(11) 2942-0358
contato@veritasexacta.com.br

Universidade corporativa tudo sobre, como criar e importância!

Universidade corporativa tudo sobre, como criar e importância!

Muitas empresas acreditam que contratar profissionais prontos para exercer as funções esperadas para um determinado cargo é o caminho mais efetivo para conquistar bons resultados. Por outro lado, uma abordagem diferente tem ganhado força no mercado de trabalho: o treinamento e desenvolvimento de potenciais talentos realizado pelo próprio empregador.

Esse movimento ganhou o nome de universidade corporativa e tem o principal objetivo de capacitar os colaboradores para que sejam mais eficientes, produtivos, engajados com o propósito da empresa e, especialmente, preparados para enfrentar os desafios do mercado.

Você pode estar pensando que treinamentos sempre existiram dentro das companhias, entretanto, essa proposta é mais robusta e visa o desenvolvimento estratégico dos profissionais, não apenas de habilidades específicas para a realização das tarefas.

Para entender melhor o que é universidade corporativa, como ela é aplicada dentro das empresas e os benefícios de implementar no seu negócio, este artigo vai responder:

Gostou do assunto? Continue a leitura e saiba mais!

O que é universidade corporativa?

Antes de falarmos sobre a universidade corporativa, vamos discutir rapidamente o que é uma universidade. Trata-se de uma instituição de ensino, que contém uma variedade de cursos em diversas áreas de conhecimento para formar novos profissionais para o mercado de trabalho.

No mundo corporativo, o conceito é o mesmo, porém, aplicado ao desenvolvimento de habilidades dos colaboradores de uma empresa. De maneira geral, as companhias criam programas específicos de treinamentos e cursos para os colaboradores.

Um diferencial da universidade corporativa (UC) é que o conteúdo compartilhado com os profissionais costuma mesclar conhecimentos específicos para o trabalho realizado na empresa com assuntos de desenvolvimento pessoal.

As universidades corporativas podem oferecer cursos presenciais, mas, as plataformas digitais têm sido grandes aliadas das corporações.

Para que serve?

O principal objetivo da faculdade corporativa é oferecer aos colaboradores uma oportunidade de crescer tanto profissional como pessoalmente. Os cursos e treinamentos do programa das empresas permitem que os trabalhadores aprendam mais sobre sua área de atuação e melhorem habilidades que consideram importantes para o dia a dia.

Para a empresa, o principal benefício é contar com profissionais mais preparados e com maior competência para realização das tarefas. Além disso, há uma valorização do colaborador, que se sente reconhecido pelo empregador e, desta forma, aumenta a sensação de pertencimento.

Os benefícios podem ser mensurados em diversos fatores: resultados financeiros, diminuição da taxa de turnover, engajamento, participação nos treinamentos, entre outros.

Diferença entre universidade corporativa e tradicional

Apesar da semelhança no nome, a universidade corporativa é bastante diferente das tradicionais. Como citado anteriormente, a faculdade como conhecemos tem o objetivo de formar profissionais nas diversas áreas de conhecimento (ciências humanas, exatas, biológicas, etc).

É na universidade comum que são formados os futuros trabalhadores, como médicos, professores, jornalistas, engenheiros, arquitetos, entre outros.

Já a faculdade corporativa atua na atualização e especialização de trabalhadores já formados ou com experiência em um determinado setor. Outro ponto diferencial é o fato de que cada empresa pode personalizar os cursos e treinamentos de acordo com as necessidades do negócio e, especialmente, do perfil dos colaboradores.

Os assuntos abordados da universidade corporativa podem ser abrangentes como ferramentas de gestão, liderança, comunicação interpessoal, mas também podem ter um caráter mais técnico como compliance, regulamentações do setor, entre outros. A vantagem é que o conteúdo do hub de conhecimento da empresa pode ser frequentemente atualizado.

Além disso, é necessário lembrar que as universidades tradicionais, em sua maioria, possuem cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). Já os programas de aprendizados das empresas não costumam possuir reconhecimento do órgão, sendo emitido apenas certificados de participação.

Por esse motivo, os critérios de avaliação são bem diferentes. Enquanto na universidade comum, é necessário cumprir uma série de critérios como nota mínima, realização de provas e até trabalhos de conclusão de curso (TCC). Na universidade corporativa, geralmente, realiza-se apenas um quiz para mensurar o quanto do conteúdo foi absorvido pelos participantes.

Qual é o papel de uma universidade corporativa?

O papel da universidade corporativa é bastante simples: capacitar e treinar os colaboradores de uma empresa para que o seu desempenho seja melhorado com maior produtividade, eficiência e qualidade. Essa plataforma de educação corporativa deve ter foco em desenvolver os seus funcionários, a fim de alcançar a melhor performance de cada um deles.

Vale destacar ainda que as empresas que possuem universidades corporativas apostam no potencial de seus talentos e buscam, por meio dos cursos e materiais disponibilizados, preparar os colaboradores para alcançar patamares mais altos dentro da companhia.

Treinamento e capacitação personalizados

Basicamente, a faculdade corporativa é uma “instituição de ensino” da empresa, que oferece uma série de treinamentos e cursos de capacitação para os colaboradores. A prática de treinar os profissionais é antiga nas companhias, entretanto, a universidade tem objetivos mais complexos, que corroboram com as estratégias de negócio.

A personalização desse conteúdo é o ponto principal de criar uma universidade própria e não apostar em contratações esporádicas de fornecedores externos de treinamentos. A companhia pode criar materiais específicos para as necessidades da empresa, trazendo exemplos do setor, cases e incluindo as mensagens-chaves da companhia.

Qual a importância de ter universidade corporativa na empresa?

Contar com profissionais bem preparados, capacitados e, principalmente, engajados com o propósito da empresa é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Investir em uma universidade corporativa indica para os colaboradores que o empregador está preocupado com o desenvolvimento de seus funcionários.

Essa postura é esperada pelos melhores talentos do mercado, então, possuir uma plataforma de educação corporativa bem estruturada contribui ainda para a construção do employer branding, auxiliando na atração de novos profissionais.

Outro diferencial de contar com uma UC é saber que seus colaboradores receberão conteúdos que estão alinhados com o que a empresa espera. Ao oferecer parcerias com outras instituições de ensino, perde-se o controle sobre todos os detalhes que serão abordados nos treinamentos e cursos

Quais os principais impactos?

Uma série de benefícios e impactos serão sentidos na empresa após a implementação da universidade corporativa. Essas vantagens transitam em diversos fatores importantes para a equipe de recursos humanos e para os resultados financeiros do negócio. Toda a companhia deve ser impactada pelas oportunidades da faculdade corporativa.

Elencamos abaixo alguns dos principais impactos na companhia:

Engajamento dos colaboradores

Talvez uma das mais importantes vantagens da universidade corporativa seja o aumento no engajamento dos colaboradores. Uma plataforma de educação própria da companhia faz com que os profissionais se sintam valorizados pela empresa empregadora.

Há um entendimento de que esse investimento em oferecer conhecimento é uma forma de reconhecer o trabalho realizado por cada um dos funcionários. Esse sentimento de valorização torna os profissionais mais engajados e com mais sensação de pertencimento.

Ainda é possível por meio dos treinamentos, aumentar a consciência de cada profissional sobre a missão, os valores e os propósitos da empresa, por meio de treinamentos voltados para esse tema.

Profissionais capacitados

Sem dúvidas, outro benefício claro da universidade corporativa é contar com um quadro de funcionários capacitados e preparados para realizar as tarefas, dentro de cada função. Os cursos devem sempre focar em conhecimentos para o desenvolvimento do profissional como um todo e não apenas para a execução de atividades específicas.

Desenvolvimento de habilidades

Alguns profissionais já chegam na empresa com um nível alto de conhecimento no seu setor de atuação, entretanto, novas habilidades podem ser adquiridas a qualquer momento. Mesmo em equipes com um nível mais alto de senioridade, podem ser beneficiadas com cursos para desenvolvimento de habilidades e competências.

Quando falamos de profissionais com menos tempo no mercado de trabalho, a universidade corporativa é uma aliada importante da liderança para o desenvolvimento desses colaboradores.

Aumento da produtividade e resultados do negócio

Em consequência dos itens citados acima, há um impacto positivo na produtividade dos colaboradores, por pelo menos dois motivos. Primeiramente, eles estão mais engajados com a missão da empresa e entendem que seu trabalho é essencial para que os objetivos sejam alcançados.

Em adicional, são profissionais que estarão mais preparados para lidar com as tarefas do dia a dia, com mais habilidades de autogestão e organização, por exemplo, e ainda terão mais conhecimento técnico sobre o setor de atuação da empresa.

Como criar uma universidade corporativa?

Agora que você já entendeu a importância da universidade corporativa para sua empresa, pode estar se perguntando como é possível implementar uma plataforma educacional no seu negócio. Inicialmente, é importante entender que deve ser uma decisão estudada e planejada com cautela.

O primeiro ponto é entender o cenário da empresa e analisar itens como:

  • Quantos treinamentos são ministrados por ano;
  • Quais são os setores que mais demandam capacitação;
  • Quais são as principais falhas em cada área.

Entre outros questionamentos neste sentido. Para isso, é possível ouvir a liderança, enviar pesquisas para os colaboradores e analisar os resultados da companhia.

Com todas essas informações em mãos, o próximo passo é o planejamento. Para isso, defina um objetivo. Qual será a meta principal da implantação da universidade corporativa?

A partir daí, defina qual será o tipo de conteúdo, os temas, os responsáveis pela criação dos treinamentos, a forma de avaliação e o público-alvo de cada um dos cursos.

Outro item primordial é a escolha da plataforma digital. Existem muitas disponíveis no mercado, com características específicas, que podem ser melhores para as metas da empresa. Depois dessa parte burocrática de construção da universidade corporativa, chegamos ao momento principal: a divulgação para os colaboradores.

A comunicação interna da empresa terá um papel essencial para garantir o engajamento dos funcionários e a participação nos treinamentos e cursos. Normalmente, alguns conteúdos são de participação obrigatória, em especial os de conhecimento técnico.

O que a empresa deve esperar com a faculdade corporativa, porém, é a escolha voluntária dos profissionais em aproveitar os cursos oferecidos.

Para isso, os líderes, o RH e a equipe de comunicação devem reforçar os benefícios da plataforma de educação e reforçar que o desenvolvimento do profissional é o objetivo principal do projeto.

Como medir os resultados após a universidade?

Existem algumas formas de medir o sucesso da universidade corporativa. Entre as mais comuns, podemos citar:

  • Opinião dos colaboradores: ouvir o feedback do principal público-alvo do projeto é essencial para entender os pontos de melhoria.
  • Avaliação: alguns treinamentos podem ter uma avaliação final para compreender o quanto os colaboradores absorveram o conteúdo.
  • Autoavaliação: incentivar os profissionais a entenderem a evolução após a participação nos treinamentos pode mostrar os pontos positivos e as dificuldades de cada um.

Case: empresas que possuem universidade corporativa

A prática está cada vez mais comum no mercado de trabalho brasileiro. Algumas empresas que possuem universidade corporativa criaram seu hub de conteúdo justamente pela falta de opções nas instituições de ensino tradicionais, como a Universidade Petrobras, desenvolvida pela petroleira para formar profissionais capacitados para atuar na companhia.

Outro case de sucesso no Brasil é a UnBB do Banco do Brasil, criada em 1965 e que possui mais de 20 polos no país. Neste caso, o objetivo da universidade corporativa é alinhar as expectativas entre empresa e colaboradores.

A Leroy Merlin possui uma faculdade corporativa na qual os próprios colaboradores são os disseminadores de conhecimento. São os funcionários que fazem os treinamentos e cursos para os demais colegas de trabalho. Para isso, esses multiplicadores de informação devem possuir conhecimento técnico e pedagógico.

Conclusão

Seja qual for o modelo escolhido pela sua empresa, a universidade corporativa tem o objetivo de capacitar os colaboradores a fim de desenvolvê-los profissionalmente e, consequentemente, melhorar o desempenho na execução do seu trabalho.

As empresas ganham com o aumento da produtividade, melhores resultados de negócio e engajamento dos profissionais, além de construir uma imagem de empregador que valoriza os seus talentos para o mercado de trabalho.

Gostou deste conteúdo e quer saber mais? Acompanhe o blog da PontoTel e fique por dentro das novidades!

Compartilhe em suas redes!

Fonte: PontoTel

Fiscal Ti