(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

O que é API? Entenda tudo sobre esse sistema.

O que é API? Entenda tudo sobre esse sistema.

API é uma interface de programação para aplicativos que facilita a comunicação entre linguagens de programação diferentes de maneira rápida e prática.

Com o uso de APIs, é possível conectar aplicativos diferentes com funcionalidades que complementam umas às outras. Um exemplo disso seria vincular um aplicativo de controle de ponto a um sistema de controle de tarefas para medir as horas dos pontos versus as horas trabalhadas em tarefas de maneira diária e mensal.

Os APIs estão presentes em quase todas as tarefas realizadas no espaço digital, integrando de maneira segura diversos aplicativos em todos os ramos e setores

Então se você tem interesse em poupar tempo e energia  e aumentar a produtividade através do uso de ferramentas tecnológicas, este artigo é para você.

Boa leitura!

O que é API?

API é um conjunto de rotinas e padrões responsáveis por estabelecer a comunicação fácil e segura entre dois sistemas de linguagens completamente diferentes. Dessa forma, os desenvolvedores podem criar sistemas mais simples e práticos.

A sigla vem do inglês Application Programming Interface, que significa Interface de Programação para Aplicações. A utilização dos APIs está presente na maioria das ações rotineiras que são executadas na internet, como:

  • Acessar a lista de contatos do celular com o WhatsApp,
  • Postar uma foto simultaneamente no Instagram e no Facebook,
  • Pagar uma compra online no Mercado Livre utilizando sua operadora de cartões de crédito,
  • Pedir comida no site de uma pizzaria através de sua localização conectada ao Google Maps,
  • Entre muitos outros usos.

Para entender melhor o que é um API, imagine um drive thru de uma rede de restaurantes. O cliente faz seu pedido ao caixa, que representa a mediação entre ele e a cozinha.

Quando o pedido chega, o cliente não fica sabendo como seu lanche foi preparado. O que importa é o resultado final: a refeição.

O mesmo acontece com os APIs: o Instagram não precisa entender a linguagem de programação do Spotify para o usuário poder adicionar músicas em seus stories. Tudo está ao alcance de um botão: rápido, fácil e seguro.

Agora que é possível entender o que é um API, continue lendo para entender também suas funções.

Qual é a funcionalidade do API?

A funcionalidade do API é encurtar o tempo e simplificar a entrega de uma solução para o usuário. Isso se faz necessário pois, cada vez mais, as pessoas buscam praticidade ao utilizar aplicativos e outras ferramentas digitais.

Além de facilitar o trabalho dos desenvolvedores, os APIs também:

  • Oferecem um padrão para criação de novas plataformas sem que haja necessidade de reescrever os códigos do zero,
  • Tornam mais seguras transações sigilosas, como operações bancárias, por conta da criptografia que protege os dados,
  • Permitem que as empresas compartilhem recursos e informações com parceiros.

Após o entendimento das funcionalidades dos APIs, torna-se evidente que seu uso alterou em definitivo as relações entre softwares e aplicativos. As empresas que ainda não fazem uso dessa tecnologia estão um passo atrás no mercado.

Mas como sua empresa pode se beneficiar disso? Entenda a seguir.

Como o API pode ser utilizado na empresa?

Os APIs podem ser utilizados, principalmente, para melhorar a eficiência dos processos dentro da empresa. Eles são aplicados na automatização de processos burocráticos que, em outras condições, tomariam tempo dos colaboradores.

Em adição, vários processos e setores podem ser beneficiados pelo uso das APIs, como é o caso da integração e das vendas. Ambos serão detalhados a seguir.

Integração

A palavra-chave quando se fala de API é integração. Para entender melhor esse conceito, imaginemos uma empresa que produz um software de segurança.

Em um mundo globalizado, em plena era digital, não é possível criar um produto sem integração com o que já existe no mercado. Portanto, as APIs oferecem essa ponte para que seja possível estabelecer uma conexão com linguagens pré-existentes.

Assim, uma empresa digital de segurança poderia:

  • Estabelecer um protocolo de login através de redes sociais para assegurar a identidade do usuário,
  • Vincular a presença física do usuário à sua presença digital, entre localização em tempo real e check-ins em estabelecimentos como restaurantes e bares,
  • Integrar seu software com o sistema de chamadas da polícia e de unidades médicas, a fim de atender o usuário em caso de emergências.

Vendas

No ponto de vista das vendas, o uso das APIs permite maior segurança às transações, evita fraudes e oferece mais modalidades de pagamento. Entretanto, não é só isso:

  • É possível realizar a emissão de notas fiscais integradas,
  • As lojas online podem ter maior personalização e se adequar ao público-alvo e seus hábitos de compra,
  • Também pode ser feita a recomendação de produtos baseada no perfil do consumidor,
  • As APIs também permitem a automação do marketing digital e oferecem ferramentas para a logística da empresa.

Depois de entender a necessidade das APIs, é preciso obter algumas informações mais técnicas. Por exemplo, qual é a melhor API para o seu negócio?

Quais são os tipos de APIs existentes?

Existem algumas opções de APIs disponíveis, dentre elas:

  • API pública,
  • API privada,
  • API de parceiros.

É necessário salientar que um modelo não é necessariamente melhor que o outro. Tudo depende das necessidades da empresa e das ferramentas que os desenvolvedores utilizam para a realização do seu trabalho.

Leia mais a seguir.

API pública

A API pública (que também se chama API aberta) é uma linguagem que pode ser utilizada por qualquer pessoa ou desenvolvedor. Seu código está aberto para uso livre.

Existem algumas modalidades disponíveis para que a empresa faça uso dela:

  1. De forma gratuita, sem nenhum investimento,
  2. Através da versão freemium, em que a base da plataforma é gratuita, mas existe uma versão premium com mais funcionalidades. Esse é o caso do Spotify,
  3. Utilizando um sistema de créditos mensais, como ocorre com a maioria dos jogos digitais.

API privada

imagem de um homem usando fones de ouvido sentado na frente de um computador

A API privada, por sua vez, é de uso exclusivo das organizações para as quais foi desenvolvida. Sua principal função é dar acesso a sistemas e dados internos das empresas.

Essas informações só podem ser acessadas pelos seus próprios desenvolvedores, garantindo maior segurança no processo. Dessa forma, os dados estão protegidos contra agentes mal-intencionados e empresas concorrentes.

Algumas funções de uma API privada são:

  1. Aumentar a produtividade,
  2. Integrar diferentes setores da empresa,
  3. Otimizar a comunicação interna.

API de parceiros

Para finalizar, a API de parceiros é o sistema que conecta empresas que buscam, através de uma ação conjunta, disponibilizar soluções inteligentes no mercado. Dessa forma, as empresas parceiras atingem públicos que não alcançariam sozinhas.

O resultado disso é que as parcerias proporcionam maior presença e credibilidade no mercado. Todas as partes envolvidas extraem benefícios do renome compartilhado que se constrói dessa forma.

Algumas vantagens do uso de APIs entre parceiros são:

  1. Possibilidade de expandir os negócios,
  2. Explorar novos meios de atingir seu público-alvo,
  3. Obter maior controle e segurança sobre quem usa seu sistema.

Dentre estas três opções, a modalidade mais utilizada é a API privada. Entenda o motivo disso no próximo bloco.

Por que a API privada é mais utilizada nas empresas?

A API privada é a mais utilizada nas empresas por questões de segurança. Embora existam custos atrelados, é uma forma de manter seus dados sigilosos e exercer controle sobre quem tem acesso a eles.

O mesmo não ocorre com APIs públicas, pois conforme visto anteriormente, elas oferecem acesso a qualquer pessoa interessada em fazer uso de seus protocolos.

A utilização de uma API privada traz uma gama de benefícios bastante atrativos para as empresas e os desenvolvedores. Veja alguns exemplos a seguir.

Quais são os benefícios que a API privada traz?

O maior benefício do uso de uma API privada é colaborar com a gestão estratégica do seu negócio. Com ela, é possível definir o que será compartilhado com outros desenvolvedores e o que será mantido para uso restrito da empresa.

Isso ocorre em função de que, cada vez mais, as APIs são necessárias para a entrega de um produto muito mais rico e personalizado. As empresas que fazem uso de APIs privadas, no entanto, têm alguns benefícios extras.

Otimização da comunicação interna

A comunicação interna é um dos aspectos mais importantes dentro do sistema corporativo. Melhor ainda quando ela é simples, rápida e não-burocrática. Tendo em vista essa necessidade, o uso de APIs pode otimizar a comunicação interna das empresas.

Quando os desenvolvedores economizam tempo e energia com tarefas cotidianas, como é a comunicação, eles podem se concentrar em outras áreas e colaborar com a eficácia da prestação de serviços oferecida pela empresa.

Integração de diferentes setores

E por falar em comunicação, as APIs também auxiliam na integração entre os diferentes setores da empresa. Quando o RH, o financeiro e o operacional falam a mesma língua, todos os agentes do processo são beneficiados.

A integração de setores vai além da comunicação: ela permite rotinas menos estressantes, automatização de protocolos e melhor desempenho na equação tempo x trabalho.

Aumento da produtividade

imagem de uma pessoa em pé na frente de uma mesa segurando um celular

Quando se tem uma melhora no desempenho, junto com ela ocorre também o aumento na produtividade da empresa. Quando os setores se comunicam com mais clareza e gozam de maior integração, seus integrantes apresentam mais resultados.

Integração interna

Por fim, após todos os setores da empresa serem beneficiados pelo uso das APIs privadas, ocorre um fenômeno de integração interna que faz com que o trabalho se torne mais coeso.

Quando existe melhor integração interna, todos os processos dentro da empresa são otimizados. As entregas, os resultados, os protocolos e até mesmo auditorias externas são facilitadas devido a essa personalização trazida pelas APIs privadas.

Quais são as vantagens da integração via API?

É importante ressaltar as vantagens da integração via API. Já foi dito que o uso desses protocolos reduz o tempo e a burocracia nas empresas, auxilia os processos internos e confere a possibilidade da realização de parcerias e da otimização dos serviços prestados.

No entanto, existem outras vantagens (mais técnicas) aprovadas pelos desenvolvedores e gestores em geral. Leia mais a seguir.

Maior segurança

Os dados de uma empresa são seu maior trunfo no mercado de trabalho. Para protegê-los, esforços não são medidos. Dessa forma, as APIs proporcionam uma defesa contra invasores e vazamentos por criar uma espécie de portão.

A esse portão, só têm acesso pessoas escolhidas pelo time de desenvolvedores. É como se somente um grupo seleto tivesse a chave para abri-lo. Assim, dados sigilosos são preservados.

Nesse sentido, tomemos como exemplo uma loja de roupas. Seu sistema definiria quem são os clientes, quais estão em aberto com seus pagamentos, seu perfil de comprador e dados pessoais como endereço e telefone.

Ao utilizar as APIs, o time de desenvolvedores pode integrar sua base de dados com uma financeira a fim de mostrar, por exemplo, apenas os dados de pagamentos em aberto. Essa parceria substituiria a necessidade de se investir tempo realizando cobranças.

Auditar acessos

Outra vantagem é a possibilidade de auditar acessos. Essa prática auxilia os gestores a desenvolver a estratégia de negócios da empresa tendo por base dados como:

  • Quem acessou seu conteúdo?
  • Onde isso foi feito?
  • De que forma?
  • Por quanto tempo ocorreu a navegação?
  • O que foi consultado?

Ao utilizar uma API, é possível ter acesso a uma perspectiva detalhada e analítica sobre o fluxo de dados de uma plataforma. Com esses dados, é possível estabelecer um plano de negócios e obter métricas de erros e acertos para a posteridade.

Número menor de dados

imagem de um homem sentado na frente de um computador

Como as APIs permitem a integração do sistema de forma específica e personalizada, muitos processos paralelos, que tomariam tempo, são cortados. Isso ocorre para que se possa dar enfoque à atividade pressuposta pela plataforma em uso.

Por exemplo, se o usuário optar por fazer login em um site usando sua conta no Facebook, isso não significa que o Facebook será aberto e todos os dados referentes à navegação em sua tela inicial serão mostrados.

A API vincula o site ao Facebook de modo que somente o que é necessário para a tarefa – o login – seja aplicado, reduzindo o volume de dados no processo.

Conclusão

A era digital veio para ficar e, com ela, muitas mudanças ocorreram em vários segmentos da sociedade. Isso não poderia ser diferente no que diz respeito ao trabalho e a todas as relações que se constroem a partir dele.

Cada vez mais, tempo e energia empregada em tarefas são bens valiosos para as empresas. O mercado é competitivo e há sempre a necessidade de inovação. As APIs, nesse sentido, são como o óleo que adicionou às engrenagens corporativas.

Com a integração proporcionada por elas, foi possível realizar atividades burocráticas e vagarosas de forma mais eficiente. A vida do cidadão, em seu cotidiano, foi diretamente impactada por essa tecnologia.

Quem nunca usou Uber? IFood? Waze? São todos aplicativos e sites que tornam a vida do ser humano pós-moderno mais fácil, e que tiveram sua existência possibilitada graças ao advento das APIs.

Logo, se a sua empresa ainda não faz uso de APIs, talvez seja o momento de reconsiderar seu modelo de negócios e firmar-se, de uma vez por todas, no mundo digital.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe em suas redes sociais e continue acompanhando o blog da PontoTel!

banner frequência de funcionários

Fiscal Ti