considerados são:

  • orçamento mensal — contribui para o gerenciamento das entradas e saídas da empresa, e são a base para as projeções em um planejamento orçamentário;
  • orçamento anual — é o planejamento projetado, capaz de indicar como os recursos do negócio serão utilizados;
  • fluxo de caixa — é o que garante o giro de capital num empreendimento, sendo essa a ferramenta básica para um bom planejamento de finanças.

Coletar dados e utilizar ferramentas automatizadas

A coleta de dados é fundamental para a realização da maioria dos tipos de planejamento orçamentário. Portanto, contar com relatórios organizados e setorizados pode facilitar a realização de um plano.

Atualmente, diversas ferramentas facilitam a captação de relatórios, que podem ser utilizados como base de dados no planejamento orçamentário empresarial, por isso a importância de utilizar ferramentas automatizadas em todas as estratégias de um negócio.

Qual a melhor forma de fazer o controle orçamentário?

Para que o controle orçamentário de uma empresa seja bem feito, é importante que ela desenvolva hábitos capazes de tornar essa ferramenta mais produtiva e focada em bons resultados.

Pensando nisso, é importante que o negócio:

  • tenha especialistas em planejamento orçamentário;
  • entenda os cenários capazes de otimizar a situação da empresa;
  • tenha o hábito de realizar reunião de definição de orçamento;
  • crie prazos para a conclusão do plano orçamentário;
  • consulte seus dados;
  • defina métricas de gestão;
  • e sempre que preciso, revise e refaça seu planejamento orçamentário.

Dessa maneira, a possibilidade do empreendimento crescer, reduzindo custos e aumentando os lucros é muito maior, graças a boa organização e definição do ciclo orçamentário.

Conclusão

O planejamento orçamentário é uma ferramenta importantíssima para que os negócios tenham boas projeções para o futuro, sempre se baseando em números reais de ganhos, custos e investimentos do negócio.

Esse método estratégico de gestão financeira, auxilia os empreendimentos a organizarem seus fluxos de caixa, e permite que as empresas tenham saúde financeira para se manter e crescer no mercado.

Com um bom planejamento orçamentário as empresas viabilizam novos investimentos operacionais, determinam o momento certo de realizar contratações ou demissões, criam  possibilidades de desenvolvimento para o negócio e muito mais.

Gostou de aprender um pouco sobre planejamento orçamentário? Para continuar lendo artigos como este, não esqueça de assinar a newsletter do nosso blog!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti