(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Profissão Radiologista: tudo sobre, regras e o que diz a lei!

Profissão Radiologista: tudo sobre, regras e o que diz a lei!

A radiologia foi descoberta em 1985, há 121 anos, e ainda é uma das profissões que deixa bastante dúvidas, principalmente no que se refere a carga horária, a rotina do profissional, e técnicas exigidas na hora da contratação.

No Brasil, a área de radiologia tem vivido uma crescente, e cursos de especialização têm sido procurados por pessoas cada vez mais jovens, visto que a jornada de trabalho radiologista tem menos horas semanais do que outras profissões e mais benefícios, como se aposentar mais cedo, por exemplo.

Os avanços e inovações constantes na área favorecem o crescimento do setor. Através de diagnósticos mais precisos, as chances de recuperação de pacientes são sempre muito maiores.

Além disso, esse mercado amplia-se muito rapidamente e as oportunidades de emprego são ainda maiores por conta da flexibilidade de horário.

Quer saber quais as principais regulamentações da jornada de trabalho radiologista, entender mais sobre a profissão e o que buscar na hora de contratar um radiologista?

Nosso artigo vai tratar de pontos super importantes para tirar suas dúvidas:

Mantenha a leitura!

Profissão Radiologista

O profissional formado em Radiologia trabalha diretamente com a operação do maquinário na realização de exames de radiografia e diagnóstico por imagem como a mamografia, ressonância magnética entre outros.

A rotina do técnico em radiologia consiste em direcionar e preparar o paciente, e operar os equipamentos da forma correta para obter imagens que vão auxiliar no tratamento de doenças, através de imagens dos órgãos e estruturas internas.

Quanto a sua área de atuação, podemos dizer com certeza que o técnico em radiologia tem muitas opções dentro dos setores de saúde, podendo atuar em laboratórios, clínicas, hospitais, além de indústrias entre outros.

Essa profissão exige nível técnico e conta com benefícios que chamam a atenção, como a jornada de trabalho reduzida, aposentadoria especial, adicional de insalubridade e outros benefícios assegurados pela Lei nº 7.394, de 29 de outubro de 1985.

O que diz a legislação sobre a jornada de trabalho radiologista?

Apesar da recente disputa que propunha o aumento da jornada de trabalho do técnico em radiologia, ela consiste ainda em 24 horas semanais, por ser considerada uma profissão insalubre.

A radioatividade é nociva ao corpo humano, por isso, o contato diário com os materiais radioativos tem que ser limitado a algumas horas por dia, para assim evitar danos permanentes à saúde do radiologista.

Um dos efeitos dessa exposição a materiais radioativos a longo prazo, por exemplo, é o câncer, já que a alteração que a radiação faz no DNA, causando morte celular. Por isso a importância da regulamentação da profissão.

Lei 7394/85

A lei 7.394/85, art. 14 regulamenta a área da radiologia e define a jornada de trabalho do técnico como sendo de 24h semanais, divididas em diárias de até 4h ou em um plantão de 24h um único dia na semana.

Além disso, um outro ponto positivo na carreira de técnico em radiologia são as férias. Esse profissional tem direito a duas férias anuais de 20 dias cada. Assim, a cada fim de semestre é permitido fazer uma pausa de 2 semanas de descanso.

Normalmente como é a jornada de trabalho de um radiologista?

A jornada de trabalho do técnico em radiologia é bastante reduzida se compararmos com outras profissões. Conforme já informamos, a carga horária semanal dessa profissão resume-se à 24h.

No geral, o técnico lida com a preparação do ambiente e compostos químicos para a realização do exame, com os pacientes, orientando as posições perfeitas para a captação da imagem, com a avaliação da qualidade do material obtido, controlando a saturação da imagem e várias outras atividades relacionadas.

É muito importante que as imagens obtidas sejam claras e também que o profissional esteja seguro durante o processo, por isso também é seu dever observar e fiscalizar as medidas de proteção para a proteção contra a radiação.

A depender do nível de hierarquia do profissional, maiores serão suas responsabilidades e consequentemente, seu salário.

Qual a carga horária mensal permitida?

A carga horária mensal permitida para o radiologista segue cálculos lógicos. Se olharmos para as 24h de trabalho semanais aplicadas em meses com 5 semanas, logo, o total será de 120h mensais.

Entretanto, é importante destacar que já é possível dobrar as horas de trabalho caso o profissional exerça sua profissão em dois ambientes diferentes, como veremos mais adiante no texto.

É permitido realizar horas extras?

Aos radiologistas não é possível exceder o limite de horário, já que isso configura como uma violação da Constituição no artigo 14 da Lei 7.394/85, que estipula 4h diárias como a carga máxima de trabalho para esse profissional por questões de insalubridade.

O radiologista pode trabalhar em mais de um lugar?

Atualmente ficou definido que o limite de carga horária profissional não impede que o radiologista trabalhe em outro lugar.

Em uma decisão recente do STF – Supremo Tribunal de Justiça, o ministro Ricardo Lewandoski, acompanhado pelos demais ministros, votou no Agravo Regimental do Recurso Extraordinário 633.298 onde basta que não haja conflito de horários para que os técnicos em radiologia exerçam outras atividades remuneradas.

Assim, o profissional de radiologia pode assumir dois cargos na área da saúde caso consiga dar segmento a ambas as funções.

Obviamente, é necessário considerar sempre a segurança do profissional em primeiro lugar, sabendo que a radiologia é uma área que expõe a saúde do técnico a riscos maiores, cabe a ele entender se é ou não interessante assumir uma carga horária a mais nesse sentido.

Como funcionam as pausas na jornada de trabalho radiologista?

Segundo o artigo 71 da CLT, só é concedida a pausa em jornadas de trabalho que excedam às 6h diárias. Como o técnico em radiologia tem uma carga horária de apenas 4h diárias, não existem as pausas, exceto em casos de plantão, onde o profissional excede esse tempo.

Confira na íntegra o que o artigo 71 da CLT diz:

Art. 71 – Em qualquer trabalho contínuo, cuja duração exceda de 6 (seis) horas, é obrigatória a concessão de um intervalo para repouso ou alimentação, o qual será, no mínimo, de 1 (uma) hora e, salvo acordo escrito ou contrato coletivo em contrário, não poderá exceder de 2 (duas) horas.

§ 1º – Não excedendo de 6 (seis) horas o trabalho, será, entretanto, obrigatório um intervalo de 15 (quinze) minutos quando a duração ultrapassar 4 (quatro) horas.

§ 2º – Os intervalos de descanso não serão computados na duração do trabalho.

Por que a jornada de trabalho radiologista é diferente de um enfermeiro?

A principal diferença entre as duas profissões se dá pelo nível de insalubridade, já que o profissional de enfermagem não tem contato com a radiação como o radiologista tem.

Além da rotina que engloba o cuidado e acompanhamento direto dos pacientes, os enfermeiros não são expostos a radiação frequentemente, por isso sua carga horária diária é maior.

Já os radiologistas, têm menos contato com os pacientes e estão diariamente expostos à radiação ionizante, o que torna a profissão de alto grau de periculosidade e insalubridade, diminuindo a jornada diária de trabalho.

Quais as regras a empresa que contrata precisa seguir?

Para contratar um profissional de radiologia, é necessário seguir algumas regras e assim evitar problemas, já que como nas demais áreas da saúde, um diagnóstico pode mudar completamente a vida de alguém, por isso é importante entender o tamanho da responsabilidade que esse profissional irá carregar.

O primeiro passo é avaliar a formação do técnico, entender se ele realmente preenche todos os requisitos necessários para a realização das atividades a que se propõe.

Sabemos que uma boa formação é essencial para qualquer profissão, mas na área da saúde a exigência precisa ser maior, por isso, é importante analisar a fundo quais as instituições de ensino que o candidato frequentou e certificar-se de que estão de fato dentro do padrão de ensino do MEC – Ministério da Educação.

Outro ponto importante é a experiência. A não ser que a vaga aberta seja de estágio, é importante saber qual a extensão do contato do candidato com a função a qual se aplica.

Não sendo o estágio uma questão, é interessante observar o tempo de serviço do técnico, afinal, quanto mais tempo e experiência na área, maiores as chances do profissional realizar um trabalho mais completo e assertivo, já que ele teve vivência com diversos casos e pacientes.

Testar o conhecimento técnico também é de extrema importância na hora de contratar um radiologista. Estar por dentro de pormenores sobre a área como termos técnicos e saber se portar mediante determinadas situações podem determinar se é aquele o tipo de perfil profissional que você procura para a sua empresa.

Como controlar a jornada de trabalho radiologista?

Conhecer a legislação é o primeiro passo para montar um cronograma que faça sentido na hora de controlar a jornada de trabalho radiologista.

Por possuir horas de trabalho semanais diferentes dos demais profissionais de saúde, é importante possuir um sistema de ponto que seja extremamente funcional e que garanta estabilidade na hora de marcar os começos e fins de turno.

Além disso, é comum nas áreas da saúde o funcionamento de escalas de trabalho, que podem dificultar ainda mais o controle e administração dos horários das equipes, por isso, um ponto eletrônico pode ajudar muito a organizar e controlar entradas e saídas, facilitando a gestão de pessoas.

Qual a importância?

Ultrapassar as 4h limite diário da jornada de trabalho radiologista, pode trazer muitas consequências negativas tanto para o técnico quanto para o empregador, já que o não cumprimento de horários inflige a Constituição Federal.

Dessa forma, o controle das horas é importante não só para garantir a saúde do técnico em radiologia, mas também para proteger o empregador de possíveis problemas com a justiça, já que existe a proibição por lei da execução de horas extras nessa profissão.

Conheça o controle de ponto online da PontoTel

O PontoTel é a ferramenta perfeita para realizar o controle de ponto na sua empresa. Completamente online, ele dispõe de inúmeras possibilidades para dispensar de vez o trabalho manual!

Seja para clínicas, hospitais ou indústrias, a nossa solução tem mais de trinta tipos de relatórios disponíveis, incluindo os exigidos pelas portarias do MTE, otimizando o seu tempo e o da sua equipe.

Acompanhe a entrada e saída dos seus colaboradores em tempo real, organize as escalas e plantões, faça a gestão da folha de ponto e muito mais em um único sistema integrado.

Quer eliminar os problemas com controle de ponto? Agende agora uma demonstração gratuita do nosso sistema!

Conclusão

A radiologia tem se reinventado diariamente por meio da tecnologia. Apesar de ainda existirem riscos à saúde, hoje o profissional da área tem muito mais a se beneficiar do que a perder.

A carga horária reduzida e aposentadoria em menor tempo são as vantagens que mais chamam a atenção daqueles que querem ingressar nessa área. Além disso, a jornada de trabalho radiologista de 24 horas semanais abre um leque de possibilidades muito grande aos técnicos de radiologia.

As chances de se especializar na área e consequentemente subir de cargo e nível salarial são muito maiores, além de ser possível exercer duas atividades remuneradas concomitantemente, já que o tempo livre é muito maior que o de outras profissões.

É muito importante ressaltar ainda, que a responsabilidade de realizar exames é muito grande, e que apesar da sua execução em poucas horas diárias, a radiologia exige muito cuidado e atenção aos detalhes como qualquer outra profissão.

Gostou deste artigo? Então compartilhe em suas redes sociais e continue acompanhando o blog da PontoTel!

Compartilhe em suas redes!

Fiscal Ti