(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

4 Razões para praticar a gratidão no trabalho

4 Razões para praticar a gratidão no trabalho

A Disney pode ser uma grande empresa de mídia hoje em dia, mas você sabia que ela começou fazendo filmes nos fundos de uma imobiliária?

O Google também começou pequeno. Alguns de seus anos de formação foram gastos na construção da empresa em uma pequena garagem. Os cofundadores, Larry Page e Sergey Brin, disseram que nunca poderiam imaginar o sucesso que ele faria.

O cofundador da Nike, Phil Knight, começou vendendo tênis no porta-malas de seu carro, ainda assim, admite que não havia nada mais que preferisse estar fazendo naquela época.

Os primeiros dias dessas que são agora grandes empresas foram significativos e importantes. Porém, também é fácil falar agora, depois que essas empresas obtiveram grande sucesso.

É preciso encarar: pode até ser fácil avaliar as coisas em retrospecto, mas pode ser difícil avaliar onde você está em sua carreira neste exato momento.

Por que é tão difícil ser grato pelo “hoje e agora”? 

Você pode gostar da ideia de que a gratidão é natural. Você se imagina caminhando pela vida sentindo o perfume das flores e o sol em sua pele, como uma espécie de personagem da Disney com olhos bondosos.

Mas, na realidade? A gratidão é um desafio para a maioria das pessoas. Aqui estão alguns motivos.

1. Estamos habituados com a negatividade

Quer você se considere uma pessoa otimista ou não, a tendência geral é a negatividade. É o chamado viés da negatividade, em que damos mais importância às experiências negativas do que às positivas.

Até mesmo as palavras que utilizamos para descrever encontros negativos são mais ricas e variadas do que as que usamos para descrever encontros agradáveis. Tanto que descrevemos um dia ruim no trabalho como “desastroso, humilhante e miserável”, enquanto um dia bom é apenas “bom”.

O que essa observação tem a ver com valorizar o estado atual da sua carreira? Bem, quando seu cérebro está programado para se concentrar em todas as coisas que não são tão boas no seu trabalho, fica mais difícil conciliar a gratidão.

2. Utilizamos outras pessoas como medida para o nosso sucesso

Você já ouviu o ditado, “a comparação é inimiga da felicidade”? Infelizmente, a comparação social— em que tentamos compreender nosso próprio status nos comparando com outras pessoas — é outro fenômeno psicológico inato.

Infelizmente, manter a pontuação se tornou ainda mais fácil à medida que a utilização das redes sociais continua a aumentar. Temos acesso instantâneo aos “destaques” de outras pessoas, o que não faz com que nos sintamos bem. Um estudo realizado com estudantes universitários descobriu que aqueles que limitaram a utilização das redes sociais a 30 minutos por dia apresentaram uma sensação de melhora significativa após o período de três semanas do estudo.

Essa comparação constante influencia não apenas o humor, mas também pode prejudicar o sentimento de gratidão. Afinal, você pode ficar satisfeito com sua lista atual de conquistas profissionais. Mas ao ver que seu ex-colega de quarto da faculdade foi promovido ou conseguiu um contrato de livro? Bem, o diálogo interno negativo entra em ação de repente.

3. Sentimos muita pressão para sermos guiados por objetivos

Há um motivo para haver tantos conselhos sobre como praticar a atenção plena: viver no presente é muito difícil, porque fomos condicionados a estar sempre de olho no que vem a seguir.

Você já ouviu estas perguntas antes. Onde você se vê daqui a cinco anos? Quais são seus objetivos profissionais em longo prazo? Caramba, qual é a sua resolução para o ano novo?

Dê o nome que quiser: cultura da agitação, produtividade tóxica ou qualquer um dos outros jargões existentes hoje em dia. O que quero dizer é que sentimos a necessidade de sermos empreendedores e realizadores sem arrependimento — de trabalhar em prol de algo maior do que o que temos agora. Esse olhar constante no futuro dificulta a satisfação com o presente.

4 Razões para ter gratidão profissional no seu momento atual

Não é preciso dizer que a gratidão pode parecer contraintuitiva. Quando se está tão acostumado a medir seu progresso profissional se comparando com outras pessoas, ou a reclamar de questões típicas do dia de trabalho (outra reunião no Zoom?), a gratidão por mais um dia de trabalho não é natural.

Porém, há algumas razões muito convincentes pelas quais você deve se parabenizar pelo que está acontecendo em sua carreira agora. Sim, agora (e não na semana, no mês ou no ano que vem).

1. Você está aprendendo muito

Cada experiência pela qual você passa é uma oportunidade de aprendizado, e não apenas das suas habilidades (a gente vai falar mais sobre esse assunto mais tarde). Cada etapa da sua carreira dá a você informações inestimáveis:

  • De quais tarefas e responsabilidades você gosta? Quais você detesta?
  • Em que tipo de ambiente de trabalho você é bem-sucedido?
  • Que tipo de liderança ressoa em você?

Vale a pena ser grato pelo conhecimento — e você está recebendo uma tonelada disso agora.

2. Você está desenvolvendo seu conjunto de habilidades 

Você não está apenas reunindo informações sobre seus valores e preferências, mas também adicionando elementos essenciais ao seu conjunto de habilidades. Cada cargo oferece pequenos e grandes itens que você pode usar para aperfeiçoar seu currículo e aplicar no seu próximo cargo.

Mesmo os trabalhos “tediosos” que você considera inúteis ajudam você a aperfeiçoar competências importantes, como valorizar suas necessidades, trabalhar com pessoas difíceis ou se tornar mais resiliente.

Portanto, pare um momento para ter gratidão por mais um dia de trabalho no seu cargo atual, mesmo que não seja bem o você queria. Com certeza ele está criando as bases para ajudar você a chegar lá.

3. Você está criando conexões valiosas

Sua rede é (e vai continuar sendo) um dos seus maiores ativos como profissional e é algo que você deve construir em cada etapa de sua carreira. É importante ter gratidão pela equipe de trabalho, e não só por ela.

Chefes, colegas de trabalho, fornecedores, clientes… e assim por diante. São todas pessoas que estão sendo adicionadas à sua rede de contatos que podem ajudar você com referências, entrevistas informativas, acompanhamento profissional, apresentações, conselhos e muito mais.

Não avalie sua carreira com base apenas nas conquistas que você pode colocar no papel. Todos os relacionamentos que você está criando são importantes e merecem reconhecimento.

O agradecimento à equipe de trabalho e a outras conexões é importante, em especial quando você estiver pensando em procurar emprego. É uma tarefa que pode ser difícil, então crie laços e conexões com sua rede, onde quer que ela esteja!

4. Não é possível prever o amanhã

Há mais um motivo para valorizar sua posição atual: ela é tangível. É real. Está acontecendo.

Não importa o quanto você se planeje ou as previsões que faça, o futuro ainda é incerto. Então é bem difícil esperar por ele. Afinal, é difícil sentir gratidão por algo que você ainda não tem.

Em vez disso, pratique a atenção plena e se concentre naquilo que você pode tocar neste momento. Sua carreira não é perfeita (e, para falar a verdade, nunca vai ser), mas é onde você está hoje, e você trabalhou duro para chegar aqui.

Como praticar a gratidão profissional de forma real e consistente

Você já sabe que gratidão não é uma atitude padrão. Porém, adotar o senso de valorização está relacionado a uma série de benefícios, que incluem a redução do estresse, maior resiliência mental e melhoria da autoestima.

Mas como fazer funcionar na prática? Veja aqui algumas dicas para ajudar você a praticar a gratidão — onde quer que você esteja em sua carreira.

1. Tenha um diário de gratidão

Antes de revirar os olhos com a menção de se ter um diário, preste atenção. Essa prática pode ser muito simples. O Dr. Robert Emmons, um dos principais pesquisadores sobre gratidão, diz que pode ser anotar cinco coisas pelas quais você é grato — simples assim.

Ao final do dia de trabalho, antes de desligar o computador e recolher as canecas sujas de café em sua mesa, dedique alguns minutos para criar uma pequena lista de coisas pelas quais você é grato no dia. Por exemplo:

  • Recebeu feedback positivo do supervisor sobre a campanha de e-mail
  • Concluiu as tarefas pendentes da lista de tarefas
  • Entrou em contato com um colega com quem você não falava há algum tempo — um agradecimento à equipe de trabalho sempre cai bem
  • Leu todos os e-mails da caixa de entrada
  • Criou uma lista incrível de músicas para melhorar a produtividade

O objetivo? Os itens em seu diário de gratidão não precisam ser grandes momentos de mudança de vida. As pequenas coisas também contam, e o exercício diário de anotação pode não apenas ajudar você a viver o presente, mas também melhorar seu humor. Nesse mesmo estudo do Dr. Emmons, as pessoas que mantinham esses diários de gratidão relataram que se sentiam melhor com relação à vida como um todo.

2. Faça uma caminhada da gratidão

Sim, esta é sua a permissão para se levantar da sua mesa, sair e adicionar atividades físicas ao seu dia. Por si só, exercícios físicos são ótimos para você. Como disse Hipócrates, “Caminhar é o melhor remédio para o homem”. Mas, de fato, você eleva a magia ao combinar a caminhada com a gratidão.

A caminhada da gratidão consiste em dar um passeio sozinho e que dure de 15 a 20 minutos (para que você tenha tempo e espaço para pensar). Durante a caminhada, pense em todos os aspectos de sua carreira pelos quais você é grato, da gratidão pela equipe de trabalho à gratidão por alguma conquista. Você pode até refletir sobre alguns dos itens listados em seu diário de gratidão. Fale esses itens em voz alta, se quiser.

Não faça a caminhada no automático; absorva diferentes aspectos. É uma maneira infalível de fazer uma pausa e sentir mais gratidão por sua carreira, independentemente de como foi o dia.

3. Demonstre gratidão a outras pessoas  

À medida que aperfeiçoa sua capacidade de sentir gratidão pelo que está acontecendo em sua carreira agora, tenha em mente que a gratidão chega ainda mais longe quando é compartilhada.

Em um estudo da Universidade da Pensilvânia, os participantes receberam diferentes tarefas semanais. Cada uma delas foi comparada com uma tarefa de controle que envolvia escrever sobre as memórias mais antigas. Quando a tarefa semanal era escrever e entregar uma carta de gratidão a alguém, os participantes experimentaram um aumento significativo em sua pontuação de felicidade.

É a prova de que a atitude de agradecimento não deve parar em você. Dê uma olhada nos itens de seu diário de gratidão — há algum que você deva compartilhar? Em caso positivo, expresse seu agradecimento aos colegas de trabalho por aqueles conselhos ou ao seu chefe pelo elogio e pelo reconhecimento. Essas boas energias e a mentalidade positiva são contagiosas.

A gratidão profissional se aplica apenas a quem está empregado? 

Os tempos estão estranhos no momento (é até um eufemismo, não é?) e, como resultado, muitas pessoas estão enfrentando grandes desafios profissionais.

Demissões, licenças ou trabalhar para uma empresa que está em péssimas condições são situações que geram ansiedade, e é difícil manter a esperança ao passar por essas circunstâncias difíceis.

Praticar a gratidão nessas situações vai exigir dedicação extra e talvez até um certo autocontrole, mas ainda vale a pena tentar encontrar até as menores coisas pelas quais agradecer — agradecimento aos colegas de trabalho que se ofereceram para fazer uma apresentação importante, ou pelo momento de pausa para reavaliar suas ambições profissionais.

Está lidando no momento com a perda de emprego como resultado de todas essas coisas (*gestos descontrolados*)? Não se esqueça de que a Oprah Winfrey foi demitida do cargo de apresentadora de notícias por não ter o perfil adequado para televisão e o Mark Cuban foi demitido do cargo de vendedor de computadores.

As coisas estão difíceis agora, mas não vão permanecer assim para sempre. Coisas melhores podem estar vindo por aí.

Aproveite o momento!

Não há dúvida de que pode ser difícil ser grato pelo aqui e agora. Mas é importante lembrar que cada etapa da sua jornada profissional é importante (sim, até mesmo contratempos e decepções inesperados).

Embora uma vontade de futuro profissional possa ser uma coisa boa, você não quer ficar tão obcecado com o lugar para onde está indo a ponto de se esquecer de se parabenizar por onde já chegou.

Todos nós trabalhamos muito para chegar mais longe o possível na carreira. Mas é importante investir um tempo para praticar a gratidão no trabalho.

Seja algo negativo ou positivo, adoraríamos ouvir o que você acha. Siga-nos no Twitter (@trello)!

Blog Trello

Fiscal Ti