(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Veja como a avaliação 360 graus pode ajudar na sua liderança!

Veja como a avaliação 360 graus pode ajudar na sua liderança!

Você sabe o que é uma avaliação 360 graus? Já ouviu falar nessa metodologia antes? O setor de RH está cada vez mais buscando novos meios e técnicas para  analisar o desempenho dos colaboradores de forma correta e eficaz.

Portanto, conhecer os diferentes métodos disponíveis é importante para determinar qual é o momento adequado para usar cada estratégia. Entre essas técnicas, encontra-se a avaliação 360 graus.

Mas, afinal, como funciona e para que serve essa avaliação 360? Essa é uma das perguntas que será respondida ao longo deste artigo. Além disso, descubra também:

Boa leitura!

Avaliação 360 graus: conceito

Segundo os ensinamentos da matemática, o valor de uma volta completa no círculo equivale a 360 graus. Partindo desse princípio, o termo avaliação 360 graus quer dizer que o desempenho colaborador será analisado a partir de todos os ângulos possíveis.

Ou seja, o avaliador levará em consideração o ponto de vista dos colegas de trabalho, do líder da equipe e, até mesmo dos subordinados. Em alguns casos, pode incluir também a visão dos clientes e parceiros externos da organização.

Porém, qual é o objetivo da avaliação 360? Veja no próximo tópico.

Qual o intuito da avaliação 360 graus?

A ideia da avaliação de desempenho 360 graus é proporcionar o desenvolvimento profissional do indivíduo. Esse método ajuda o trabalhador a fazer uma autoavaliação dos seus comportamentos e ações, identificando como afetam o cumprimento de suas atividades e o padrão de seus relacionamentos interpessoais.

Além disso, essa ferramenta auxilia os que ocupam cargos de liderança a compreender quais os sentimentos dos membros do seu time em relação ao seu modelo de gestão e, assim, é possível buscar formas de melhorar os aspectos necessários.

Durante a avaliação 360 graus, existem critérios de análise essenciais para a construção da análise. Entenda no próximo tópico.

Os principais pontos da avaliação 360 graus

Liderança

A capacidade de liderança entre os colaboradores sempre é um aspecto desejável pelas empresas. No entanto, dependendo da posição que uma pessoa ocupa na organização, essa qualidade se torna indispensável.

Sendo assim, um dos pontos abordados na avaliação 360 é se o funcionário tem as características de um bom líder, que incluem:

  • Influência motivadora;
  • Empatia;
  • Honestidade;
  • Comunicação não-violenta;
  • Flexibilidade;
  • Resiliência;
  • Entre outras.

A investigação 360 permite determinar se o colaborador apresenta esses atributos no seu dia a dia de trabalho. Ademais, também é útil para definir quais os funcionários mais adequados para assumir cargos maiores dentro da empresa.

Habilidades técnicas

As competências técnicas do indivíduo para exercer a sua função de modo eficaz é outro fator que o método de avaliação 360 graus consegue verificar.

Só para exemplificar, espera-se que um desenvolvedor de software tenha conhecimentos sobre linguagens de programação, banco de dados, entre outros. Caso contrário, o seu rendimento no trabalho sempre vai ser baixo.

A verdade é que, talvez, a própria pessoa não perceba as falhas que está cometendo em seu serviço. Por isso, com a avaliação de desempenho 360 graus, os colegas e superiores que mantém contato próximo podem ajudar a reconhecer o problema.

Perfil comportamental

O perfil comportamental engloba as ações e comportamentos de alguém diante de um estímulo ou situação específica. Os 4 principais tipos são:

  • Comunicador;
  • Analista;
  • Planejador;
  • Executor.

Com a contribuição de todos que se relacionam com o colaborador, é possível determinar qual o seu comportamento predominante no ambiente de trabalho.

Produtividade

Por último, a avaliação 360 graus ajuda a determinar o real nível de produtividade do trabalhador ao cumprir suas tarefas.

Durante essa investigação, é essencial que o avaliador dê atenção a questionamentos, como:

  • O colaborador apresenta regularmente faltas sem justificativa?
  • Cumpre a sua função para que o trabalho em equipe flua adequadamente?
  • Aceita prontamente feedbacks negativos ou diminui o ritmo após críticas?
  • Entre outras questões.

Nesse caso, a avaliação 360 ajuda a delimitar o índice de produtividade do funcionário de acordo com diferentes visões e a traçar estratégias para melhorar o desempenho.

Quais são os benefícios que a avaliação 360 graus traz?

Confira 3 vantagens de utilizar o modelo de avaliação 360 em sua organização.

Diferenças de ponto de vista

Em primeiro lugar, a avaliação 360 graus é uma técnica mais imparcial de análise de pessoas em comparação com outros métodos tradicionais de verificação do desempenho.

Afinal, o parecer de um único indivíduo acerca de um trabalhador pode acabar sendo influenciado por questões pessoais e outras incompatibilidades, levando ao estabelecimento de um falso critério negativo sobre alguém.

Por outro lado, a avaliação 360 investiga o ponto de vista de várias pessoas que se relacionam com o colaborador, assim, as fraquezas e virtudes são definidas de acordo com o alinhamento de diferentes perspectivas.

Liderança mais consolidada

Outra vantagem dessa abordagem, é que ajuda melhorar o perfil de liderança dos gestores da empresa, já que todos passam pela análise, independentemente da sua posição na hierarquia.

Por meio da avaliação 360 graus, os subordinados podem confidenciar os seus verdadeiros sentimentos acerca de seus superiores. Dessa forma, existe a possibilidade de identificar padrões de liderança que não estejam em harmonia com os valores e cultura da organização.

Em contrapartida, o líder também recebe um feedback que reforça as suas boas ações e, ao mesmo tempo, traz a atenção os pontos negativos que necessitam de melhoria.

Resultados ampliados

Por último, um dos grandes benefícios da utilização da avaliação 360, é que fornece resultados mais amplos, visto que inclui a participação de pessoas de diferentes áreas e posições na empresa.

Assim, é capaz de proporcionar insights valiosos para melhorar o funcionamento do modo de execução do trabalho e o clima organizacional do ambiente.

Avaliação 360 graus: como fazer?

Descubra quais os passos necessários para garantir o bom funcionamento da avaliação 360 graus.

Planejamento e definição de competências

Antes de iniciar a avaliação, é fundamental elaborar um plano que sirva como guia para mapear todo o processo da estratégia.

O planejamento precisa incluir quem é o profissional que será avaliado e quais são os seus relacionamentos de trabalho que faz sentido participarem da análise. Além disso, também é essencial determinar quais são os critérios e competências que serão verificados.

Após isso, é hora de selecionar as perguntas-chave que farão parte do formulário e que vão servir para orientar o avaliador durante a conversa com os participantes.

Treinamento

O segundo passo envolve oferecer o treinamento apropriado com o intuito de que a avaliação 360 ocorra da forma desejada. Por isso, é importante que todos os envolvidos tenham a atitude correta em relação ao exame.

Sendo assim, é útil deixar claro antes de iniciar:

  • A importância do sucesso da avaliação para a empresa;
  • Exemplificar o modo de funcionamento da análise;
  • Reforçar a necessidade de não envolver questões pessoais nas respostas;
  • O valor dos feedbacks tanto positivos como negativos para o crescimento do profissional;

Além disso, vale reforçar que as informações tratadas durante a análise são confidenciais. Ou seja, nem o avaliador e nem os participantes podem falar sobre as questões com terceiros.

Execução

Após a conclusão das etapas anteriores, é o momento de dar início a execução da avaliação 360 graus.

Para isso, o avaliador usará os formulários já elaborados e vai distribuir para que os integrantes possam colocar suas respostas e observações, sempre dando liberdade para que exponham o seu verdadeiro modo de pensar sobre o tema.

Vale destacar que os participantes não podem conversar entre si sobre o questionário, os dados respondidos são confidenciais.

Avaliação e Feedback

Após recolher os formulários, o avaliador vai analisar as respostas e comparar umas com as outras, assim, poderá chegar a um resultado sobre o desempenho dos colaboradores envolvidos.

Por último, é hora de dar os feedbacks para cada trabalhador avaliado. Nesse momento, é muito importante demonstrar empatia pelo funcionário ao fazer isso.

Nesse sentido, destaque quais são os seus pontos positivos e faça os elogios apropriados. Mas também, diga quais foram as percepções negativas sobre o seu desempenho em suas tarefas e relacionamentos.

No entanto, lembre-se que o objetivo não é desanimar o profissional, mas, sim,  proporcionar melhorias, então, destaque como o colaborador pode aperfeiçoar os pontos destacados nos relatórios negativos para evoluir em sua carreira.

Qual é o papel do RH na avaliação 360 graus?

O RH (Recursos Humanos) é o responsável por elaborar a avaliação 360 dos funcionários de uma empresa, garantindo que ocorra de forma neutra e organizada.

Além disso, o setor é o encarregado de dar o feedback para os participantes.

E do gestor?

O papel do gestor vai depender de qual a sua posição em relação à avaliação 360 graus, se ocupa o lugar de avaliado ou não.

Caso a análise seja sobre a gestão, nesse caso, o líder vai precisar entender que as informações coletadas vão contribuir para identificar o seu perfil de gerenciamento.

Entretanto, caso a avaliação trate de um membro da sua equipe, o gestor deve responder de acordo com a visão de quem coordena e supervisiona as atividades do colaborador.

Conclusão

Toda empresa precisa elaborar estratégias para assegurar o bom desempenho dos profissionais, oferecendo oportunidades de melhorias em aspectos específicos, quando necessário.

Pensando nisso, é fundamental escolher um bom método de análise dos colaboradores. Nesse sentido, uma boa opção é a avaliação 360 graus que possibilita uma visão completa sobre a performance do trabalhador, trazendo benefícios, como: diferentes pontos de vistas e resultados mais assertivos e imparciais.

Se você gostou das dicas desse artigo, compartilhe em suas redes sociais e continue acompanhando o blog da PontoTel!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti