(11)2059-2863 / (11)2059-3032
contato@veritasexacta.com.br

Plano de benefícios: importância e como criar na empresa!

Plano de benefícios: importância e como criar na empresa!

Oferecer um bom plano de benefícios para os colaboradores se tornou essencial ao longo do tempo e seu propósito só se reforçou, afinal, bons benefícios ajudam as empresas a atraírem novos talentos. Por isso, dispor de um bom plano de benefícios é um diferencial.

Além disso, a pandemia mudou significativamente o que os profissionais valorizam, especialmente em relação aos atributos complementares de um cargo fornecidos pelo empregador. Portanto, para que os funcionários considerem os benefícios “competitivos”, os programas devem ser pensados de forma estratégica pelas empresas.

Os pacotes de remuneração desenvolvidos com qualidade estão se tornando fatores cruciais para o sucesso de uma organização. As corporações que oferecem bons incentivos e vantagens se fortalecem como empresas preocupadas com os colaboradores.

É importante pensar que um plano de benefícios não é estático, e deve ser constantemente avaliado e revisado para refletir a estratégia atual do empregador e as necessidades dos funcionários.

Pensando nisso, as organizações estão sempre buscando oferecer opções inovadores e flexíveis, ao mesmo tempo que avaliam os custos com benefícios, para que nenhuma das partes saia prejudicada por conta do plano de benefícios .

Para te ajudar a garantir a segurança financeira do seu negócio, e também a saúde e bem-estar dos seus profissionais, separamos algumas das principais informações que podem auxiliar o departamento de Recursos Humanos e os gestores de uma empresa, quanto a importância de um plano de benefícios bem elaborado.

Você irá aprender:

Boa leitura!

O que é um plano de benefícios?

O plano de benefícios é uma estratégia ligada à concessão de benefícios corporativos para colaboradores de uma empresa. Essa é uma boa maneira das companhias complementarem a renda dos seus profissionais e oferecerem suporte além dos benefícios obrigatórios para os trabalhadores.

Essas vantagens podem englobar tanto os direitos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) quanto aqueles que podem ser fornecidos voluntariamente pelos empregadores, e graças a oferta desse plano de benefícios, as empresas se tornam mais competitivas e retém mais talentos.

Um plano de benefícios não pode ser oferecido se baseando no desempenho específico do funcionário, nem pode ser disponibilizado para grupos e equipes em particular dentro da organização. Trata-se de um plano concedido igualmente para todos os profissionais dentro de uma corporação, a fim de valorizar seus serviços e aumentar seu interesse pelo trabalho.

Como funciona um plano de benefícios?

Além dos benefícios obrigatórios, toda empresa deve fazer uma gestão e análise de quais os benefícios complementares serão atribuídos para seus funcionários. Geralmente, o setor de Recursos Humanos dispõe de estratégias que ajudam na montagem desse plano.

Cada empresa tem uma política, que define um orçamento, traça o perfil dos seus colaboradores, utiliza indicadores de mercado, entre diversas outras metodologias que contribuem na adoção e implementação de um melhor programa de benefícios.

Isso porque, é preciso muita estratégia para que uma empresa escolha os melhores benefícios do seu plano, afinal, isso interfere diretamente na demonstração de engajamento e comprometimento dos profissionais com o negócio.

Benefícios obrigatórios e não obrigatórios

A efetivação dos benefícios obrigatórios surgiu como forma de proteger o colaborador e os direitos básicos ao longo de sua carreira. Dentre os incentivos que a CLT exige por lei, estão:  

  • Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) – trata-se de um fundo criado pelo governo para servir como reserva para o trabalhador, caso ele seja demitido sem justa causa.
  • Vale-transportepara utilização em despesas de deslocamento da residência para o trabalho e vice-versa.
  • Décimo terceiro salário – renda extra recebida ao final do ano trabalhado.
  • Adicional noturnoporcentagem adicionada ao salário de todo colaborador que exerce suas atividades no período noturno.
  • Hora extra –  remuneração pelo tempo laborado além da jornada diária estabelecida pela legislação ou contrato de trabalho.
  • Férias remuneradas – recebimento do salário em período de descanso.

Já, os benefícios supletivos e não obrigatórios são projetados para complementar o plano e contribuir com as principais necessidades dos trabalhadores no dia a dia. Os benefícios complementares mais adotados pelas empresas são:

  • Vale refeiçãoquantia em créditos para garantir que o trabalhador tenha uma alimentação de qualidade ao comprar refeições durante a jornada de trabalho.
  • Vale alimentaçãooferecido para que os colaboradores possam comprar produtos do gênero alimentício nos supermercados, açougues e etc.
  • Vale combustívelpara auxiliar os colaboradores que utilizam seus carros como meio de locomoção até a empresa ou serviços externos em nome dela.
  • Assistência médica e odontológica – proporciona ao colaborador a realização de consultas e exames em rede credenciada, com valores significativamente menores.
  • Vale presente – como forma de reconhecimento de desempenho e ocasiões especiais.

É importante ressaltar que o plano de benefícios é uma maneira impactante de criar uma cultura positiva no local de trabalho, por isso, vale a pena conhecer o vasto catálogo de opções inovadoras que estão além daquelas propostas por lei.

Como criar um plano de benefícios para empresa?

Para criar um plano de benefícios, é importante que a liderança e o departamento de RH criem estratégias que atendam ao orçamento da empresa e também às necessidades de seus funcionários.

Nem sempre essa é uma definição fácil, por isso, é fundamental encontrar um equilíbrio, para que assim a organização consiga definir o melhor plano de benefícios dentro das suas possibilidades.

Confira a seguir algumas etapas importantes nesse processo.

Tenha uma política de benefícios obrigatórios e opcionais

É muito importante que as empresas possuam uma política de benefícios obrigatórios e opcionais, deixando bem claro para os profissionais as diferenças entre os dois tipos de benefícios.

Esse tipo de política possibilita a criação de estratégias que coloquem os benefícios como diferenciais competitivos das empresas. Além disso, uma política de benefícios bem definida também permite que quem escolhe os benefícios do negócio consiga alinhar bem os gastos, sem extrapolar.

Outra questão importante em ter essa política de benefícios, fica por conta das parcerias. É fundamental que as empresas contem com bons parceiros, que ofereçam a entrega de benefícios com excelência, de modo a não prejudicar a estrutura de benefícios do negócio.

Entenda quais os benefícios obrigatórios e opcionais

Cada organização possui plano próprio de vantagens, e, compreender cada um deles é fundamental para que não aconteçam cobranças desnecessárias quando um benefício opcional precise ser mudado pela empresa.

Alguns negócios estruturam uma gestão de planos de benefícios fixos, no qual todos os trabalhadores recebem os mesmos benefícios. Outros preferem desenvolver um plano mais flexível, no qual o colaborador escolhe os recursos que mais os interessam.

Vale lembrar que os benefícios obrigatórios são regidos pela legislação, e não oferecer benefícios obrigatórios, estipulados pela lei, pode acarretar em multas e até mesmo no fechamento da empresa.

Faça uma pesquisa e entenda seus colaboradores

A avaliação de benefícios é uma maneira das empresas entenderem melhor se as vantagens oferecidas para os funcionários são benéficas ou não.

Essa ferramenta auxilia o departamento de RH a definir qual o momento certo de realizar uma revisão de benefícios, e também ajuda os setores contábeis a definir quais benefícios são mais vantajosos, e quais são mais custosos para o caixa da empresa.

Por isso, a revisão periódica do programa de plano de benefícios é muito importante no processo de gerenciamento, e precisa ser feita regularmente a fim de determinar quais benefícios são positivos ou negativos para toda empresa, considerando um ponto de vista estratégico.

Principais impactos para a empresa com um bom plano de benefícios

O plano de vantagens que as empresas oferecem são fortemente avaliadas por talentos com o intuito de fazer parte da organização, por isso, os empregadores têm buscado benefícios que funcionem como diferenciais atrativos, para destacar suas empresas.

Um bom plano de benefícios pode ajudar na redução do turnover e turnoff das empresas, e é fundamental para engajar a permanência de bons funcionários, por isso, hoje e as empresas oferecem benefícios além do VR para seus funcionários.

Atualmente os benefícios são avaliados como um todo, considerando também saúde, bem-estar, família, lazer, entre outros.. Ou seja, um bom plano de benefícios impacta diretamente o sucesso de uma empresa, afinal, isso interfere em retenção de talentos, produtividade, imagem da marca e muito mais.

Auxilia na atração e retenção de talentos

Os funcionários gostam de ser valorizados e, considerando um cenário de negócios altamente competitivos, empresas que oferecem os melhores benefícios se destacam, e são muito mais atrativas para os bons profissionais.

Sendo assim, é muito provável que os melhores talentos sejam atraídos pelos melhores planos de benefícios, ou seja, as empresas que oferecem mais qualidade de vida, bem-estar, saúde e entretenimento para seus funcionários, têm muito mais chances de atrair profissionais de destaque.

Claro que nem sempre bons benefícios podem superar um bom salário, mas pode acontecer da somatória das duas coisas ser mais benéfica para o profissional, do que só ter que optar entre salário ou benefícios.

Aumenta engajamento e produtividade em alta

Benefícios que melhoram o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, como férias, horários flexíveis e a capacidade de trabalhar em casa, podem ajudar a diminuir o estresse dos funcionários e evitar o esgotamento.

Isso melhora o engajamento dos trabalhadores, e é fundamental para todas as organizações, porque ajuda a criar uma melhor cultura de trabalho, reduzir a rotatividade de pessoal, aumentar a produtividade, melhorar as atividades e os relacionamentos com os clientes, além de impactar diretamente nos lucros da empresa.

O plano é considerado uma ferramenta poderosa para manter os funcionários engajados com a organização, já que como forma de troca, pelos bons benefícios, os colaboradores tendem a ser mais produtivos, conseguem atingir seu potencial e realizam com maior satisfação suas atividades voltadas para o trabalho.

Melhora a imagem da empresa no mercado

Um bom pacote de benefícios para os trabalhadores dentro de uma organização pode ser um reflexo dos valores que a sua empresa possui, isso porque os consumidores modernos mostraram que estão cada vez mais dispostos a gastar seu dinheiro em um negócio que compartilhe de princípios justos.

Uma empresa que trata mal seus trabalhadores têm grande probabilidade de ser mal vista e perder negócios. Isso porque, um funcionário insatisfeito que compartilha sua insatisfação nas redes sociais, por exemplo, pode causar perda de receita e fidelidade de diversos clientes.

Os valores de um negócio são refletidos na maneira como ele trata seus consumidores e funcionários, portanto, oferecer bons benefícios pode representar muito mais do que só acreditar no bem-estar dos funcionários.

Conclusão

Com essa leitura foi possível perceber que, atualmente, a atenção está totalmente voltada para como as organizações tratam sua força de trabalho, e o oferecimento de um plano de benefícios que seja completo é essencial para as equipes, e interfere diretamente na interpretação de como as pessoas vêem as empresas.

O plano de benefícios é, muitas vezes, o que determina a permanência ou saída de um profissional de uma corporação, e, incorporar bons benefícios para os profissionais pode ser algo estratégico, para garantir que os bons talentos se mantenham no trabalho.

Se você deseja atrair e reter os melhores talentos, mostrar o valor de sua organização e aumentar o moral, é fundamental oferecer um pacote de incentivos atraente. Mas lembre-se: oferecer benefícios aos funcionários pode custar caro, mas as vantagens a longo prazo superam esses custos, contribuindo para o sucesso do seu negócio.

Se a sua empresa ainda não tem um plano de benefícios atrativo, talvez esse seja o momento ideal de começar a planejar seu plano de benefícios, afinal, todo mundo quer ter os melhores profissionais, atuando com qualidade e dedicação.

E aí, gostou deste texto? Leia outros como esse, basta continuar sua visita no blog do PontoTel. E não esqueça de compartilhar esse conteúdo nas redes sociais.

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Fiscal Ti