(11)2059-2863 / (11)2059-3032
contato@veritasexacta.com.br

De olho no metaverso: celebridades apostam em avatares

De olho no metaverso: celebridades apostam em avatares

À medida que o metaverso ganha popularidade, influenciadores por todo o mundo avistam o universo virtual como um inovador e lucrativo canal para interagir com seus seguidores e, criar seus próprios avatares, faz parte dessa estratégia. Famosos como Sabrina Sato, Bianca Andrade, Nina Silva, Deborah Secco, Nyvi Estephan, Cauã Reymond e Luiza Possi, são exemplos de artistas que estão investindo pesado nos influenciadores virtuais.

Avatares em alta

Até então, quando o assunto era avatar ou influenciadores virtuais, a Lu, do Magazine Luiza, era a principal referência – sendo, inclusive, a pioneira de uma geração de avatares no segmento varejista, entre elas a Rennata, das lojas Renner, e a Nat, da Natura.

Atualmente, uma nova modalidade vem ganhando força desde o final do ano passado (2021), principalmente, pela velocidade com que estão surgindo projetos envolvendo artistas e celebridades com suas representações digitais. Em novembro, a atriz Sabrina Sato lançou a Satiko, uma personagem que espelha seu estilo, mas que possui personalidade própria e foi criada pela Biobots, startup especializada em Web3 e metaverso.

No mês de julho, a mesma Biobots criou a Pink, avatar da empreendedora Bianca Andrade, fundadora da Boca Rosa Company, visando ser a mais uma nova forma de a “Boca Rosa” se conectar com seus seguidores. Bianca Andrade é Forbes Under 30 2017 e integrante da lista de Mulheres de Sucesso em 2021.

Outros famosos já estão com contrato assinado e lançamento previsto para os próximos meses, como Deborah Secco e Maria Flor, Cauã Reymond, Ticiane Pinheiro, Rafa Kalimann, Luiza Possi, Duda Nagle, Doutor Alberto Cordeiro, Nina Silva e Natalia Beauty.

Custos e Estrutura

O surgimento de novas referências quando o tema é avatar também vem deixando claro que o investimento para desenvolver esse tipo de personagem é considerável. Para o sucesso no longo prazo é importante considerar não só a forma, mas a narrativa e a manutenção dos avatares. Em outras palavras, eles passam a ter um perfil equivalente a de uma empresa ou marca.

Grupo Studio

Fiscal Ti