(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Aprenda como fazer uma analise PEST passo a passo :

Aprenda como fazer uma analise PEST passo a passo :

Entender as reais ameaças e oportunidades sobre fatores externos que podem impactar diretamente nos objetivos das empresas,esse é o preceito básico da análise PEST, metodologia que vem sendo cada vez mais aplicada no ambiente empresarial.

Você sabe de fato o que é análise PEST? 

O mundo vem mudando de forma intensa nas últimas décadas. A globalização, as profundas transformações tecnológicas, políticas, econômicas e sociais vem causando impactos significativos nos negócios ao longo dos últimos anos.

Sem falar na atual pandemia de COVID-19, que também impactou profundamente diversos modelos de negócios.

E é justamente no contexto da análise de todos esses fatores citados que a análise PEST desponta como uma metodologia essencial para analisar de forma macro e ampla todos os fatores que podem impactar de alguma forma a empresa.

Neste artigo vamos explicar como fazer análise PEST, o que de fato representa essa metodologia bem como a sua importância para auxiliar as companhias a delimitar e entender com profundidade os riscos externos que podem influenciar diretamente no seu desenvolvimento.

Veja os principais assuntos que serão abordados neste artigo:

Boa leitura!

Análise PEST: conceito

Entender as forças e fraquezas em um modelo de negócio, com foco nos fatores externos como possíveis fatores que podem impactar a companhia.

Esse é o conceito central da Análise PEST, uma metodologia que direciona o negócio sempre nos melhores caminhos possíveis para o seu desenvolvimento.

Ao analisarmos o acrônimo PEST, isso fica ainda mais claro, já que ele une as palavras Política (P), Economia (E), Social (S) e Tecnologia (T). Ao longo dos últimos anos, os especialistas sentiram a necessidade de  acrescentar mais dois fatores externos: Ambiental (A) e Legal (L).

Assim forma-se a palavra análise PESTAL, muito conhecida no ambiente corporativo como matriz PESTAL.

Por que realizar uma análise PEST?

Com a globalização e a transformação digital, é muito importante para os gestores estarem sempre atualizados e preparados com relação às diversas nuances dos fatores externos que podem influenciar diretamente os negócios.

Essa visão macro que a análise PEST proporciona foca em pilares essenciais que influenciam diretamente em tomadas de decisões estratégicas na companhia. Além de identificar novas possibilidades para o negócio, ela pode ajudar a entender com clareza todos os riscos externos que podem afetar ou impactar a empresa.

Ter uma compreensão precisa sobre todos os eventos e acontecimentos que de uma forma podem influenciar os negócios possibilita traçar estratégias e planos de negócios mais precisos, se diferenciando dos seus concorrentes e dessa maneira focando em mais produtividade e lucro.

Quais dados devem ser observados da análise PEST?

Existem alguns fatores determinantes que devem ser analisados com critério em uma análise PEST.

Ela vai justamente apontar como os negócios devem evoluir para se adaptarem ao ambiente de acordo com os fatores externos, identificando possíveis ameaças e oportunidades em cada um deles.

Para você entender melhor, vamos explicar cada fator do ambiente externo e suas particularidades, com algumas variáveis. Vamos começar pelo fator político.

Fator político

O fator político analisa justamente de que forma eventos relacionados ao governo e suas decisões podem impactar o desenvolvimento estratégico das empresas.

Afinal, eventos e situações como eleições, políticas externas, guerras, alianças multinacionais, regulações trabalhistas e políticas fiscais específicas podem afetar diretamente os negócios.

Fator econômico

Os fatores econômicos são aqueles que podem impactar diretamente o orçamento da companhia, afetando o seu crescimento.

Situações como juros elevados, inflação, deflação, taxa de câmbio e indicadores econômicos específicos como taxa de emprego/desemprego tem o potencial de desestabilizar as operações de alguns nichos de negócios.

Entender esses dados de forma estratégica é essencial, já que eles influenciam diretamente todo o ambiente econômico e consequentemente todo o mercado.

Fator social

Entender a persona do seu negócio é vital para o sucesso de suas estratégias de negócios. Esse é o preceito do fator social, que ressalta justamente possíveis diferenças culturais e demográficas no contexto do macroambiente.

Entender os fatores sociais da persona ajuda os gestores a ter um amplo conhecimento sobre suas reais necessidades no contexto da sociedade contemporânea, auxiliando na criação de novas oportunidades de negócios e insights valiosos sobre o público de um negócio específico.

Fator tecnológico

A tecnologia vêm transformando todo o contexto empresarial ao longo dos últimos anos. Inteligência artificial, Machine Learning, Internet das Coisas (IoT), Cloud Computing, Robotização e equipamentos autônomos são apenas alguns exemplos de evoluções que não podem passar despercebidas.

Como as evoluções tecnológicas estão em um ritmo vertiginoso, é muito importante analisar com profundidade essas mudanças para não perder competitividade e garantir um crescimento sustentável no mercado.

Para que serve a análise PEST?

Com a intensa globalização atual, é indispensável que as empresas estejam prontas para tomar decisões estratégicas com dados precisos sobre as variáveis internas e externas do seu negócio.

É uma ferramenta que vem sendo amplamente utilizada no meio corporativo para auxiliar na a tomada de decisões estratégicas com foco em dados e análises profundas

do macroambiente que influencia a nossa sociedade bem como as empresas.

É com essa base de informações analisadas afinco que a empresa pode planejar o seu futuro, auxiliando no seu planejamento estratégico.

Mas ela não se limita apenas a isso. Da mesma forma que ela pode ajudar empresas já estruturadas no mercado, essa metodologia também é muito importante para o direcionamento de novos negócios.

Em um cenário como o que estamos vivendo desde 2020, com a pandemia de COVID-19 levando as empresas a se adaptarem ao home office, aquelas que já estavam utilizando tecnologias e softwares remotos não sofreram tanto com essa adaptação.

Esse é um dos preceitos da análise PEST e como ela pode ajudar as empresas a estarem mais preparadas para cenários adversos bem como um melhor entendimento sobre tudo o que ocorre no ambiente em que a organização está inserida.

Quais são os benefícios da análise PEST?

Em uma estratégia de estudo de mercado, é impossível não se render aos diversos benefícios e possibilidades que a análise PEST proporciona.

No contexto empresarial atual, podemos dizer que ela traz três benefícios principais:

  • Prevenção de ameaças;
  • Identificação de oportunidades;
  • Decisões estratégicas mais assertivas.

Prevenção de ameaças, pois a análise PEST foca justamente em se antecipar e evitar possíveis ameaças específicas no contexto dos fatores externos.

Identificação de oportunidades, porque a análise PEST pronta fornece um mapeamento completo de todos os cenários, facilitando uma visão macro de novas oportunidades de negócios para os gestores.

E decisões estratégicas mais assertivas, pois entender com precisão todos os fatores externos e suas congruências com o negócio é vital para tomada de decisões mais assertivas.

O que difere a análise PEST para a PESTEL?

O mundo vem mudando de forma intensa nos últimos tempos. Ao longo do tempo alguns especialistas sentiram a necessidade de incluir mais fatores externos nas análises necessárias da matriz PEST.

Como vimos anteriormente, os dois fatores que foram incluídos são o Ambiente (A) e o Legal (L), fechando dessa maneira o acrônimo PESTAL. Como a tradução literal para o inglês para a palavra meio ambiente é environment, essa sigla também pode variar em inglês para análise PESTEL.

O que difere elas é a inclusão de mais dois fatores externos em sua metodologia. Veja a seguir:

Fator meio ambiente

Mais do que nunca os fatores ambientais estão em evidência. Questões relacionadas ao aquecimento global, desmatamento, poluição e crescimento sustentável estão permeando estratégias específicas de negócios nas companhias.

Analisar esses fatores e entender como se posicionar de forma ativa nas questões relacionadas à ecologia e meio-ambiente não são mais uma opção no contexto organizacional, mas sim muito importante no relacionamento da empresa com seus consumidores.

Fator legal

Entender com clareza as leis  também é um preceito essencial de como fazer análise PESTAL.

Com tantas regulamentações e legislações específicas em diversos nichos de mercado, é importante se precaver de eventuais sanções bem como se preparar adequadamente para possíveis alterações em legislações específicas.

Questões relacionadas à legislação trabalhista, por exemplo, devem ter um amplo entendimento por parte da empresa.

Direitos do consumidor, normas de segurança e normas de saúde também são exemplos aplicáveis de fatores legais que podem impactar os negócios e deve ser considerado em uma análise PESTAL pronta.

Quais as diferenças entre análise PEST e análise SWOT?

Apesar de terem objetivos parecidos, existem algumas diferenças marcantes entre a análise SWOT e a análise PEST.

A análise SWOT realiza a análise de pontos fortes e fracos, sempre focando em identificar ameaças e oportunidades do ambiente interno e externo do negócio.

A principal diferença desse tipo de análise é que a SWOT não se aprofunda tanto nos fatores externos de forma abrangente, diferentemente da análise PEST, que acaba sendo uma ferramenta complementar à análise SWOT.

A profundidade de dados e informações que a análise PEST pode proporcionar no que diz respeito à abrangência dos fatores externos no macroambiente é incomparável.

A análise PEST pode complementar a análise SWOT?

Como falamos anteriormente, a análise PEST é considerada sim como uma ferramenta complementar e auxiliar na identificação de eventuais ameaças, oportunidades e análises externas do macroambiente aprofundadas.

Inclusive, a utilização das duas metodologias PEST-SWOT é considerada o ideal, já que uma ferramenta acaba complementando a outra, auxiliando em um diagnóstico preciso.

Passo a passo de como fazer uma boa análise PEST

Estruturar um planejamento de análise PEST está diretamente relacionado com algumas etapas que não podem ser deixadas de lado.

Antes de começar a análise PEST é necessário definir quais fatores externos serão analisados de acordo com o contexto em que o negócio está inserido. Esse planejamento inicial é importante para obter resultados assertivos e condizentes com as características de cada empresa.

Vamos explicar agora quais são as etapas que devem ser consideradas para uma análise PEST pronta.

Faça um brainstorm de cada fator

Em uma análise PESTAL, a primeira etapa a ser realizada é um brainstorm para identificar as ameaças e oportunidades de cada fator externo analisado.

Quando falamos em brainstorm, é importante ressaltar que ele deve ser realizado sempre com foco no nicho de atuação da companhia, identificando quais fatores realmente podem ser uma ameaça para o desenvolvimento da empresa ou mesmo o contrário, possíveis oportunidades de negócio.

Aqui o mais importante é considerar o que realmente pode ser considerado como uma ameaça ou mesmo uma oportunidade valiosa em alguma área específica da empresa.

Liste as ameaças achadas

A segunda etapa para deixar a análise PEST pronta consiste em fazer o devido levantamento de todas as possíveis ameaças externas que podem desestabilizar ou mesmo interferir diretamente no desenvolvimento produtivo das companhias.

E para garantir uma maior eficácia dessa análise é fundamental considerar as ameaças que realmente podem ter um impacto negativo na organização.

Liste as oportunidades achadas

Com um mapeamento robusto dos fatores externos aderentes ao contexto organizacional, muitas oportunidades e ideias de negócio podem surgir nesse caminho.

Justamente por proporcionar uma visão macro e possíveis novos cenários dentro de áreas distintas do negócio, é essencial listar todo e qualquer insight que possa ter surgido nesse processo.

Essas são oportunidades que podem ser exploradas, como por exemplo um novo nicho de atuação na empresa ou mesmo caminhos diferenciados que a companhia pode tomar.

Exemplos de empresas que utilizaram da análise PEST

Empresas de destaque no cenário nacional e internacional já aproveitaram a metodologia da análise PESTAL para potencializar suas estratégias de negócios estudando os fatores externos e suas eventuais ameaças e oportunidades.

E com essas análises mais aprofundadas, elas puderam inclusive alterar algumas estratégias e alinhar algumas mudanças específicas em seus fluxos de trabalho.

A seguir você pode conferir exemplos de empresas que utilizaram a análise PESTAL:

Conclusão

Chegamos ao fim deste artigo, e então quais foram suas impressões sobre a importância da análise PEST na identificação de ameaças e oportunidades no contexto empresarial?

Com certeza, essa é a melhor ferramenta para preparar as empresas para situações atípicas do macroambiente externo, mas que possuem potencial para impactar positivamente ou negativamente as empresas.

Ao longo deste conteúdo, entendemos que essa análise mais ampla do negócio pode ser decisiva para identificar as influências externas com foco em se preparar para o melhor de cada cenário analisado.

Enquanto a análise SWOT foca sua análise de forças e fraquezas da companhia em cima de seus fatores internos, explorando de forma superficial os fatores externos, a análise PEST-SWOT é muito mais eficaz, levando em conta todos os fatores externos e internos que podem de fato preparar e influenciar os rumos do negócio.

Gostou deste conteúdo? Se você quer continuar por dentro de tudo sobre RH, Departamento Pessoal, leis trabalhistas e gestão de pessoas, continue visitando o nosso blog mais vezes!

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Fiscal Ti